31/05/21 - 05:18:21

Incêndio no hospital Nestor Piva: saiba quais os danos à saúde provocados pela fumaça e fuligem

 Dicas de saúde: Dra. Andréia Braga

Em um incêndio, geralmente, temos maior ocorrência de mortes de pessoas pelo efeito da fumaça do que pelo próprio fogo. Na ausência de oxigenação, os tecidos morrem entre 5 e 7 minutos e o tecido nervoso ainda mais rapidamente, ocorrendo com frequência broncoespasmos causados pelos gases irritantes inalados.

Você sabe qual a diferença entre fumaça e fuligem?

Veja: a fumaça é uma mistura de partículas sólidas, vapores e gases, formada a partir da decomposição de algum material combustível, já a fuligem resulta de substâncias ou conteúdo negro em forma de pó que se origina da decomposição de matérias ou substâncias combustíveis.

E quais seriam os problemas de saúde causados tanto pela fumaça quanto pela fuligem?

Quando essas substâncias são inaladas, provocam problemas de saúde, a exemplo de intoxicação, acidente vascular cerebral (AVC), desordens cardiovasculares, enfisema pulmonar, pneumonia química, asma, conjuntivite, bronquite, irritação dos olhos e garganta, tosse, falta de ar, nariz entupido, vermelhidão e alergia na pele, além de piorar o quadro de pacientes que já tem alguns problemas de saúde, a exemplo de asmáticos e pessoas com bronquites.

A fumaça e a fuligem podem acometer pacientes que estão com o vírus da Covid-19 e até mesmo ocasionar o óbito como ocorreu neste incêndio infelizmente.

Essas substâncias provocam reações alérgicas e inflamatórias que contaminam nossa corrente sanguínea, causando complicações em diversos órgãos, podem potencializar os efeitos da Covid-19 e assim agravar o estado de saúde, levando a vítima a um agravamento do quadro e em casos mais graves ao óbito imediato.

Principais sinais e sintomas de uma intoxicação por inalação de fumaça.

A vítima pode apresentar diferentes sinais e sintomas, sendo os principais como lacrimejamento e irritação ocular, diminuição da visibilidade ocasionando a desorientação dificultando a retirada dela com rapidez do ambiente enfumaçado, aceleração da respiração e dos batimentos cardíacos, vômitos, tosse, intoxicação e asfixia até mesmo a morte.

Medidas para evitar ou minimizar os efeitos da inalação de fumaça e fuligem.

Primeiro tente manter a calma, é importante para proteção sua e das pessoas que estejam com você. Uma estratégia quando estiverem envolvidas pela fumaça é rastejar pelo chão, porque a fumaça aquecida tende a subir, quanto mais próximo do chão, maior a quantidade de oxigênio disponível.

Você pode usar um pano molhado no rosto para ajudar a se proteger da fumaça, assim que sair do local de fumaça fique em um ambiente ventilado ou faça uso de oxigênio por meio de uma máscara.

Não se deve respirar pela boca, porque o nariz consegue filtrar melhor os gases tóxicos do ar, caso suas roupas começarem a pegar fogo, o mais correto é deitar e rolar no chão para eliminar as chamas, porque correr irá aumentar o fogo e queimar a pele rapidamente.