14/05/21 - 13:19:50

Superintendente da Codevasf rebate acusações de suposto orçamento secreto de R$ 3 mi

O superintendente regional da Companhia de Desenvolvimento dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf) em Sergipe, Marcos Alves Filho, se posicionou nesta sexta-feira (14), a respeito da divulgação de denúncia do jornal Estado de São Paulo sobre um suposto orçamento secreto de R$ 3 bilhões para emendas parlamentares. Em entrevista na Rádio Jornal FM, Marcos Alves criticou a veiculação da informação pelo radialista Gilmar Carvalho, que afirmou durante o programa da última quinta-feira (13), que solicitaria à justiça mais informações.

Em direito de resposta, o superintendente esclareceu sobre o assunto, afirmando que todas as informações estão disponíveis no site da Codevasf. “É necessário informar que todo documento de informações sobre compras e contratações, seja de qual serviço for, pode ser acessado pelo site da Codevasf. Ao acessar no campo esquerdo, na parte licitação, ao entrar na superintendência de Aracaju, está disponível todos os editais, quadro de consumo, licitações, audiências públicas, concorrência. É um processo lícito e transparente, não há o que se falar em acionar a justiça porque todos os dados são transparentes e disponíveis em nosso site”, rebateu.

Durante a entrevista, o radialista e deputado Gilmar Carvalho reforçou que as informações foram divulgadas pelo Estadão e mesmo com a divulgação no site, ele acionará a justiça. Marcos informou que responde à instituição em Sergipe, em nome de todos os funcionários e que a empresa preza pelo desenvolvimento do estado. “Solicitamos esse direito de resposta em nome de todos que fazem parte da Codevasf, não só de Sergipe, mas de todo o país. A empresa de desenvolvimento, que faz mais por alguns estados do que algumas prefeituras e atua há 47 anos, pretende levar dignidade e qualidade de vida. O senhor acabou divulgando aqui no ar sobre um suposto faturamento de equipamentos, mas disseminou algumas informações sem fundamento nenhum”, disse o superintendente em Sergipe”.

Com relação a situação do pregão dos tratores, citado na reportagem, o superintendente informou que o pregão foi feito em 2020 de forma totalmente transparente e com todas as informações disponíveis no site. “Todo o corpo técnico da nossa empresa tem o comprometimento técnico com a nossa instituição. Encontrei uma superintendência totalmente desenvolvida, anteriormente bem gerida e com 189 técnicos apaixonados pelo que fazem”.

“Queria que as pessoas tivessem mais responsabilidade, porque sabemos que Gilmar Carvalho não criou a notícia, foi o Estadão, mas é uma falta de responsabilidade fazer suposições, com informação falsas. Nós seguimos todas as instruções normativas, tudo dentro da pesquisa de preços. Temos empresas que o preço colocado era abaixo das tabelas de preços, que atendem a todo um processo que é exigido por lei, então não tem porque falar em superfaturamento”, acrescentou Marcos Alves.

Ainda durante a entrevista, Marcos fez um questionamento sobre a divulgação da matéria pelo jornal. “Faço aqui uma pergunta pela divulgação da matéria do Estado de São Paulo, será se quem escreveu essa matéria, a pessoa responsável, a pessoa que passou essas informações, será se essas pessoas estão agindo de má fé? É desconhecedor de todo o critério legal do certame licitatório e como acontece a coisa pública ou tentou montar um teatro em todo o país?”, questionou.

Agradecimento aos parlamentares

O superintende também agradeceu o apoio de todos os parlamentares sergipanos. “A nossa instituição depende dos nossos 11 parlamentares, e aqui quero fazer um agradecimento público aos 11 parlamentares federais de Sergipe, aos três senadores e aos oito deputados federais. Não há restrição de nenhum, todos têm compromisso com a coisa pública e com o estado de Sergipe. A instituição depende totalmente das emendas parlamentares, e nosso lucro, ao invés de financeiro é social”, finalizou.

Fonte: Aju News