25/05/21 - 06:01:24

Funcap realiza dois dias de programação com artistas da Lei Aldir Blanc

Nos dias 25 e 26 de maio, haverá abertura das exposições dos artistas Shelldon Rodrigo e Alefake; além do lançamento do livro “Poemas de Luz no Limite do Destino”, de Maria do Carmo Melo Santos

A Fundação de Cultura e Arte Aperipê (Funcap) estará com novas programações culturais, nos dias 25 e 26 de maio, repletas de artistas contemplados nos editais da Lei Aldir Blanc (LAB). Na terça-feira, 25, às 18h, dando continuidade às parcerias entre a Funcap e os shoppings do estado, é a vez do Shopping Prêmio receber exposições da LAB, com as obras inéditas: “Salve o Cangaço”, de Shelldon Rodrigo e “As Ruas Invadindo as Galerias”, do artista Alefake.

Além das exposições, haverá, também, o lançamento do livro “Poemas de Luz no Limite do Destino”, de Maria do Carmo Melo Santos. A solenidade de abertura será virtual e contará com transmissão ao vivo pelo Instagram e Youtube da Fundação. Já na quarta-feira, 26, às 19h, a Aperipê TV, canal 6.1, vai transmitir uma homenagem ao Dia do Sanfoneiro com trios convidados e apresentação de Zito Costa.

Dia do Sanfoneiro

A Funcap dá o pontapé inicial aos festejos juninos com programação especial em homenagem ao Dia do Sanfoneiro. Serão quatro atrações: Capunga do Forró, Cacimba Nova, Capitães do Forró e Ararão do Nordeste que animarão a transmissão junto ao apresentador Zito Costa.

Exposições

Uma parceria foi firmada entre a Fundação e os shoppings do estado de Sergipe para que as obras dos artistas contemplados na LAB possam chegar, também, de forma presencial à população. O primeiro centro comercial a receber exposições foi o Shopping Riomar, na última terça-feira, 18. Agora é a vez do Shopping Prêmio que receberá obras inéditas de dois artistas de arte urbana: Shelldon Rodrigo e Allefake que contam histórias através de grafites.

Em “Salve o Cangaço”, o artista Shelldon Rodrigo mostra que nem só de seca vive o cangaço. As imagens mostram o verde do sertão, a vida simples do cangaço, uma casinha de taipa e o carro de boi, a seca do sertão retratada nas rachaduras da terra no chão. A história de Maria Bonita, a primeira mulher a ingressar no cangaço e também do nosso rei do cangaço, Virgulino, o Lampião, chamando atenção por sua postura e imagem marcantes. A natureza desenha o cangaço, em meio a vegetação da caatinga, um olhar para o pôr do sol e reflexos de uma vida em meio ao cangaço. A expedição de um cangaceiro no cangaço no dorso do seu cavalo, a terra seca que faz brotar o verde, o verde dos cactos que brotam para mostrar que há vida no sertão.

Conhecido como SBUK90 no meio da cena do graffiti de Sergipe, Shelldon começou em 2000 na pichação e, em 2009, conheceu o graffiti que o levou a uma nova percepção da arte. Expôs um dos seus primeiros trabalhos com tela na Galeria Álvaro Santos por dois anos seguidos, 2014 e 2015.

“As ruas invadindo as galerias” é a exposição do artista Alefake que começou sua carreira, em 2009, com pichação, para depois se envolver no mundo do graffiti e conhecer mais do que a rua tinha para oferecer. Em 2012, começou a sair de Aracaju para levar o nome do seu estado para várias regiões do Brasil. Na exposição, o artista une a arte plástica das telas com a arte do graffiti de rua.

Lançamento do livro

Maria do Carmo Melo Santos é escritora e participa do Teatro SOS Alegria, do Hospital de Urgência de Sergipe. Escreve peças teatrais, poemas, contos e fábulas. Seu trabalho como escritora tem, na ajuda ao próximo, uma de suas principais inspirações.

Lei Aldir Blanc

A Lei Aldir Blanc é uma realidade através de recursos da Secretaria Especial de Cultura, Ministério do Turismo e Governo Federal, destinada ao Governo do Estado de Sergipe.