Aracaju, 28 de julho de 2021

Ação do MPE/SE contra a Havan é um “tapa na cara” de quem anda de ônibus!

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

É comum perceber, em algumas autoridades, certo desânimo, com o passar do tempo, pelo desinteresse da sociedade com algumas instituições. O descrédito parece se “enraizar” cada vez mais e em variados segmentos. Na política, por exemplo, basta verificar os resultados das eleições nacionais, estaduais e municipais. A cada dois anos cresce o percentual de votos em branco, nulos e abstenções. Ano passado, em Aracaju, por exemplo, o “voto perdido” ou “não dado” ficou em “segundo lugar” na corrida eleitoral.

Mas, justiça seja feita, o descrédito externado por este colunista não se limita apenas à classe política. Tem sido comum e rotineiro este espaço reconhecer e pontuar que há também o mesmo “desânimo”, por exemplo, com a nossa imprensa, em especial a chamada “grande mídia”; hoje ela está muito comprometida, politizada, determinada a confrontar o presidente da República, a tentar desgastá-lo a todo custo. A (boa) informação perdeu espaço, não interessa. E, como qualquer extremismo, esse “excesso” resulta em perda de audiência e de credibilidade…

Na Comunicação tem outro aspecto que chama a atenção: o corte radical do governo federal nos gastos com publicidade. Isso incomoda muito! Isso é fruto, principalmente, da quebra do “monopólio da informação” com o fenômeno das redes sociais. Hoje o bom gestor público não fica mais “refém” da mídia, das pressões e tentativas de extorsão. Hoje uma propaganda muito bem feita nas redes sociais, a depender de quem monitora, tem muito mais repercussão do que qualquer veículo de comunicação. E, infelizmente, boa parte da imprensa ainda não enxergou essa evolução…

Voltando ao “descrédito”, do início do comentário, a coluna não tem contato ou contrato comercial com o grupo “Havan”, que acaba de inaugurar sua 160ª loja no País, desta vez em Aracaju, gerando centenas de empregos, diretos e indiretos, para o nosso Estado. Mas tomou como surpresa o “açodamento” do Ministério Público de Sergipe, por meio da Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor e da 9ª Promotoria de Justiça dos Direitos do Cidadão, que instaurou um Inquérito Civil para apurar se houve descumprimento dos Decretos Estadual e Municipal sobre regras sanitárias…

A pergunta que veio de imediato na mente deste colunista e que se propagou nas redes sociais, por parte do “povão”, foi: e não existe descumprimento maior no transporte coletivo da Grande Aracaju, diariamente? Os registros não são conhecidos, por demais? E cadê a “celeridade” do órgão fiscalizador? Alguém já viu as “especialistas em Saúde” nos terminais de integração ou nos pontos de grande circulação de passageiros? Este colunista não quer acreditar que o MPE/SE está se prestando, no ato contra a Havan, a participar desse processo de “politização” que tomou conta do País…

Por que as promotoras de Justiça, que defendem a coletividade, que estão preocupadas com a covid-19, não dão um prazo de 72 horas para as empresas do transporte coletivo resolverem, em definitivo, o problema do distanciamento dentro dos veículos? Será que nos shoppings, mercados e supermercados não temos “aglomerações”? Por que essa “preocupação direcionada” com a Havan? Como convencer o cidadão comum a confiar nas instituições com “dois pesos e duas medidas”? Com todo respeito, MPE/SE, mas esse Inquérito Civil é um “tapa na cara”… de quem anda de ônibus!

Veja essa!

O Ministério Público Estadual está preocupado se a Havan, loja que gera emprego e renda para Sergipe, está adotando o uso de máscaras. A desculpa é a preocupação com a pandemia, mas e quanto às autoridades sergipanas que não usam máscaras nos atos públicos e não empregam ninguém?

E essa!

