27/05/21 - 10:16:06

Vacina tem chegado, mas imunização segue “lenta” nos municípios sergipanos

Este colunista, há alguns dias, vem acompanhando o boletim epidemiológico do coronavírus, que diariamente é divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde, e mesmo sem ser especialista em Saúde Pública, conclui que a lentidão no processo de imunização em Sergipe provavelmente é de responsabilidade dos municípios, de uma forma geral. É evidente que existem aqueles vacinando mais que os outros, proporcionalmente falando, mas ainda assim não justifica tanta demora.

A coluna vai reproduzir agora dados oficiais da Secretaria de Estado da Saúde: o montante de 1ª dose de vacinas recebidas pelo governo sergipano do governo federal e que foram distribuídas para os municípios fechou a quarta-feira (26) em 494.759 doses; agora PASMEM: desse volume, foram aplicadas na população o total de 435.347 doses, ou seja, pelos números da própria SES temos 59.412 doses que se encontram no nosso território e que não foram aplicadas!

Com a taxa de ocupação dos leitos de UTI no setor público beirando o colapso, com a rede privada já apresentando dificuldades com a superlotação de novos infectados, como justificar o fato de os 75 prefeitos sergipanos, através de suas equipes de Saúde da Família e seus respectivos planejamentos, ainda não vacinaram quase 60 mil pessoas? Dentro do discurso da “grande mídia”, isso não seria “salvar quase 60 mil vidas sergipanas”?

E se para a primeira dose já percebemos essa “lentidão”, pior se encontra o processo de imunização da população na segunda dose da vacina. O governo sergipano recebeu até essa quarta-feira do governo federal e distribuiu para os municípios 264.616 doses; desse volume, foram aplicadas na população o total de 190.692 doses! Seriam 73.924 doses da vacina “boiando” em Sergipe? Por que não promovem mutirões de vacinação para agilizar esse processo?

A coluna não “fabricou” esses números! É bom sempre frisar que eles estão no boletim epidemiológico do coronavírus, que diariamente é divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde. Em síntese, para quem força uma narrativa contra o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), por falta de vacinas, por este cenário está claro que o montante ainda não é o suficiente, mas teríamos sim condições, em meio ao risco de uma 3ª onda, de já ter imunizado muito mais gente.

Para que o (a) leitor (a) continue bem informado – e não se deixe ser manipulado – a vacina tem chegado, mas a imunização segue “lenta” nos municípios sergipanos! Com virou moda dizer que (só agora) a Saúde é uma responsabilidade tripartite, entre a União, Estados e Municípios, este colunista não defende CPI ou algo do tipo, mas traz a informação de que ainda temos vacinas “boiando” em Sergipe e que caberá ao próprio cidadão comum cobrar do seu prefeito e/ou vereadores a aceleração deste processo de imunização”. O direito à Saúde é uma responsabilidade de todos…

Vacinas chegando I

O Governo de Sergipe recebeu mais 62.500 doses de vacina contra a Covid-19. O lote da Oxford/AstraZeneca, produzido pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), já está armazenado na Secretaria de Estado da Saúde (SES) e vai ampliar ainda mais a vacinação contra o coronavírus no nosso estado.

Vacinas chegando II

De acordo com a SES, a remessa será completada nos próximos dias por mais 7.020 doses do laboratório Pfizer, totalizando 69.520 vacinas, com data prevista para entrega nesta quinta-feira (27).

Prioridades

Além de pessoas com comorbidades e deficiência permanente, gestantes e puérperas com comorbidades, entram no grupo de prioridades para esta fase da vacinação trabalhadores da Educação Básica; pessoas privadas de liberdade e agentes do sistema prisional; pessoas em situação de rua; trabalhadores do transporte aéreo, portuário e do transporte coletivo; bem como os trabalhadores da limpeza urbana e do manejo de resíduos sólidos.

Infectados e mortes

Considerando os dados do boletim epidemiológico do coronavírus, que diariamente é divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde, de domingo (23) a quarta-feira (26), Sergipe teve 4.981 novos infectados com a coronavírus e foram registradas 93 vidas perdidas para a pandemia.

 Veja essa!

