24/05/21 - 08:13:33

Secretária de Cultura Lidiane Nobre é eleita Coordenadora de Articulação do Forcult/SE

Estância, cidade de elevada expressão cultural, é um dos municípios sergipanos que compõem a nova Coordenação Executiva do Fórum de Secretários e Dirigentes Municipais de Cultura do Estado de Sergipe (Forcult/SE) eleita no último dia 17 do corrente. Nessa ocasião a secretária de Cultura e Turismo, Lidiane Nobre, foi eleita Coordenadora de Articulação Territorial Sul Sergipano. “Representar o Sul Sergipano é uma honra! Estância em destaque no cenário cultural do estado”, acentua a senhoraNobre.

O Fórum de Secretários e Dirigentes Municipais de Cultura do Estado de Sergipe é uma entidade sem fins lucrativos e de caráter cultural, que busca o fortalecimento das políticas municipais de cultura do Estado de Sergipe, bem como a cooperação técnica entre os participantes, na elaboração e na execução das ações individuais ou coletivas, visando à implementação efetiva das Políticas Estadual e Municipais de Cultura do Estado de Sergipe.

Presidente

Wlademir Dantas Souza;

Vice-Presidente

Luciano Correia dos Santos (Presidente da Funcaju).

Secretária Executiva

Ediclécia Santos (Diretora de Arte e Cultura de Lagarto).

Sul Sergipano Suplente

Itanderson Passos Lima (Secretário de Arauá).

Coordenadora de Articulação  Territorial Sul Sergipano

Lidiane Nobre (Sec. de Cultura de Estância)

Agreste Sergipano Titular

Weverton Passos Lima (Sec. de Macambira).

Baixo São Francisco Titular

Rênison Félix Alves(Secretário de Própria).

Baixo São Francisco Suplente

Isaías Vieira (Secretário de Muribeca).

Alto Sertão Sergipano Titular

Patrícia Vitor Santos da Silva (Secretário de S. Francisco).

Alto Sertão Sergipano Suplente

Miriam Amaral Pereira (Diretora de Cultura de Nossa Senhora da Glória).

Médio Sertão Sergipano Titular

Ari Pereira de Souza (Sec. de Nossa Senhora das Dores).

Médio Sertão Sergipano Suplente

Alex Santos Moraes (Sec. de Cumbe).

Grande Aracaju Titular

Diego Araújo (Sec. de Barra dos Coqueiros).

Por: Genílson Máximo