20/05/21 - 05:38:35

PMA RECEBEU RECURSOS E NÃO REPASSOU AO HOSPITAL SÃO JOSÉ, DIZ DEPUTADA

A deputada estadual e líder da oposição na Alese, Kitty Lima (Cidadania), obteve acesso a documentos que comprovam a destinação de emendas da bancada formada por parlamentares sergipanos no Congresso Nacional para o Fundo Municipal de Saúde, gerido pela Prefeitura de Aracaju (PMA). A informação cai como uma bomba neste momento em que o Hospital São José anuncia a paralisação de diversos serviços ao alegar não ter recebido recursos da prefeitura.

A emenda coletiva, no valor de R$ 5 milhões, sendo destes mais de R$ 4 milhões somente do senador Alessandro Vieira (Cidadania), foi enviada ainda em maio de 2020. Até o momento, o município não prestou contas e a população não tem informação alguma sobre onde e com o quê o volume de dinheiro foi gasto.

Para Kitty Lima, a informação é gravíssima diante do quadro de paralisação de diversas atividades do hospital aracajuano por falta de repasses da Prefeitura de Aracaju. Na sessão da última terça-feira, 18, Kitty chegou a usar a tribuna da Alese para criticar o descaso que a unidade hospitalar vem vivenciado, além de expor o “jogo de empurra” que está sendo realizado pelo Governo de Sergipe e a PMA sobre a responsabilidade desses recursos.

“Oficiarei de forma imediata a gestão de Aracaju, pois precisamos de explicações sobre o destino desses valores. É estarrecedor saber que mais de um ano depois da liberação desse recurso nós não tenhamos informação de onde eles foram gastos, ainda mais com a atual situação do Hospital São José. Quantas vidas aracajuanas e sergipanas custaram e poderão custar pela falta de repasse desse hospital?”, comentou a líder da oposição.

Ela alertou que houve grande preocupação do senador Alessandro Vieira para que a situação não chegasse a tal ponto e, para isto, o próprio senador decidiu destinar o valor exato de R$ 4.160.000,00 (Quatro Milhões, Cento e Sessenta Mil reais).

“Na época, Alessandro destinou esse montante por se preocupar com a situação de calamidade na saúde pública de Aracaju. Até hoje não sabemos onde foram gastos esses recursos. Tivemos um hospital de campanha sem UTI e que, no agravamento da pandemia, foi fechado. Estou extremamente preocupada com a situação dos aracajuanos e irei até o fim para saber o que foi feito com esse dinheiro”, finalizou.

Assessoria Kitty Lima