O deputado estadual Luciano Bispo (MDB) foi entrevistado nessa quarta-feira (26), pelo radialista Narcizo Machado, durante a live para o Portal FAN F1 e respondeu a diversos questionamentos de ordem política e eleitoral. Perguntado sobre quem seria seu “pré-candidato favorito” para disputar o governo do Estado em 2022, Luciano “fez mistério”, mas enfatizou que todos que compõem o agrupamento estão em igualdade de condições.

E essa!

“Se você me pergunta sobre quem será o candidato a governador do nosso agrupamento, eu te respondo dizendo que todo mundo sonha em ser candidato a governador. Inclusive eu!”, respondeu Luciano Bispo. Ele voltou a defender que o nome a ser escolhido parta de um consenso dentro do agrupamento, liderado pelo governador Belivaldo Chagas (PSD), até meados de setembro e outubro já deste ano. “Eu defendo que o nome seja anunciado logo”.

Luciano Bispo I

Luciano Bispo fez uma retrospectiva de sua trajetória política, iniciada em Itabaiana até chegar à presidência da Assembleia Legislativa. Questionado se veta algum tipo de pré-candidatura, Luciano respondeu dizendo que “não faço veto a ninguém! Todo mundo tem o direito de sonhar em ser o governador do seu Estado. Acho que o nosso grupo tem que sentar, dialogar e decidir isso, possivelmente até setembro, por conta da pandemia”.

Luciano Bispo II

Na conversa com Narcizo Machado, Luciano externou sua preocupação com o planejamento do MDB para as eleições estaduais de 2022. “Eu estou filiado no MDB, posso continuar, como também posso ir para outra legenda. Nós cometemos alguns equívocos em 2020, ao ponto da legenda não ter candidatos a vereador de Aracaju. Há um distanciamento grande dentro do partido”, pontuou, defendendo que os líderes do partidos ampliem o diálogo com os filiados.

Luciano Bispo III

“Se a legislação atual não for alterada, vamos precisar fortalecer a legenda e é preciso diálogo. As coisas precisam ser discutidas. Desse jeito vamos precisar de candidatos com potencial de eleição para que o partido possa eleger seus filiados”, completou Luciano Bispo, reconhecendo ainda outro aspecto que deve ser levado em consideração por todos os pré-candidatos em 2022: “nota-se que há uma mudança no perfil do eleitorado”.

Maria do Carmo I

A senadora Maria do Carmo (DEM/SE) destacou a importância do Projeto de Lei 1.568/2019, que além de aumentar a pena mínima para aqueles que praticam feminicídio, transforma o crime em um tipo específico no Código Penal. “A intenção é a de que as pessoas passem a tratar essa conduta com, ainda, mais severidade. Nossas mulheres estão morrendo simplesmente pelo fato de serem mulheres e não podemos abrandar essa situação. Endurecer a pena é uma forma de conter a violência”, afirmou.

Maria do Carmo II

De autoria da deputada federal Rose Modesto (PSDB/MS), a proposta altera o Decreto-Lei 2.848/1940 e a Lei 8.072/1990, respectivamente o Código Penal e a Lei dos Crimes Hediondos, visando aumentar a pena mínima do crime de feminicídio e estabelecer que as penas aplicadas em decorrência da prática deste crime sejam cumpridas integralmente em regime fechado pelo condenado.

Maria do Carmo III

Segundo Maria, uma face importante do PL é o fato de ele ajudar a trazer mais visibilidade para essa conduta, de forma a tornar suas estatísticas mais uniformes e claras. “Há uma dificuldade de contabilizar e tornar essas mortes transparentes para a maioria das Secretarias de Segurança Pública Estaduais do país. Sabemos que a transparência é imprescindível para exercermos a cidadania e buscarmos por nossos direitos. Se não temos ciência de que essa conduta está acontecendo e crescendo, é difícil sensibilizarmos a todos com essas situações”, explicou.

Rigidez do crime

A parlamentar ainda destacou a rigidez com a qual o crime passa a ser tratado. “Em vez de uma penalidade mínima de 12 anos, a proposta estabelece uma pena de 15 a 30 anos. Além disso, há a exigência de que, pelo menos 55% dela seja cumprido em regime fechado, antes que se possa progredir para o aberto. São pequenas mudanças, pequenos avanços que para nós significam muito”, defendeu Maria.

