30/05/21 - 07:19:41

E agora? Quem será responsabilizado pela “tragédia do Nestor Piva”?

Ainda é muito cedo para se apontar culpados sobre a tragédia que se registrou na sexta-feira (28), na UPA Nestor Piva, mais precisamente na ala destinada para o tratamento de pacientes infectados com o novo Coronavírus (COVID-19). No momento em que muitas pessoas buscavam o tratamento adequado, um incêndio tomou conta da unidade, resultando em quatro óbitos. Logo alguns setores se apressaram com a narrativa que tratou-se de uma “fatalidade”.

Este colunista preza pela responsabilidade e pela boa informação, e não será leviano em acusar “A” ou “B” antes dos laudos conclusivos a serem emitidos pelas autoridades competentes. Mas também não vai silenciar até que a verdade prevaleça, em respeito às vítimas, aos seus familiares e, inclusive, aos demais pacientes que foram transferidos às pressas, que podem ter apresentado piora em seus quadros clínicos, como também aos servidores que ficaram expostos à fumaça e que por isso foram hospitalizados.

A pergunta que Sergipe inteiro se faz neste momento é: Quem será responsabilizado pela “tragédia do Nestor Piva”? Não estamos em ano eleitoral, ainda enfrentamos uma dura pandemia, não há razões para discursos politizados. Mas há uma “conta que não fecha”! Quatro óbitos confirmados e alguém terá que responder por isso. Até para que a sociedade continue acreditando e confiando na seriedade dos nossos órgãos fiscalizadores.

É preciso ressaltar, ainda, que a UPA Nestor Piva não era a única unidade de Saúde do município que apresentou problemas nesta pandemia. No mês passado, um princípio de incêndio foi registrado em um setor da UPA Fernando Franco (Zona Sul), localizada no Conjunto Augusto Franco, quando felizmente ninguém ficou ferido, mas quatro pacientes tiveram que ser transferidos para outro espaço, com o Corpo de Bombeiros controlando o fogo naquela oportunidade.

Mas até quando? O que fizeram os órgãos fiscalizadores? O Ministério Público apurou o que ocorreu? E a Comissão de Saúde da Câmara Vereadores? Qual a sua finalidade? Por que os sindicatos da área da Saúde não reagiram naquele momento? Será que aquele “princípio de incêndio” não poderia ter servido como um “alerta” e teria evitado a “tragédia do Nestor Piva”? Ou o que aconteceu na sexta passada foi fruto da impunidade? Quantos ainda terão que morrer?

A “tragédia do Nestor Piva” não pode ficar impune! As autoridades precisam agir, reagir. Trabalhadores estão em risco, prédios públicos com problemas estruturantes, mas os cofres cheios de recursos enviados pelo “governo genocida”! A narrativa de “fatalidade” não convence a este colunista. Há quem diga que Sergipe “é terra sem lei”! Mas há quem ainda creia em um “sopro de esperança”. Todas as vidas importam? Só resta sentar e esperar…

 Veja essa!

Diante da tragédia do Nestor Piva, veio na lembrança deste colunista o incêndio no alojamento de jogadores de base do Flamengo em Vargem Grande, na zona oeste do Rio, matou dez pessoas e feriu três, de acordo com o Corpo dos Bombeiros.

E essa!

O assunto transformou-se em uma verdadeira batalha judicial e rende discussão até hoje. Há quem condene o Flamengo pelas mortes dos atletas; há quem entenda que o clube deu uma oportunidade aos jovens e que tudo não passou de uma fatalidade.

 Entenda

O caso ganhou repercussão nacional. O Flamengo é uma instituição do futebol brasileiro, uma associação sem fins lucrativos, como qualquer outro clube de futebol no nosso País.

Alô MPE!