Este colunista mantém o respeito pela instituição Ministério Público, mas não vai deixar de ficar em sintonia com o povo: essa medida contra a Havan só se justifica se for por questões políticas ou para chamar a atenção. O “povão”, dia e noite, sofre e se infecta dentro dos ônibus, lotados e geralmente sucateados…

As redes provam I

E não se trata de excesso deste colunista. Diariamente se repetem os registros de pessoas comuns, nos terminais de integração, dentro dos ônibus, nos pontos sem abrigos pela cidade…o descaso é público! Mas o MPE/SE parece não enxergar o “coletivo”, o “povo”, ficando cada vez mais “seletivo”…

As redes provam II

Hoje ninguém “controla mais a informação”! Apesar das “fake News” em excesso, as redes socais quebraram o “monopólio”. Não adiantar criar uma narrativa, porque quem sente a ausência do poder público, lá na “ponta”, hoje tem um celular na mão para denunciar, comentar e até refletir. Os tempos são outros…

Boicote?

Diante da chegada da Havan a Sergipe, também no “território” das redes sociais, este colunista notou que muitos sergipanos, politizados ou não, aprovaram a chegada do investimento. Mas (PASMEM) também existem registros, totalmente politizados, de pessoas defendendo um “boicote” à loja por conta das preferências políticas do empresário. E “viva” o extremismo…

Ainda o MPE

Agora uma crítica direta deste colunista às duas promotoras de Justiça, “especialistas em Saúde”: por que o MPE/SE não dá um prazo de 72 horas para as agências bancárias, públicas e privadas, se manifestarem sobre as filas e aglomerações, com e sem máscaras, na capital e no interior? Ou a “balança da Justiça” está quebrada?

Investigação criminal?

Outro aspecto interessante: o MPSE também acionou a Polícia Civil para instaurar investigação criminal sobre o caso da Havan. Este colunista vai começar a procurar “exemplos de descumprimento” em Sergipe e vai cobrar “respostas enérgicas” das promotoras de Justiça! Haja trabalho para a Polícia Civil…

E o Nestor Piva?

Assim, sem ser muito repetitivo, mas em respeito às famílias das cinco vítimas do incêndio recente registrado na UPA Nestor Piva, sob a responsabilidade da Prefeitura de Aracaju, já temos ações/inquéritos ou investigações criminais determinadas pelo MPE? Alguém já foi ouvido? E os laudos? Foi dado o prazo de 72 horas? Quem será responsabilizado pelas mortes?

Decreto do Governo I

O governo do Estado decretou, após reunião semipresencial do Comitê Técnico-Científico e de Atividades Especiais (Ctcae) com o governador Belivaldo Chagas, a abertura das atividades não essenciais e academias aos sábados, a partir do dia 19 de junho. Permanece vigente o toque de recolher das quintas-feiras aos sábados, das 22h às 5h do dia seguinte. A reunião definiu, também, que os feriados dos dias 24 e 29 de junho, correspondente aos festejos de São João e São Pedro, serão tratados equivalentes aos domingos.

Decreto do Governo II

Nesses dias, haverá restrição total do funcionamento das atividades não essenciais na Região Metropolitana de Aracaju, que engloba os municípios de São Cristóvão, Barra dos Coqueiros e Nossa Senhora do Socorro, como também para os municípios de Itabaiana, Estância e Lagarto, além do fechamento das praias em todo o estado. Vale destacar que, como o dia 24 de junho cai em uma quinta-feira, mantém-se o toque de recolher no feriado dedicado a São João.

Belivaldo Chagas

“Percebemos que as restrições, aliadas ao avanço da vacinação, estão dando resultado e não podemos deixar de manter a cautela. Entretanto, diante do cenário epidemiológico atual, em que temos uma queda no número de casos, óbitos e contágios, mas ainda com uma alta ocupação de leitos de terapia intensiva, decidimos por manter as medidas restritivas em Sergipe, com flexibilização dos sábados para o comércio em geral e uma maior rigidez nos feriados de São João e São Pedro, que se aproximam”, disse Belivaldo.