Deve denunciar

A senadora por Sergipe ressaltou que se uma pessoa sofre presencia qualquer tipo de violência contra a mulher, precisa denunciar. “A denúncia é o primeiro passo para acabar com esse ciclo de violência”, disse, ao citar alguns dos canais que podem ser usados por qualquer cidadão, a exemplo do 190 (Polícia Militar) 181 (Disque Denúncia, através de telefone ou aplicativo) e 0 180 (Central de Atendimento à Mulher).

Kitty Lima I

Uma semana após participar de reunião na Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP-SE) para abordar a necessidade de mais efetivo para lidar com a demanda na Delegacia de Crimes Ambientais e Proteção Animal (Depama), a deputada estadual Kitty Lima (Cidadania) voltou ao órgão para retomar as conversas com o delegado-geral Thiago Leandro.

Kitty Lima II

A visita de Kitty trouxe boas notícias para a causa animal, pois, de acordo com o delegado-geral, a Depama passará por um processo de interiorização sob o comando do delegado Marcelo Hercos. Enquanto Marcelo ficará focado no trabalho de combate aos maus-tratos no interior de Sergipe, a delegada Georlize Teles, terá uma atuação mais voltada aos crimes na capital sergipana, como tem ocorrido desde a ativação da delegacia.

Kitty Lima III

“Fico satisfeita com essa informação passada pelo delegado-geral após a nossa cobrança. Isso prova que Sergipe está avançando no combate aos crimes contra animais e tenho certeza de que conseguiremos avançar ainda mais com um acompanhamento e enquadramento correto dos casos que costumam ser registrados no interior”, disse a deputada.

Ibrain de Valmir I

O deputado estadual Ibrain de Valmir (PSC) esteve reunido com o presidente da Alese, Luciano Bispo e os representantes da classe artista sergipana para tratar de soluções que beneficiem os profissionais de eventos. Em conversa, Ibrain de Valmir enfatizou a sua preocupação com os profissionais de eventos, pois foram os primeiros a serem paralisados na pandemia e serão os últimos a ganharem dinheiro.

Ibrain de Valmir II

Diante da situação, o deputado propôs investir R$ 200 mil, com emenda parlamentar. E, com o período junino se aproximando, Ibrain também propôs que o Governo do Estado de Sergipe crie lives e realize os pagamentos contratando os músicos sergipanos, sendo assim uma forma de valorizar a nossa cultura e beneficiar os profissionais de eventos.

Auxílio emergencial

Por fim, o parlamentar abordou a ideia da criação do auxílio emergencial para os profissionais de eventos no valor de R$ 1.500 a ser pago em três parcelas de R$ 500. O presidente da Alese, Luciano Bispo ficou responsável por levar as demandas para o governador Belivaldo Chagas.

Zezinho Sobral I

Após receber reclamações da população e atento às questões voltadas para o abastecimento no interior sergipano, o deputado estadual Zezinho Sobral (Pode) esteve na Companhia de Saneamento do Estado de Sergipe (Deso) para solicitar soluções para o problema de falta de água no povoado São José, em Japaratuba.

Zezinho Sobral II

O parlamentar esteve acompanhado do vice-prefeito de Japaratuba, Hélio Sobral (Pode), do secretário da Infraestrutura, Décio Neto, vereadores, do deputado Adailton Martins e foi recepcionado por Carlos Melo, presidente da Deso, e o diretor de operações, Carlos Anderson.

Zezinho Sobral III

“O presidente foi muito solícito e nos esclareceu que a empresa já está tomando providências para melhorias no sistema de abastecimento de Japaratuba, em especial no povoado São José. Ter água em casa é muito importante para os moradores, para a dignidade das famílias, para a saúde pública e a agricultura”, destacou Zezinho Sobral.

