Aracaju, 3 de agosto de 2021

Indigesta sopa letrinhas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Por Adiberto de Souza *

Não bastasse os 33 partidos devidamente legalizados, outros 79 pedidos de registros de legendas tramitam no Tribunal Superior Eleitoral. Tem sigla para todo gosto: “Partido Político Animais”, “do Nacional Indígena”, “do Militar Brasileiro”, “das Sete Causas”, “Carismático Social”, “Anticorrupção” e o “Aliança pelo Brasil”, que o presidente Jair Bolsonaro tenta criar para chamar de seu. Para se ter uma ideia, 25 partidos têm representação no Congresso Nacional. É um número exagerado. Segundo o professor César Zucco, da Fundação Getúlio Vargas, estas mais de duas dezenas de legendas representam apenas dois grupos: um de centro-direita, composto pelo chamado “centrão”, além de PP, PSDB e MDB, e outro de centro-esquerda, formado por partidos como PT, PC do B e PDT.  Na verdade, quando se dispõem a criar partidos, os políticos estão pensando apenas neles. Querem ter as próprias legendas para competir em eleições, além de poder controlar os recursos partidários. Ao eleitor, resta quebrar a cabeça para escolher em qual sigla votar, e ter cuidado para não se engasgar com essa indigesta sopa de letrinhas. Misericórdia!

Bem na fita

Está confirmada a primeira exportação de milho da história do porto de Sergipe. O embarque de 60 mil toneladas do cereal, produzido no oeste da Bahia, deve ocorrer em julho. A informação é da empresa de logística VLI, responsável pelo terminal marítimo localizado na Barra dos Coqueiros. O porto sergipano tem flexibilidade para operar com minério de ferro, cobre, manganês, cimento, coque e fertilizantes, entre outros. “Com o novo fluxo, a empresa dá mais um passo na consolidação do porto de Sergipe como porta de escoamento para o agronegócio brasileiro”, informa a direção da VLI. Então, tá!

Portas abertas

Dependendo da direção do Patriota em Sergipe, o presidente Jair Bolsonaro será muito bem recebido na legenda. Segundo Uezer Marquez, manda chuva da sigla no estado, o capitão de pijama “é a cereja do bolo para abrilhantar ainda mais a nossa estrada na política nacional”. Há dias, o presidente negocia a sua filiação no Patriota, porém exige ter total controle da legenda. Resta saber se, quando receber a carta branca do partido, Bolsonaro vai manter Uezer no comando da sigla em Sergipe. Home vôte!

Pensa diferente

Um internauta levantou uma dúvida sobre o desejo do vereador Alex Henrique (PP) de instalar uma CPI da Covid-19 na Câmara de Itabaiana: “Será que Alex discorda da líder política dele, a deputada estadual Maria Mendonça (PSDB), que foi contra a instalação de uma CPI idêntica na Assembleia?”. De fato, a tucana disse “com muita clareza e consciência, que sou contrária à CPI, por entender que criá-la neste momento é querer contribuir para que o governo retire o foco das pessoas que estão morrendo de coronavírus”. Marminino!

Aposta no turismo

O vídeo intitulado “Deixe Sergipe surpreender você” acaba de ser lançado nas redes sociais. O objetivo é divulgar o destino de Sergipe como atração turística na retomada ao turismo neste período de pandemia da covid-19. O vídeo chama a atenção aos cumprimentos de rigorosos protocolos seguidos pelos estabelecimentos de hospedagens, em especial, os hotéis associados à Associação Brasileira da Indústria de Hotéis. Também destaca a segurança do turismo no estado, com o demonstrativo dos atrativos que ficam ao ar livre. Supimpa!

Abaixo o preconceito

A maioria da Câmara de Aracaju é contra que se inclua no Calendário Oficial de Eventos da Cidade a Semana da Visibilidade Trans. De autoria da vereadora Linda Brasil (Psol), o projeto rejeitado, visava ajudar na desconstrução de preconceitos e estimular ações em defesa da vida desta população. Somente nos quatro primeiros meses deste ano, 54 mulheres trans/travestis e dois homens trans/transmasculinos foram covardemente assinados no Brasil. Votaram contra a proposta os vereadores Pastor Diego (PP), Pastor Eduardo (Republicanos), Sargento Byron (Republicanos), Anderson de Tuca (PDT), Cícero do Santa Maria (Pode), Fábio Meirelles (PSC), Paquito de Todos (SD) e Sávio de Vardo (PSC). Danôsse!

Cadê os laudos?

O deputado estadual Georgeo Passos (Cidadania) quer saber por qual motivo os corpos das vítimas do incêndio no Hospital Nestor Piva, em Aracaju, não passaram pelo Instituto Médico Legal. Em ofício à CPI da pandemia do Senado, o IML informou não existir laudos, pois não recebeu os corpos das cinco pessoas mortas no incêndio. Georgeo apresentou requerimento convidando o diretor do IML, Victor Vasconcelos Barros, para explicar na Assembleia por qual motivo as vítimas foram sepultadas sem uma perícia técnica do IML. Crendeuspai!

De volta à cadeia

Em cumprimento a um mandado de prisão, policiais civis prenderam o empresário lagartense Rodrigo Rocha. Ele é acusado pelo assassinato do jovem Jorge Alexandre Souza Santana, 28 anos. O crime ocorreu no ano passado, na casa do empresário em Lagarto. A reclusão dele foi determinada após a Câmara Criminal do Tribunal de Justiça de Sergipe ter derrubado a liminar que havia lhe concedido o direito a prisão domiciliar. Diante disso, Rodrigo está de volta ao Complexo Penitenciário Antônio Jacinto Filho, em Aracaju. Ah, bom!

Mão na roda

Para muitos prefeitos chegados a meter a mão grande no dinheiro público, a pandemia da covid-19 foi uma mão na roda. Com os municípios em calamidade pública, os gestores podem comprar o que quiserem sem licitação. E com direito a superfaturar os preços, sob a alegação de que não encontraram quem vendesse mais barato. Fique claro que essa carapuça é dirigida aos políticos desonestos Só Jesus na causa!

Para refletir

Nesta época de intolerância política em que vivemos, nada melhor para abrandar a alma do que a filosofia do ex-ministro do Supremo Tribunal Federal, o sergipano Carlos Ayres de Britto: “Há quem seja muito maior que o próprio tamanho. Há quem seja muito menor. Aquele que é muito maior que o próprio tamanho parece ter dois corações. Aquele que é muito menor, nenhum”. É vero!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano A Notícia, em 30 de abril de 1938.

* É editor do Portal Destaquenotícias

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Advogada orienta empresas e órgãos sobre sanções na LGPD
Acordão não garante vitória
Maternidade e pandemia: como conciliar os desafios e o retorno ao trabalho
Governador assina decretos para atrair novas empresas ligadas ao setor de gás