22/05/21 - 08:55:53

Especialista alerta: “Biodiversidade se torna alvo de ameaças graves”

Segundo o professor e pesquisador Rubens Madi, o desmatamento de espécies vegetais nativas de madeira nobre, o tráfico de animais e a exploração de recursos naturais sem o devido cuidado e proteção expõem a biodiversidade brasileira ao risco de desaparecimento.

No Dia Internacional da Biodiversidade, celebrado em 22 de maio, o professor do curso de Ciências Biológicas e do Programa de Pós-graduação em Saúde e Ambiente da Universidade Tiradentes — Unit, Rubens Madi, alerta para o risco de desaparecimento da biodiversidade brasileira.

“O Brasil tem uma das melhores legislações ambientais do planeta. No entanto, com a atual flexibilização das leis e das medidas de fiscalização, além do desmonte dos órgãos ambientais, a biodiversidade vem se tornando alvo de ameaças graves”, declara o docente. “O desmatamento de espécies vegetais nativas de madeira nobre, o tráfico de animais e a exploração de recursos naturais sem o devido cuidado e proteção expõe a biodiversidade brasileira ao risco de desaparecimento”, acrescenta.

Para o pesquisador, é muito importante chamar a atenção para esta data. “Todos os organismos do planeta, incluindo nós, vivem em uma grande rede de interações, e qualquer alteração que ocorra com a fauna e a flora reflete em nosso bem-estar e na nossa saúde. A conscientização de que também fazemos parte da biodiversidade é muito relevante para que as pessoas tenham o devido respeito e entendimento na sua relação com a natureza”, destaca.

“A sociedade pode colaborar com a biodiversidade executando ações inteligentes e sustentáveis de proteção ao meio ambiente. Atitudes como o consumo consciente, a separação do lixo, a reutilização de produtos industrializados, o crescimento urbano planejado e organizado e a produção e uso de energia alternativa minimizam a influência do homem em sua ofensiva contra o ambiente em seu entorno”, complementa.

Madi enfatiza a contribuição da Unit para a biodiversidade. “A instituição de ensino, em seus programas de pós-graduação stricto sensu, desenvolve projetos de pesquisa que visam o conhecimento da fauna e da flora regional, com vistas ao fomento de ações educacionais e conservacionistas, além da prospecção e desenvolvimento de bioprodutos e bioativos para utilização dos compostos na área de saúde”, finaliza.

Assessoria de Imprensa