Lá o Ministério Público denunciou dirigentes do clube que se tornaram réus, passando a responder pelo crime de incêndio culposo qualificado pelos resultados de morte e lesão grave. Resta saber qual será o comportamento do órgão aqui em Sergipe…

48 horas

A informação é que o Ministério Público de Sergipe solicitou informações da Secretaria Municipal de Saúde de Aracaju dentro de um prazo de 48 horas. Alguns questionamentos foram enviados e a Prefeitura da capital terá que responder. É aguardar a apuração dos fatos…

Maria do Carmo I

A senadora Maria do Carmo Alves (DEM) lamentou a morte de Jaime Lerner, arquiteto, urbanista, ex-prefeito de Curitiba e ex-governador do Paraná, aos 84 anos. “Ele era muito amigo de João (Alves Filho, ex-governador de Sergipe, falecido recentemente) e conhecido por seus projetos arrojados e inovadores”, lembrou.

Maria do Carmo II

Maria observou que quando João Alves foi nomeado prefeito de Aracaju, em 1975, o convidou para mapear a cidade e implantar o transporte integrado. “Ele tinha uma experiência brilhante em Curitiba e João quis replicar o modelo em nossa capital”, lembrou a senadora, ressaltando que na última gestão à frente da prefeitura, “João o havia convidado de novo para modernizar esse mesmo sistema, mas não houve sequência na atividade”.

Jaime Lerner

Jaimer Lerner faleceu em decorrência de complicações de doença renal crônica. Ele estava internado em Curitiba desde o dia 21. “A minha solidariedade a todos os familiares, parentes e amigos, especialmente, às filhas, Andrea e Ilana. Formado em arquitetura e urbanismo pela Universidade Federal do Paraná, em 1964, Lerner fez parte da equipe que criou o Instituto de Planejamento Urbano de Curitiba. Como arquiteto, foi consultor da Organização das Nações Unidas (ONU) para assuntos de urbanismo e presidiu a União Internacional de Arquitetos (UIA).

 Iran Barbosa I

O deputado estadual Iran Barbosa (PT), votou favorável ao Projeto de Lei nº 125/2021, de autoria do Poder Executivo, que cria a Ação Governamental Educação Mais Conectada dentro do Programa Inovação Educação Conectada, para disponibilizar uma ajuda de custo de R$ 5 mil para a aquisição de equipamentos novos de informática e/ou dispositivo móvel e Auxílio-Internet, no valor de R$ 70 por mês, para os professores da rede pública estadual que atuam nos níveis de ensino Fundamental e Médio, enquanto durar a pandemia de covid-19.

Iran Barbosa II

No entanto, o parlamentar, que também é professor da rede pública estadual, destacou que tanto a ajuda de custo quanto o Auxílio-Internet não são uma necessidade dos educadores apenas para o período em que perdurar a pandemia, mas uma ação governamental necessária e que deve ser permanente para ajudar no desenvolvimento do trabalho pedagógico de todo e qualquer professor em qualquer tempo, sendo indispensável, neste momento, em função das atividades de aulas remotas por causa do distanciamento social imposto pela pandemia.

Iran Barbosa III

Iran lembrou, ainda, que a pandemia já perdura por mais de um ano e que tanto o auxílio quanto a ajuda de custo foram cobranças feitas por seu mandato e também pela categoria, através do seu sindicato, diante das dificuldades enfrentadas pelos educadores para ministrar aulas por via remota.

Anderson de Tuca

O vereador Anderson de Tuca protocolou na Câmara de Vereadores uma indicação para a Secretaria de Saúde, para que inclua as lactantes e gestantes no grupo prioritário de vacinação contra o coronavírus. O vereador alega que imunizando uma mulher que amamenta, irá transmitir anticorpos à criança, podendo imunizar outra pessoa de forma mais fácil.

João Daniel I

Acompanhando as ações e apurações que vêm sendo feitas pelo Ministério Público estadual da morte de um garoto de 11 anos, no município de Canindé de São Francisco, ocorrida no último domingo, dia 23, o deputado federal João Daniel (PT/SE) publicizou o caso em discurso durante a sessão da Câmara dos Deputados.

João Daniel II

O parlamentar relatou que a denúncia do caso foi levada a ele por pessoas da comunidade do município, em especial do bairro Olaria, dando conta de que o menino Vitor da Silva Santos foi assassinado pela polícia, que fazia uma operação na localidade. O deputado João Daniel já oficializou à Comissão de Direitos Humanos da Câmara dos Deputados (CDHM) o caso e solicitou que acompanhe os desdobramentos da apuração desse crime.