Novas bombas

Segundo o deputado, o presidente da Deso informou que foram adquiridas novas bombas de 150 cavalos para dar atendimento às ações da empresa no povoado. “As bombas antigas eram pequenas e reduzidas. Para a instalação das novas bombas, será preciso construir as bases de concreto onde elas serão fixadas. O processo de concretagem, secagem e implementação dos equipamentos está com previsão de conclusão para a próxima terça-feira, dia 01”, pontuou Sobral.

 Maísa Mitidieri I

O projeto de autoria da deputada estadual, Maisa Mitidieri (PSD), que solicita que a “Festa de Cruz de Bela”, do município de Maruim, torne-se Patrimônio Cultural Imaterial do Estado de Sergipe, foi aprovado na Assembleia Legislativa por unanimidade. A tradicional “Festa de Cruz de Bela”, conhecida como Feirinha de Cruz de Bela, é celebrada em 15 de novembro, e é uma festividade de extrema representatividade para o município de Maruim.

Maísa Mitidieri II

A centenária, história de Bela e sua cruz, atravessa gerações, através da oralidade popular.  “A intenção do PL é formalizar a festa e fazer com que essa tradição se fortaleça e siga sendo passada de geração em geração”, afirma a deputada. Reunindo moradores de Maruim e filhos da terra, que retornam para um ambiente familiar com apresentações musicais, parque de diversão, comidas típicas, atividades esportivas, culturais e religiosas, a comemoração é uma manifestação da arte popular que, além de divertir, proporciona um aquecimento na economia do município.

João Marcelo I

O deputado estadual João Marcelo votou favorável, ao Projeto de Lei do Poder Executivo que dispõe sobre a criação do Conselho Estadual de Promoção da Cidadania e Direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais – CONLGBT. Ao justificar o voto, o parlamentar lembrou que o Conselho foi criado em 2018 por força de um Decreto.

João Marcelo II

“Agora volta à discussão via Projeto de Lei, buscando garantir uma segurança jurídica. Poderia citar diversos nomes nesta luta, mas eu quero citar uma pessoa que brilhantemente conduziu desde e que tornou-se referência técnica do Movimento LGBTQI+, a Adriana Lohanna, que faz parte desta luta, conduzindo brilhantemente, inclusive produzindo a minuta para que tivéssemos acesso às informações”, salientou o deputado.

Satisfação

João Marcelo manifestou sua satisfação ao votar favorável ao projeto. “Possivelmente o momento de maior alegria que tive desde a minha chegada à Assembleia, quando fui incluído na Comissão de Direitos Humanos. Eu venho de uma família que me dá bons exemplos e o principal deles é buscar a igualdade entre todas as pessoas da sociedade”, afirmou o deputado.

Igualdade I

Segundo João Marcelo, este exemplo familiar ficou ainda mais explícito numa pequena luta do seu pai quando atuava como Juiz na cidade de Itabaiana. “Que foi a luta para fazer com que fosse permitida a união de pessoas do mesmo sexo. E meu pai foi vitorioso na luta quando teve a oportunidade de ser o primeiro Juiz do Estado de Sergipe a celebrar um casamento de pessoas do mesmo sexo. Carrego comigo esses exemplos que tenho em casa de buscar ser justo, de buscar essa igualdade”, ressaltou.

Igualdade II

“Não sou religiosamente praticante, mas acredito em Deus e ele nos ensina que precisamos ser justos e buscar a igualdade. Alguns políticos a nível nacional falam que não adianta discutir sobre a igualdade neste momento, mas é necessário sempre promover a discussão para que a gente chegue cada vez mais à igualdade e que tenhamos esse sentimento em relação a cada um”, concluiu.

O Conselho

A criação do CONLGBT tem o objetivo de implementar politicas públicas destinadas à promoção da cidadania da população de lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais, bem como ao enfrentamento das homofobias e demais formas de discriminação.

Iran Barbosa I

O deputado estadual Iran Barbosa (PT) votou favorável à aprovação do Projeto de Lei que dispõe sobre a criação do CONLGBT, que funcionará vinculado à Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social e cumprirá a tarefa de promover a articulação dos órgãos e entidades envolvidos na implementação das ações que assegurem a promoção da cidadania e direitos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais.