Queda nas internações

O Comitê analisou uma queda nas internações totais nos últimos 14 dias, conforme apuração de dados da rede privada e pelas enfermarias da rede pública. Também nos últimos 14 dias a média móvel de óbitos permaneceu em estabilidade. Com a campanha de vacinação, em junho, a proporção de óbitos acima de 60 anos, pela primeira vez, ficou abaixo da proporção de óbitos entre 30 e 59 anos.

Bomba!

A coluna recebeu a denúncia, inclusive com registros de contracheques de um secretário municipal e uma secretária-adjunta de Poço Verde que, estranhamente, estariam nas folhas de pagamentos de outros dois municípios do Estado da Bahia. Com salário em média de R$ 6 mil, o auxiliar estaria recebendo também da Prefeitura de Heliópolis, com um cargo de assistente administrativo e 40 horas de carga horária…

Exclusivo!

Já a secretária-adjunta de Saúde, que segundo informações é quem resolve tudo na Pasta, estaria também na folha de pagamento da Prefeitura de Adustina como chefe de divisão do Núcleo de Saúde da Família, com também 40 horas de carga horária. A coluna aguarda explicações da gestão e dos envolvidos e está aberta para ouvir o contraditório. Que coisa…

Marlene Calumby I

A professora e radialista, Marlene Alves Calumby, participou do programa Inove Notícias, da Rádio Cultura AM 670, com Kléber Alves, e falou da importância da emissora para a radiofonia sergipana. “Desejo muito sucesso para você, Kléber e que a Cultura consiga ir para FM, porque será muito importante porque ela é uma rádio cristã que prega a palavra de Deus e que tem pessoas maravilhosas à frente, como o padre Marcelo Conceição”, afirmou.

Marlene Calumby II

Ainda em sua participação, Marlene Calumby, que foi superintendente da Fundação Aperipê de Sergipe, no governo de João Alves Filho (in memoriam), fez questão de relembrar do Monsenhor Carvalho, que dirigiu a emissora por muitos anos. “O padre Marcelo lembra muito o Monsenhor Carvalho que dirigiu, com brilhantismo, e em uma fase que a rádio teve alguns percalços financeiros e Deus é muito bom porque manda outras pessoas, jovens e que tentam manter essa emissora no ar, divulgando não só a palavra de Deus, bem como o bom jornalismo”, ressaltou.

Marlene Calumby III

Marlene ainda revelou que tem orgulho pelas profissões que escolheu seguir na vida profissional. “No meu currículo, não deixo de colocar professora e radialista, porque eu amo o rádio que está na minha história”, disse Marlene ressaltando que o rádio é o seu companheiro diário. “Está comigo da hora que acordo, até quando vou dormir. Tenho orgulho em dizer que sou radialista”, completou.

 Kleber Alves

Finalizando a sua participação no Inove Notícias, Marlene Calumby lembrou do tempo em que pôde trabalhar ao lado do comandante dos microfones do programa, o radialista Kléber Alves. “Quando me lembrei quem era você e que trabalhamos juntos por quatro anos, tive uma grande felicidade e sinto uma enorme satisfação. Te desejo todo o sucesso”, concluiu.

Kitty Lima I

Preocupada com a segurança das gestantes, puérperas e lactantes em todo o estado frente a pandemia da Covid-19, a deputada estadual Kitty Lima (Cidadania) protocolou na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) um ofício direcionado à Secretaria de Estado da Saúde (SES) solicitando que as mulheres nestas condições sejam inseridas no grupo prioritário de vacinação contra o novo coronavírus.

Kitty Lima II

De acordo com a deputada, o pedido ocorre devido ao aumento de casos de mulheres gestantes, puérperas e lactantes infectadas pela Sars-CoV 2, associada a risco elevado de morbidade e mortalidade materna, além do maior risco de prematuridade e óbito fetal. “Essas mulheres que estão em um momento bastante delicado em suas vidas precisam estar devidamente imunizadas para evitar qualquer intercorrência que venha a afetar sua saúde e, consequentemente, a saúde de seus bebês. Inseri-las no grupo prioritário não é uma questão de favorecimento, mas sim uma questão de respeito, dignidade e saúde pública”, pontuou Kitty.

