29/05/21 - 09:02:19

SINDATRAN denuncia perseguição sindical na SMTT em Aracaju

Filiado à Central Única dos Trabalhadores (CUT Sergipe), o Sindicato dos Agentes de Trânsito de Aracaju (SINDATRAN) denuncia que um dos seus diretores, Diretor Jurídico, está sendo vítima de perseguição política praticada pelo Coordenador de Trânsito da SMTT. A denúncia foi levada ao superintendente da SMTT nesta semana e o sindicato vai continuar cobrando uma providência até que haja uma solução definitiva para o assunto.

Segundo a denúncia feita pelo SINDATRAN, dois agentes concursados (um deles, o Agente Filipe, também diretor do sindicato) que trabalham há bastante tempo no turno da noite, foram surpreendidos no dia 19 de maio, por volta das 17h30, logo no início de sua jornada de trabalho, com a ordem de mudança de escala. Na mesma hora os colegas tentaram entrar em contato com o Coordenador por telefone. Como não conseguiram conversar, cumpriram a jornada normalmente e no dia seguinte se reuniram com ele sobre o assunto.

Após a conversa, tudo parecia estar resolvido, mas no dia seguinte foram informados por whatsaap que haviam sido transferidos pelo mesmo coordenador para trabalhar no turno manhã, das 07 às 13h.

A diretoria do SINDATRAN garante que não existe nenhuma justificativa para a transferência dos Agentes. Além disso, a medida tomada representa uma afronta à liberdade sindical e ao direito à inamovibilidade do dirigente sindical, assegurado tanto pela Constituição Federal, quanto pelo Estatuto dos Servidores Municipais de Aracaju.

Para denunciar o caso de perseguição sindical ao superintendente da SMTT, o SINDATRAN informou, através de ofício que: “os colegas não cometeram nenhum erro! Todos aqui conhecem os dois agentes. Os dois agentes têm reputação ilibada, reconhecida idoneidade moral, pois durante toda carreira na SMTT, nunca receberam reclamação sobre postura no ambiente de trabalho, nunca ocorreu nada que comprometesse suas condutas, nunca sofreram punição disciplinar ou qualquer falta”, assinalou o sindicato em trecho do ofício enviado ao superintendente da SMTT.

“Os trabalhadores estão sendo prejudicados, pois há anos trabalham neste turno, suas rotinas foram estruturadas e organizadas com o trabalho noturno. Estes trabalhadores atuam para o bom andamento do serviço, sempre colaborando e respeitando a hierarquia presente. Não podemos aceitar que sejam vítimas de perseguição sindical aqui na SMTT”, denunciou Ariosto Lucena, presidente do SINDATRAN.

A CUT é solidária ao SINDATRAN e aos agentes da SMTT. “Vamos apoiar as ações do sindicato em defesa da liberdade e autonomia sindical, pelo cumprimento da resolução 87 da OIT, referente à livre organização sindical. É preciso que o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira, respeite a organização sindical, uma vez que se trata de um órgão da Prefeitura, então é preciso que ele assegure condições para o exercício da organização sindical nos locais de trabalho”, reforçou o presidente da CUT Sergipe, Roberto Silva.

Fonte e foto assessoria