E o Nestor Piva?

Seria interessante que, na próxima semana, o deputado federal João Daniel também desse publicidade à “tragédia do Nestor Piva” de Aracaju durante as próximas sessões da Câmara Federal. Poderia, inclusive, solicitar a apuração das investigações pela Comissão de Direitos Humanos. Foram quatro óbitos registrados em Aracaju e muitas outras vidas em risco.

Alô Lagarto!

Depois de ser criticado por alguns colegas de Casa e que estão na oposição, o vereador Rubinho do Tanque, do município de Lagarto, concedeu entrevista ao radialista Lucas Brasil, no Programa Rádio Verdade na Eldorado FM para informar aos colegas que estaria doando, durante os próximos quatro meses, 50% do seu salário para ajudar pessoas carentes. “Eu vim de família simples mais muito presente na vida das pessoas que precisam, essa ação não vai fazer de mim nem melhor e nem pior, apenas vou ajudar pessoas que precisam”, informou.

Entenda o caso

Recentemente os vereadores aprovaram em sessão plenária e em caráter de urgência um projeto que autoriza o poder executivo a conceder auxílio no valor de R$250 para pessoas em vulnerabilidade. O fato é que o município de Lagarto já dispõe do Programa Municipal “Renda Cidadã” e desde 2019 vem pagando R$ 110 a mil famílias cadastradas através de visita técnica. Por isso, alguns vereadores decidiram não apoiar o projeto por entender que a oposição estaria tentando jogar a população contra a gestão.

Vai doar

Diante desta situação, um ou outro vereador de oposição utilizou as redes sociais para dizer que os vereadores de situação não teriam votado no projeto e não gostava de pobres. Diante deste fato, o vereador Rubinho do Tanque resolver se pronunciar e durante uma entrevista à rádio Eldorado FM disse que estaria doando 50% do salário líquido para a compra de cestas básicas que serão doadas para as seguintes instituições: Asilo Santo Antônio, Fazenda Esperança são Miguel, Paróquia Santa Luzia e Apae de Lagarto.

Luciano Bispo I

O deputado estadual Luciano Bispo (MDB) foi o entrevistado do programa Inove Notícias da Rádio Cultura de Aracaju, onde o parlamentar respondeu a vários questionamentos dos apresentadores Kléber Alves e Thiago Reis. Uma das principais pautas da entrevista esteve relacionada com as eleições de 2022 e, diante de uma série de especulações e rumores dando conta da possibilidade de pré-candidaturas de Luciano Bispo para governador ou para vice-governador do Estado, ele explicou que sua prioridade continua sendo a reeleição.

Luciano Bispo II

“Tudo é possível (candidaturas para governador e vice), mas eu não posso abrir mão de minha pré-candidatura à reeleição. Tenho vários amigos espalhados pelo Estado, já venho de um município grande e importante, mas tenho compromisso com todos. Agora me sinto preparado para disputar qualquer mandato eletivo”, respondeu.

Luciano Bispo III

Luciano voltou a reafirmar que não faz objeção à chegada do ex-deputado André Moura na base aliada e pontua que ele já manifestou o interesse de disputar o Senado Federal. “Não faço objeção a ninguém, sou um homem de grupo, acho que André Moura soma e espero que a gente não perca o apoio de ninguém porque todos são importantes”.

Sobre 2022

O deputado voltou a defender que o pré-candidato a governador do agrupamento seja anunciado no segundo semestre após um amplo debate com todos os líderes e sob a coordenação de Belivaldo Chagas. Ele também não descartou participar do palanque do ex-presidente Lula (PT) em Sergipe.

Tudo é possível

Luciano também foi questionado sobre a pré-candidatura do senador Rogério Carvalho (PT) ao governo do Estado. “Eu vejo uma predisposição dele (Rogério) ser candidato a governador; acho difícil ele ceder, respondendo a seu questionamento, mas não estou dizendo que é impossível”‘.

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com