Aracaju, 3 de agosto de 2021

CAMPANHA SOLIDARIZE-SE LEVA CESTAS BÁSICAS AO SERTÃO SERGIPANO

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Campanha realizada pelo Governo de Sergipe, em parceria com diversos empresários e a sociedade civil,  já distribuiu até esta sexta, 04, 2.769 cestas básicas em todo o estado

Dando continuidade à distribuição de cestas básicas para famílias sergipanas em situação de insegurança alimentar, a Campanha Solidarize-SE entregou, nesta sexta, 04, cestas básicas para três comunidades do município de Poço Redondo, no sertão sergipano. Ao todo, foram 450 cestas básicas distribuídas igualmente entre a Associação de Mulheres Artesãs do Povoado Matheus, a Associação de Mulheres Artesãs do Assentamento Queimada Grande e a comunidade do Quilombo Serra da Guia, através do apoio de dona Zefa da Guia para a identificação das famílias em maior vulnerabilidade.

A expectativa é que durante as próximas semanas mais comunidades do interior sigam recebendo as doações. “A campanha Solidarize-SE foi pensada para atender ao maior número possível de sergipanos e é graças a solidariedade do nosso povo e de diversos empresários que estamos conseguindo levar alimentos também para o interior do estado. Infelizmente, as desigualdades sociais se aprofundaram ainda mais durante o último ano e diante do cenário pandêmico que ainda vivemos, com tanta dificuldade em recebermos do Governo Federal vacinas para todos, sabemos que as dificuldades ainda vão perdurar por muito tempo. Por isso, peço que as pessoas que puderem que continuem ajudando. Ainda há muita gente enfrentando a fome em suas casas”, ressaltou a vice-governadora Eliane Aquino, que está na coordenação da campanha.

Rezadeira e parteira em mais de 5 mil nascimentos, dona Zefa da Guia é reconhecida também em todo o estado por buscar manter as tradições e a força do seu povo, famílias remanescentes do Quilombo Serra da Guia. Para ela, a chegada das cestas traz alívio a esse momento de tantas dificuldades. “Estou muito feliz por essa campanha, mais uma vez, ter chegado aqui em nossa comunidade. As pessoas do governo, além das cestas básicas, trazem amor para nós e isso não tem preço. Vejo que Deus foi quem guiou a chegada de todos aqui”, contou.

No Povoado Matheus, as doações foram distribuídas com o apoio da Associação das Mulheres Artesãs da comunidade. A presidente da Associação, Rosângela Santos, pontuou que as cestas serão entregues às famílias mais vulneráveis. “Essas cestas chegaram em um bom momento porque temos muitas famílias necessitadas neste momento. E eu fico feliz não só de receber as 150 cestas, mas também de toda essa equipe vir até nós para entrega-las.”, disse.

A terceira doação de cestas básicas foi realizada no Assentamento Queimada Grande, também por meio da Associação das Artesãs do local. Para a representante da Associação, Solange Farias, o recebimento das cestas geram um estímulo a mais para que não desistam da atividade, que sofreu uma grande decadência no período pandêmico. “É muito gratificante receber essas cestas pela motivação que gera em cada uma das associadas. A pandemia gerou a incerteza se amanhã vamos comer ou beber, então essa campanha é muito fortalecedora para todos que estão precisando nesse momento.”, destacou.

Balanço Solidarize-SE

Realizada pelo Governo de Sergipe desde de 2020, a campanha Solidarize-SE é articulada pela Vice-Governadoria do Estado (VGE) e executada pela Secretaria de Estado da Inclusão e Assistência Social (Seias), Instituto Banese e parceiros.

Com a entrega desta sexta, 04, a campanha já distribuiu, somente nesta terceira etapa, 2.769 cestas básicas. Até o momento, além das comunidades de Poço Redondo, foram beneficiados: a Central Única das Favelas (Cufa) – 500 cestas; Conselho Estadual das Pessoas com Deficiência – 50 cestas; Associação de Fornecedores de Eventos Sociais de Sergipe (AFESSE) – 50 cestas; Sindicato dos Cabeleireiros e Similares Autônomos (Sindicab) – 100 cestas; Arquidiocese de Aracaju – 200 cestas; Movimento de Mulheres Trabalhadoras Rurais (MMTR) – 50 cestas; prefeitura do município de Santa Rosa de Lima – 150 cestas; Artesãos de Santana do São Francisco – 150 cestas; Grupo dos Artistas Independentes de Sergipe – 100 cestas; Lar de Idosos Nossa Senhora da Conceição (Same) – 10 cestas; Punhos de Ouro – 20 cestas; Mulheres de Peito – 50 cestas; Centro de Integração Raio de Sol (Ciras) – 56 cestas; Associação dos Forrozeiros Sergipanos (Asforse) – 70 cestas; Associação Nacional de Travestis e Transexuais (Antra/Sergipe) – 20 cestas; Fórum Sergipano das Religiões de Matriz Africana (Forserma) – 50 cestas; Associação de Fornecedores de Eventos Sociais de Sergipe (Afesse) – 80 cestas; Associação Sergipana de Músicos (ASM) – 265 cestas;  Associação de Trabalhadores de Bares e Restaurantes de Sergipe (Sobras) – 200; Grupo dos Artistas Independentes de Sergipe – 100 cestas; povo cigano – 48 cestas.

Rede de Solidariedade

A Campanha Solidarize-SE existe há cerca de um ano, com o propósito de arrecadar alimentos, material de higiene e limpeza, e itens de proteção contra a Covid-19. Toda a população pode contribuir, seja por meio de transferência bancária para a Conta Corrente Banese (Agência: 043, Conta corrente: 03/103.957-3) ou através da Chave Pix: 10.645.538/0001-07 (CNPJ do Instituto Banese). É possível, ainda, conferir todos os pontos de arrecadação em www.inclusao.se.gov.br/solidarize-se.

Em sua terceira etapa, a campanha conta com o engajamento coletivo do Fórum Empresarial de Sergipe, Associação Sergipana de Supermercados (Ases), Sindicato Atacadista e Distribuidor de Sergipe (Sincadise), Sindicato do Comércio Varejista (Sincovese), Grupo Maratá, Grupo FaSouto, Central Única das Favelas (Cufa Sergipe), Câmara dos Dirigentes Lojistas (CDL), Ministério Público Estadual (MP/SE), Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas (FCDL) de Sergipe, Serviço Social do Comércio (SESC), TV Atalaia e TV Sergipe.

As entregas de alimentos realizadas até o momento foram possíveis graças à grande rede de solidariedade que se formou. Além dos parceiros acima, a Solidarize-SE contou com doações da Usina Pinheiro; do Megga Atacadista; do empresário Milton Andrade; do Sergipetec; da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz), por meio da empresa Niltek; e de servidores da Superintendência Especial de Comunicação (Supec), da Secretaria de Estado da Inclusão Social (Seias) e da Secretaria de Estado da Saúde (SES).

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Previsões de decisões
Ana Patricia/Rebeca caem para dupla suíça. Brasileiras fizeram jogo equilibrado
Felipe Franco está namorando jogadora de vôlei: “Tenho uma nova força”
Martine Grael e Kahena Kunze conquistam a medalha de ouro na vela