Valadares Filho I

O Senado aprovou a medida provisória que viabiliza a privatização da Eletrobras. Segundo o ex-deputado federal Valadares Filho, dois pontos aprovados causam uma preocupação maior porque deixarão as contas de energia mais caras: a exigência da contratação de usinas termelétricas movidas a gás natural e a criação de reserva de mercado para Pequenas Centrais Hidrelétricas (PCHs).

Valadares Filho II

“As termelétricas produzem uma energia mais cara se comparada às hidrelétricas, eólicas e solares. Já em relação às pequenas centrais, especialistas dizem que a medida pode encarecer a conta porque a reserva de mercado contraria o princípio da livre concorrência nos leilões. Além disso, a energia produzida pelas PCHs não é controlada pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS)”, pontua.

Aumento do custo

Valadares Filho vê com preocupação essa possibilidade de aumento do custo, uma vez que a energia é um insumo básico do setor produtivo. “As mudanças aprovadas devem impactar o serviço, a agricultura e a indústria, aumentando o custo de vida dos brasileiros, já impactados pelos efeitos da pandemia na nossa economia”, afirma.

Apelo ao PSB

“A MP da Eletrobras voltará para a Câmara, e como integrante do PSB, farei um apelo aos colegas de parlamento do partido para que rejeitem as mudanças e tornem o impacto da privatização da estatal – que devido à força do governo federal no Congresso deve ser aprovada – menos nocivo para o bolso dos brasileiros”, disse o ex-deputado federal.

Fábio Henrique I

O deputado federal Fábio Henrique (PDT) retornou á Tribuna da Câmara, para defender o seu Projeto de Lei (PL 2130/2021) que propõe a distribuição gratuita de máscaras pelo Sistema Único de Saúde – SUS. De acordo com o deputado, a doação das máscaras tem caráter econômico e educativo.

Fábio Henrique II

“Já temos mais de 17 milhões de pessoas contaminadas pelo Covid-19 e estamos nos aproximando, lamentavelmente, de 500 mil brasileiros que morreram com essa doença. E a PL 2130/2020 permitirá a distribuição de máscaras para a população, principalmente para a mais pobre. Essa doação permite que as pessoas economizem e incentivará o uso de máscaras”, explicou o deputado sergipano.

Distribuição gratuita

Fábio Henrique defendeu que essa seria uma campanha no estilo a de combate a AIDS. “Já vivemos isso no Brasil quando da contaminação do HIV, da AIDS, me que o Governo Federal passou a distribuir preservativos. Isso fez com que as pessoas usassem e reduzisse a contaminação. A minha PL tem esse mesmo objetivo, defendeu.

Alerta

O deputado Fábio Henrique chamou atenção para que não considerem a Pandemia do Covid-19 uma atividade política. Disse ele: “costumo dizer que a pessoa gosta do que quer, goste do político que você quiser gostar, é um direito democrático que lhe assiste; mas, pelo amor de Deus, não ouça o conselho daqueles que dizem que não há mais necessidade de utilizar máscaras. O ritmo da vacinação no nosso país ainda é muito lenta”!

Machado I

O Presidente Estadual do Democratas, José Carlos Machado fez uma visita de cortesia ao ex-deputado estadual e ex-prefeito de Estância, Ivan Leite que vem se recuperando positivamente de uma cirurgia realizado em 13 de maio e encontra-se em recuperação. Na oportunidade, Machado desejou pronto restabelecimento ao ex-prefeito.

Machado II

Durante o encontro, Machado o convidou a ingressar no partido, ao qual Ivan falou também sobre a grande referência do partido, o ex-deputado federal José Carlos Aleluia (BA). Ivan ficou de pensar na possibilidade de se filiar e vim a disputar em 2022, um cargo proporcional ou majoritário pelo partido.

