17/05/21 - 12:25:17

CARTÕES BANCÁRIOS PARA SAQUE DO AUXÍLIO MUNICIPAL EMERGENCIAL É ENTREGUE

A Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Assistência Social, iniciou nesta segunda-feira, 17, a entrega dos cartões bancários para o saque do Auxílio Municipal Emergencial (AME), programa de caráter temporário e excepcional que beneficiará cinco mil famílias de baixa renda com a concessão de R$600,00, pago em três parcelas de R$200,00, programados para os meses de maio, junho e julho, com depósito sempre no dia 21 de cada mês, totalizando um aporte de R$3 milhões.

No intuito de evitar aglomerações contra o contágio do coronavírus, os cartões estão sendo entregues, por 15 equipes da Assistência Social, na residência de cada beneficiário. A meta é concluir a entrega ao longo desta semana, contudo, em virtude das chuvas e possíveis dificuldades em localizar os contemplados, as entregas podem ser concluídas na semana que vem.

O AME é uma das principais ações do Programa Cidade Solidária, pacote de medidas lançado pela Prefeitura de Aracaju com o objetivo de reduzir os efeitos sociais e econômicos causados pela pandemia do novo coronavírus na capital sergipana.

O público-alvo é composto de famílias em situação de pobreza e extrema pobreza, ambulantes, população em situação de rua, artistas, artesãos, trabalhadores de shows e eventos, além dos permissionários do transporte escolar.

Para receber o auxílio, é preciso estar inscrito no Cadastro Único e não ter acesso a nenhum outro tipo de benefício social financeiro, seja federal ou estadual.

“Chegamos com sucesso na fase de entrega dos cartões dos beneficiários. São cinco mil famílias que não tiveram acesso a nenhum outro benefício, nem dos governos federal e estadual. Estamos com 15 equipes da Assistência Social nos bairros de Aracaju, localizando esses beneficiários e fazendo a entrega dos cartões. Nesta segunda-feira, a meta é entregarmos 1.300 cartões. Ao longo da semana, todos os dias, as equipes vão continuar entregando até atingirmos o quantitativo. Estamos correndo contra o tempo, a gente sabe que as pessoas estão precisando do auxílio, que a fome bate à porta dos aracajuanos que precisam de ajuda”, destaca a secretária da Assistência Social de Aracaju, Simone Passos.

Simone explica ainda que o beneficiário não precisa ativar o cartão no momento do recebimento, isso porque o Banco do Estado de Sergipe (Banese), instituição financeira responsável pelo repasse do auxílio, já realizou o desbloqueio com a disponibilização de senhas individuais. O Banese, inclusive, orientará todos os cidadãos sobre as dúvidas referentes ao saque e uso do cartão bancário.

Com o cartão, será possível comprar alimentos, remédios e até gás de cozinha, uma ajuda significativa para quem está passando por dificuldades financeiras.

“Sabemos que Aracaju, como qualquer município, sofre muito com a pandemia. As famílias têm passado fome e precisam pagar os botijões de gás, remédios, e esse cartão vai ajudar muito as famílias. São R$600 em parcelas de R$200, sendo depositados a cada dia 21. O auxílio vem amortecer as dificuldades que essas famílias estão passando”, explica a gestora.

‘Boa hora’

José Augusto da Rocha Silva, de 33 anos, morador do bairro Porto D’Antas, na zona Norte da capital, foi o primeiro beneficiário a receber o cartão do AME. Desempregado, ele trabalhava, até pouco tempo, no setor de montagem de eventos, um dos segmentos, assim como tantos outros, impactados pelos efeitos da pandemia.

“Trabalhava com montagem de eventos, mas fui dispensado recentemente. Mas agora estou feliz, recebendo esse cartão. Quero, primeiramente, agradecer a Deus, depois à Prefeitura de Aracaju. Vou poder comprar alimentação e gás. É uma ajudinha importante, chegou em boa hora”, relata José Augusto.

Não muito distante dali, no bairro Coqueiral mora Francisca Gouveia, 51. Desempregada e passando por dificuldades, ela disse estar feliz com o auxílio da Prefeitura. “Trabalhava com vendas, mas agora estou sem trabalhar, inclusive sou cardíaca, do grupo de risco. Esse cartão chegou em boa hora. Vai contribuir muito, principalmente para comprar remédios. Agradeço muito”, reconhece.

Foto assessoria