Aracaju, 3 de agosto de 2021

“A VACINA AJUDOU A SALVAR MINHA VIDA”, DIZ AMORIM APÓS VENCER A COVID-19

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Em entrevista, nesta segunda-feira, 14, ao radialista Gilmar Carvalho, na Rádio Jornal FM, o presidente do PSDB Sergipe, o médico e ex-senador Eduardo Amorim, destacou as perspectivas do partido para 2022 e as especulações sobre possíveis mudanças no comando da sigla no estado. Ele também falou sobre sua internação para tratamento da Covid-19.

“Mesmo na pandemia eu segui atuando em diversas cirurgias, inclusive entubando pacientes diariamente. O risco era muito grande e eu sabia disso, mas enquanto soldado da saúde não poderia fugir da guerra. Fui ferido, fiquei internado, mas afirmo aqui: a vacina ajudou a salvar minha vida. Se eu não estivesse imunizado com as duas doses talvez eu não estaria aqui hoje, com vida e saúde, retornando ao trabalho no Centro Cirúrgico”, salientou.

O ex-senador classificou como especulações as notícias sobre uma possível troca no comando do partido em Sergipe. “Não fui contatado pela Executiva Nacional sobre qualquer mudança. Meu mandato à frente do PSDB está prorrogado até o próximo ano, mas eu não sou o dono do partido. Tenho muita consciência disso. Enquanto eu não receber qualquer comunicado oficial da Nacional sobre isso, sigo atuando para fortalecer o partido visando o pleito de 2022”, enfatizou.

Eduardo Amorim reafirmou sua pretensão de disputar o Senado. “Estou trabalhando neste sentido. A situação da saúde na pandemia mostrou que minha missão na política ainda não acabou, especialmente em prol da Saúde. Portanto, estou sim pré-candidato ao Senado. Quanto às especulações de definição de apoio a candidato ao governo, não fechei questão com ninguém, até porque ainda é cedo. Seguirei aberto ao diálogo com todos e, mantendo a coerência e ouvindo o grupo, decidir qual caminho seguir em 2022”, afirmou.

Em relação à falta de UTI para Covid-19 no Hospital Regional de Itabaiana, o médico afirmou que é possível e necessária a ampliação para abertura dos leitos. “Espaço físico tem. Há ao lado do hospital um Centro de Especialidades, construído em nossa gestão à frente da Secretaria de Estado da Saúde, que poderia ser remanejado para outro local e, desta forma, ampliar a unidade com a criação dos leitos de UTI, garantindo mais resolutividade. Inclusive, utilizando também todo o quarteirão ao redor, como fez o Hospital de Cirurgia. Espaço tem, mas é preciso boa vontade para tornar isso realidade”, ressaltou.

Ao ser questionado sobre a situação da Ceasa de Itabaiana, Eduardo Amorim lembrou que sua primeira emenda de bancada enquanto deputado federal foi para a construção do prédio. “Entendia que não cabia mais no Centro da Cidade aquele trânsito de caminhões para carregar e descarregar. Itabaiana tem essa vocação para o comércio na feira, recebendo feirantes de vários cantos do estado. Portanto, era necessário esse centro de distribuição mais apropriado, uma ideia espetacular e que sempre defendi. Infelizmente, se ainda não está funcionando é por conta da política atrapalhando. É triste ver isso”, frisou.

“Faço aqui um paralelo com o Hospital do Câncer de Sergipe. Este ano completam dez anos da primeira emenda que destinei para a construção, mas até o momento, mesmo com recursos garantidos, nada foi construído. Estamos acompanhando a grande necessidade de UTIs, e este seria mais um espaço para abertura destes leitos”, finalizou.

Assessoria de Imprensa

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Bolsonaro lança programa que levará água potável a escolas do Nordeste
Zezinho: “Inauguração Unigel é consagração de um trabalho”
Denarc apreende 20kg de maconha escondida na casa de uma mulher na Grande Aracaju
Pequenos negócios respondem por 72% dos empregos gerados no país