Aracaju, 22 de setembro de 2021

Sem ousadia perde-se no tempo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Diógenes Braynerdiogenesbrayner@gmail.com

Alguma repercussão sobre uma declaração genérica da delegada Daniele Garcia (Cidadania), de que poderia ser candidata a vários mandatos, em 2022, inclusive ao de governador. Fato absolutamente natural para quem está no jogo e pretende atingir metas mais ousadas do que as previstas por quem fica apenas na análise dos fatos. De qualquer forma, Daniele é um nome que surpreendeu nas eleições municipais de 2020, ao disputar o segundo turno com Edvaldo Nogueira (PDT), um nome forte pelo trabalho que vinha realizando à frente da Prefeitura durante o mandato.

É natural que alguns políticos vejam essa pretensão da delegada, como uma ousadia de quem está entrando agora nesse intrincado processo político, que estaria mais afeito a personagens com maior experiência e ampla participação nas disputas eleitorais. E faz algum sentido isso. Mas existe vida no fechado circulo político, também para os que se atrevem a ousar. Daniele está começando agora, mas todos tiveram o seu início, até atingir as alturas através de atos que, de alguma forma, precisam de coragem, inclusive para perder sem traumas. É muito difícil um principiante alcançar seus objetivos, mas não é impossível, porque depende de quem esteja no jogo.

As disputas eleitorais – e não há segredo nisso – têm que ser montadas sob alicerces de lideranças que comandam cidades e regiões. Conversa-se pouco com o eleitor e até sequer conhece quem será o autor do voto, porque os currais permanecem, embora os rebanhos tenham mentalidades diferentes. Quem conduz o voto ainda é quem “abate o gado para negociá-lo fatiado” e dificilmente isso chegará ao fim, pelas condiçõs eternas de quem vai teclar números para tornar alguém autoridade. Com essa prática, realmente fica difícil um neófito chegar onde até as “velhas raposas” têm dificuldades.

É preciso reconhecer que a oposição se dispersou. Não há mais um grupo coeso como em pleitos anteriores, em que rivais não se cruzavam na mesma calçada. Os partidos são variados e todos eles sem ideologias, projetos, programas e líderes que possam conduzir o bloco com coerência e responsabilidade. Todos com estilos diferentes e sem um projeto definido voltado para o povo. Oposição não é apenas criticar e torcer pelo quanto pior melhor, mas oferecer sugestões para solução de problemas dos que estão à frente do processo e exibir competência. Além disso, precisa comandar com desenvoltura, sem arrogância, sempre aberto ao diálogo e adotando posições que sugiram unidade. Fora disso é apenas aparecer, por sorte vencer e terminar se perdendo no vazio da incompetência.

Oposição precisa, antes de tudo, mostrar que é capaz e independente…

Ulices desmente

Ulices Andrade liga para informar – e desmentir – que não tem conversado com senador Rogério Carvalho (PT). Como vem sendo noticiado pela coluna.

*** Acrescentou que se dá muito bem com Rogério, “mas ele lá trabalhando no Senado e eu cá exercendo minha stividade de conselheiro.

*** Não falou sobre política e desfez as informações sobre qualquer tipo de candidatura.

Não vai esperar

O bloco político que dá apoio a Belivaldo Chagas (PSD) já deixou claro que não vai esperar pelo relógio de Ulices Andrade, quanto ao momento para anuncia candidatura.

*** Um dos pré-candidatos a governador disse que “nem eu, nem Mitidieri, nem Edvaldo Nogueira e nem mesmo Rogério Carvalho ficaremos nessa dependência.

*** A informação é que Ulices quer avaliar entre março e abril se vale a pena disputar  Governo do Estado.

Luciano e Fábio

O presidente da Assembleia Legislativa, Luciano Bispo (MDB), é naturalmente candidato à reeleição, mas é um nome sempre citado para integrar a chapa majoritária como vice-governador.

*** Luciano Bispo não trata diretamente sobre isso, mas deixa a impressão que se for o indicado a vice, gostaria de estar ao lado de Fábio Mitidieri a governador.

Cuidando de Sergipe

O G1 publicou: “como mostrou o RJ2 na segunda-feira (24), André Moura, chefe da pasta que deveria representar o RJ em Brasília, pago por contribuintes.”

*** Um deputado estadual de Sergipe comentou a informação: “André Moura quando está em Brasília não deixa de cuidar das coisas do seu Estado”.

Bloco do Governo

Segundo a mesma fonte, o bloco que dá apoio ao Governo tem acenado para que André Moura integre a base aliada com o seu grupo, para as próximas eleições.

*** André já disse que não há qualquer restrição, mas é necessário que seja definida sua posição, já que ele deseja disputar o Senado Federal.

*** Não há qualquer data para definir essa posição, “mas é verdade que existe uma paquera, que ainda não chegou a namoro”.

Pauta na Unale

O deputado Luciano Pimentel está em Brasília e cumpre agenda da Unale para realização de um evento turistico que abrange todos os Estados.

