Aracaju, 3 de agosto de 2021

PM acusado de matar colega de farda é condenado a 13 anos e expulso da corporação

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O policial militar Bruno Campos Fernandes de Souza, acusado de matar um colega de farda, o soldado Alisson Farias de Souza, em Aracaju, foi condenado e vai cumprir 13 anos e 26 dias de prisão em regime fechado. O crime ocorreu na Orlinha da Coroa do Meio em agosto de 2010.

O júri popular acatou a denúncia do MP e condenou o acusado.

Após a decisão que culminou na condenação, ele foi excluído da Polícia Militar a bem da disciplina por força da sentença judicial, que foi transitada em julgado.

Com a sentença, Bruno deve ser recolhido imediatamente a um dos estabelecimentos prisionais de Sergipe, uma vez que recentemente foi excluído da corporação militar pelo Comandante Geral.

Recentemente ele foi considerado incapaz definitivamente para o serviço ativo da Polícia Militar, porém, a portaria o Sergipe Previdência não foi publicada pelo órgão.

Até o final da matéria a defesa de Bruno Campos não foi localizada, estando o canal aberto para maiores esclarecimentos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

UFS registra média anual de quase 19 pedidos de patentes desde 2011
PL inclui surdo unilateral nas cotas para deficientes em concursos públicos
Eduardo participa de solenidade para cidade mais sustentável
“O PSB se organiza para ser mais uma vez protagonista”, afirma Valadares Filho