Aracaju, 5 de agosto de 2021

Dra. Andréia Braga– gastrite e síndrome do intestino irritável aumentam durante a pandemia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Dicas de saúde: Dra. Andréia Braga

Conforme informações da Organização Mundial de Saúde – OMS, durante o período de pandemia observou-se um aumento de 15% nas internações de pacientes com um desses dois diagnósticos.

A causa para este aumento está relacionada com o aumento do nível de estresse de fundo emocional, má alimentação, ingestão de álcool (consumo com mais frequência) e a automedicação. Todas essas circunstâncias ampliadas durante a pandemia podem ter desencadeado o aumento da síndrome do intestino irritável como também da gastrite.

Para que possamos diferenciar a gastrite da síndrome do intestino irritável é preciso saber que a primeira se refere a uma inflamação ou infecção que pode ser provocada por uma bactéria a exemplo da H. Pylori ou até mesmo por uma erosão no revestimento do estomago que poderá ser aguda ou crônica, já a segunda é um distúrbio na motilidade intestinal.

A gastrite se manifestar por sinais como indigestão, queimação, vômitos ou dores abdominais, no caso da síndrome do intestino irritável tem como sinais episódios de desconforto abdominal, dor, diarreia e prisão de ventre, presentes pelo menos durante 12 dias semanas, consecutivas ou não.

Para que possam ser aliviados ou prevenidos esses sintomas de ambas devemos ter alguns cuidados: mastigar bem os alimentos e só ingerir líquidos após 30min antes ou depois de cada refeição;

Bebidas alcoólicas devem ser evitadas assim como tabagismo; temperos, refrigerantes, automedicação, alimentos ácidos e enlatados, devem ser evitados principalmente para quem já tem um desses diagnósticos confirmados.

Para quem tem problemas com estresse recomendamos fazer terapia para aliviar a exemplo de exercícios relaxantes.

Caso você esteja sentindo algum desses sintomas, deve procurar um especialista (gastroenterologista) para fazer uma avalição e ser diagnosticado e assim poder fazer o tratamento adequado para cada caso.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Deputado Talysson cobra ponto de ônibus coberto em N. Srª Aparecida
Aprovado na Alese o pedido de regularidade de abastecimento de água em Muribeca
Deputada solicita isenção de tarifas em transportes coletivos em Aracaju
Ipesaúde inclui cirurgião torácico em seu leque de especialidades