Iran Barbosa II

Para Iran, o CONLGBT atende a uma reivindicação antiga da comunidade LGBTQIA+ de Sergipe e vem para fortalecer as lutas e as pautas históricas deste segmento da sociedade, bastante discriminado e atacado nos seus direitos. “Essa é uma luta inclusive pela garantia da vida, porque todos nós sabemos que o Brasil é o país que mais mata pessoas LGBTQIA+ no mundo, em crimes sempre bárbaros e violentos. Essa é ainda uma mácula muito grande entre nós”, lembrou.

Maria Mendonça I

Por meio de duas Indicações, a deputada estadual Maria Mendonça (PSDB) sugeriu ao Governo do Estado que adote as medidas necessárias para garantir que taxistas, motoxistas, cobradores e motoristas do transporte público, inclusive o alternativo, além de comerciantes e comerciários sejam colocados nos grupos prioritários de vacinação contra a Covid-19.

Maria Mendonça II

“Os casos de Covid continuam aumentando e muitas categorias estão mais expostas na lida diária. É o caso dessas que citamos. Precisamos pensar em minimizar esses impactos e por isso, protocolamos duas Indicações na Assembleia Legislativa, endereçadas ao governador Belivaldo Chagas para que envide esforços no sentido de fazer valer esse nosso pleito, pois são profissionais que estão na lida diária se expondo ao perigo de serem contaminados e/ou contaminar. Sabemos que os riscos são altíssimos e precisamos encontrar meios de preservá-los”, disse Maria.

Maria Mendonça III

Maria ressaltou que, apesar de todos os protocolos sanitários exigidos pelas autoridades de saúde, esses trabalhadores permanecem muito expostos aos riscos de serem contaminados pelo coronavírus. “É um vírus, com cepas e variantes, que tem vitimado milhões de pessoas em todo o mundo. Sergipe, assim como em outros Estados, tem registrado crescimento da doença e a única maneira de frear esse aumento é vacinando a população. Quanto mais trabalhadores forem vacinados, menor é a chance da propagação desse mal”, afirmou a deputada.

Ricardo Marques I

O requerimento do vereador Ricardo Marques (Cidadania) que pede informações sobre os valores gastos na obra do bairro Dom Luciano, na Zona Norte de Aracaju, foi aprovado por unanimidade na Câmara Municipal. A ideia do requerimento surgiu após uma visita do vereador no bairro onde pode observar que diversas ruas que haviam sido recentemente pavimentadas foram quebradas por causa de uma obra de esgotamento sanitário feita pela Companhia de Saneamento de Sergipe (Deso).

Ricardo Marques II

“Fui chamado pelo pessoal do Dom Luciano nos primeiros dias deste ano e o que encontrei no local foi um verdadeiro desperdício de dinheiro público. Um asfalto que havia sido construído em menos de 30 dias foi totalmente arrancado para fazer outra obra que, segundo obtive informações, já estava anunciada”, argumenta o vereador.

Prejuízo ao erário

Alguns pontos apresentados pelo parlamentar foram a falta de planejamento na realização desta implementação que ocasiona grave prejuízo ao erário e a determinação de asfaltamento em ruas antes mesmo da implementação de esgotamento, o que demonstra irresponsabilidade na gestão do dinheiro público. O vereador ressalta ainda que a Deso não é uma empresa de recapeamento e o serviço que será refeito possivelmente não terá a mesma qualidade do que é feito pela Emurb.

Valores gastos I

“Através deste requerimento quero que a prefeitura informe o valor gasto com a realização do asfaltamento das ruas do bairro Dom Luciano e que esclareça o porquê de, somente após a realização deste asfaltamento, a Deso iniciou a implementação do esgotamento, desfazendo todo o serviço realizado pela prefeitura, bem como se será determinado novo asfaltamento nas mesmas ruas após a finalização dos serviços da DESO”, e também quem será responsável pelo gasto em dobro no mesmo local, explica o parlamentar.

Valores gastos II

O requerimento solicita ainda da DESO que apresente os valores gastos com o esgotamento, bem como os esclarecimentos necessários, informando desde quando as obras de implementação de esgotamento no bairro Dom Luciano estavam previstas e se a prefeitura de Aracaju tinha conhecimento desta obra.

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com