*** Luciano encontrou-se com o prefeito de Simão Dias, Cristiano Viana, e o acompanhou em uma agenda no Congresso.

Sobre candidaturas

Rômulo Rodrigues, um dos bons articuladores políticos do PT em Sergipe, acha que não é momento de se colocar “uma candidatura à frente dos cadáveres numa pandemia, por questões religiosas e humanitárias”.

*** Reconhece que o governador Belivaldo Chagas e o prefeito Edvaldo Nogueira enfrentam a pandemia com muita coragem e eficiência e a “cada dia aparece gente querendo matar os doentes”.

Zezinho a federal

O deputado estadual Zezinho Guimarães (PL) disse ontem que só disputa as eleições de 2022 se for para Federal. Não há um recuo sobre isso.

*** Disse que é situação em Sergipe e que seu partido conversa com todo mundo e cria musculatura para se colocar bem.

*** – Nada de ser radical, por isso o PL está aberto para entendimentos, disse.

Drink e papo

No início da noite de ontem alguns políticos estiveram com o advogado Lauro Seixas para um drink e bom papo em Brasília.

*** Foi um encontro politicamente ecumênico, onde se falou sobre a política de Sergipe e a situação nacional.

Complô mundial

O senador Alessandro Vieira (Cidadania) criticou a postura da secretária de Gestão do Trabalho e Educação do Ministério da Saúde, Mayra Pinheiro, ao defender a prescrição de medicamentos sem comprovação científica.

*** “A tese que nós estamos ouvindo, ela vai na linha de que existe um complô mundial e matar [por meio do coronavírus]”, disse o parlamentar.

Não me intimidam

O senador Rogério Carvalho (PT) disse ontem que os deputados Carlos Jordy e Carla Zambelli “pensam que me intimidam com suas milícias digitais. Isso mostra o desespero deles”.

*** – O cerco fechou e Bolsonaro vai responder pelos seus crimes. Vamos lutar por justiça para cada uma dessas 450 mil vítimas fatais deste governo da morte, disse.

Pede respeito

Exaltado, o senador Rogério Carvalho afirmou ontem que alguns depoentes foram a CPI da Covid, só para mentir.

*** A depoente Mayra Pinheiro pediu respeito.

Pauta extensa

Ex-deputado Marcio Macedo (PT) está em Brasília com o senador Humberto Costa e o deputado federal José Guimarães, para uma pauta extensa.

Falam sobre “a CPI da Covid-19, a reforma administrativa, o enfrentamento ao governo genocida de Bolsonaro e o resgate do desenvolvimento regional para o Nordeste”.

Vergonha nacional

Deputado estadual Capitão Samuel considerou ontem que esta “palhaçada de CPI é uma vergonha nacional”.

*** E mais: “espero que o eleitor faça uma faxina no congresso nacional na eleição do ano que vem. Chega de esculhambação, clama.

Vírus no Maranhão

O Maranhão está em alerta com a identificação de seis homens que estavam em um navio cargueiro, infectados com a versão do coronavirus da Índia.

*** O Governo está adotando todas as medidas para evitar a proliferação e que outras pessoas cheguem com o vírus.

*** Vale lembrar, de forma preventiva, que muitos pecuaristas sergipanos têm fazendas e criam gado no Maranhão.

Pode ser candidato

O ex-senador Valadares (PSB) faz um programa de rádio semanal em Simão Dias e, além disso, conversa com lideranças da região e trata também sobre política.

*** Não será surpresa caso Valadares seja candidato a deputado estadual em 2022.

Um bom bate papo

Max Augusto – Pessoal que considera o voto impresso mais seguro não lembra que em Sergipe já teve até urna roubada e queimada. E nem faz tanto tempo.

Diz Lula – Tenho dito ao pessoal no PT que se for pra ser candidato, vai ter que ser pra fazer muito mais do que a gente fez.

Felipe Neto – Não adianta lutar apenas contra o neoliberalismo reacionário, é preciso enfrentar e questionar o neoliberalismo progressista, como Nancy Fraser nos ensina.

Gustavo Pessoa – Está provado que atirar em relógios de nada adianta pra conter o tempo. Bolsonaro sabe disso e sabe também que está se inviabilizando eleitoralmente.

Diogo Mainard – Documento mostra que Saúde encomendou 3,2 milhões de comprimidos de cloroquina em 2020; Pazuello mentiu.

Radar – Deputado questiona governo do Distrito Federal por usar bombeiros para apagar ‘Bolsonaro genocida’.

Brunno Melo – A anvisa acaba de liberar os testes em humanos do soro do Butantan contra a Covid-19.

Carta Capital – Servidora do Tribunal de Justiça do Mato Grosso morre de Covid cinco dias depois de ir a ato pró-Bolsonaro no DF.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

CONIVALES celebra quatro anos de fundação levando serviços de saúde a 43 municípios sergipanos
Adepol emite nota após tentativa de homicídio contra delegado
Polícia Civil divulga imagens de suspeito de feminicídio em Maruim
Polícia prende mulher com aproximadamente 5,5kg de cocaína em Aracaju