17/05/21 - 05:01:44

Final de semana foi de movimento nos pontos de vacinação contra covid-19

A campanha de vacinação contra covid-19 segue cumprindo as previsões, em Aracaju, e, neste final de semana, os pontos de imunização tiveram movimento considerável, em meio à ampliação dos grupos prioritários e faixas etárias. No total, a Prefeitura de Aracaju, por intermédio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), já vacinou 124.028 pessoas, sendo que, destas, 51.242 já receberam a segunda dose do imunizante. Com os dados, a capital sergipana  chegou aos 18,65% da população imunizada.

Ao longo deste domingo, 16, o alvo da vacinação foram pessoas com comorbidades, entre 50 e 52 anos, que puderam se dirigir ao drive-thru montado no Parque Augusto Franco (Sementeira) e em outros 10 pontos fixos de vacinação.

A Prefeitura seguiu, ainda, com a imunização de pessoas com Deficiência Permanente, cadastradas no Programa de Benefício de Prestação Continuada (BPC), nesta mesma faixa etária, pessoas com doença renal crônica a partir dos 18 anos, e realiza, ainda a aplicação da segunda dose da CoronaVac, regularizando o calendário vacinal que sofreu alteração em virtude do atraso no envio de doses pelo Ministério da Saúde. Continua também sendo aplicada a segunda dose da AstraZeneca para quem já cumpriu o prazo de 90 dias.

Foram 1.913 aplicações realizadas neste domingo, sendo que 1.028 pessoas receberam a primeira dose, sendo 1 mil pessoas com comorbidades, 27 idosos e 1 agente de segurança e salvamento. Foram aplicadas, também, 885 vacinas como segunda dose: 214 em idosos, 279 em trabalhadores da saúde e 218 nos profissionais de segurança.

Uma das vacinadas, hoje, foi Denise Teles, de 51 anos, que tem diabetes.

“A vacina nos dá mais segurança, faz com que nos sintamos mais protegidos, no entanto, não podemos esquecer que os cuidados devem permanecer, ou seja, continuar usando máscara, fazendo a higienização das mãos e mantendo o distanciamento social, sem aglomerar”, frisa Denise.

Outro vacinado com a primeira dose foi Anselmo Guimarães, de 51 anos.

“É muito importante tomar a vacina. Estamos vendo as consequências da doença todos os dias, com o número absurdo de mortes. Não podemos nos descuidar e, por isso, além das medidas que devem ser seguidas, é também acreditar na vacina e que ela é o único caminho para sairmos da pandemia”, destaca Anselmo.

Em continuidade à aplicação da segunda dose, o senhor José Antônio Andrade Costa, de 62 anos, fechou o ciclo da imunização.

“Digo para todos os meus amigos para se atentarem para tomar a segunda dose. Quero viver mais e a vacina é o caminho para isso, diante dessa pandemia”, ressalta José.

Assim como ele, Jadilson Santos Cruz, de 36 anos, também completou o ciclo.

“É a segunda dose é capaz de nos deixar, de fato, imunizados, então, assim que chegou o momento, vim no ponto de vacinação para tomar”, afirma Jadilson.

Para Sandra Prado, mãe de Ana Gabriela que tem Transtorno do Espectro do Autismo, a vacina é a tranquilidade que se precisa. “É melhor estar vacinado do que estar vulnerável a essa doença que tem tirado tantas vidas. Como ela [a filha] precisa fazer tratamento constante, ela fica muito exposta, então, fico muito aliviada de vê-la imunizada”, relata.

Foto: Marcelle Cristinne