Machado III

“Ivan Leite já obteve quatro mandatos públicos dois de deputado estadual e dois de prefeito de Estância. O primeiro para a Alese, em 1990, foi pelo PDC – Partido Democrata Cristão. O segundo, em reeleição, em 1994, já foi pelo PSDB, partido pelo qual Albano Franco se elegeria governador naquele mesmo ano e de quem Ivan se tornaria secretário de Indústria e Comércio, onde na oportunidade presidi o Conselho na época. Fui companheiro dele em um dos mandatos na Alese”, lembrou Machado.

Iran Barbosa I

O deputado estadual Iran Barbosa (PT), solicitou que seja colocado na pauta de votação, dentro da maior brevidade, o projeto de sua autoria que estabelece a data de 30 de Março, como o “Dia dos Servidores Públicos Estaduais Aposentados e Pensionistas”.

Iran Barbosa II

Ao iniciar seu discurso, Iran manifestou suas felicitações pela passagem do Dia Nacional dos Servidores Públicos Aposentados. “São trabalhadores que adquiriram o direito da aposentadoria após uma vida inteira dedicada ao trabalho, prestando serviço ao povo, laborando suas funções ao longo de uma vida”.

Confisco

Em seguida, o petista fez uma cobrança específica ao governador Belivaldo Chagas (PSD) no sentido de repensar, imediatamente, a política de confisco dos proventos dos servidores aposentados e pensionistas. “Esses trabalhadores foram profundamente massacrados com a reforma da previdência feita aqui em Sergipe”.

14%

“Enquanto a Constituição Federal estabelece um teto para ter incidência do desconto previdenciário sobre o teto do regime geral da Previdência Social, aqui isso incide sobre todos que recebem acima de um salário mínimo, com um desconto de 14%, um verdadeiro confisco nos salários dos servidores. Quero reiterar meu protesto e meu pedido para se encontrar alternativas para acabar com esse sacrifício”, completou.

Projeto de lei

Ainda nessa linha, Iran solicitou à Mesa Diretora que seu projeto de lei seja colocado em votação. “Escolhemos a data de 30 de Março porque ela marca a criação do Sergipeprevidência em 2006. É uma forma de prestigiar e homenagear o servidor público, buscando elevar sua autoestima. Esses trabalhadores ficam relegados ao abandono, desprestigiados. Isso tem um impacto na vida pessoal e nós precisamos debater essas questões previdenciárias aqui no nosso Estado”.

Aposentados e Pensionistas I

Ainda com o discurso de que precisa encontrar formas de melhorar a situação da Previdência Estadual, Iran disse que seu projeto tem a intenção também de homenagear os servidores aposentados que se destacam pela contribuição na organização e luta pelos direitos previdenciários. “Eles não podem ficar esquecidos, porque não estão na inatividade, são serem humanos que sustentam suas famílias e merecem ser lembrados e destacados”.

Aposentados e Pensionistas II

“Queremos dar publicidade as questões previdenciárias e encontrar medidas para a valorização dos aposentados e pensionistas, promovendo também estudos oficiais e pesquisas sobre a capacidade financeira do regime próprio do Estado, com iniciativas que visam capitalizar e garantir a saúde financeira da previdência. Vamos conhecer a situação financeira, atuarial, patrimonial e autárquica da previdência”, detalhou.

Aposentados e Pensionistas III

Iran Barbosa sugere que seja realizada uma audiência pública, com a presença do diretor-presidente do Sergipeprevidência na Alese para buscar a maior transparência da gestão.

 Alô São Cristóvão!

O vereador Neto Batalha (PP) apresentou uma indicação solicitando ao prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana, a realização de um concurso público da guarda municipal na quarta cidade mais antiga do país. Segundo Neto Batalha, ano passado foi aprovada uma lei complementar que criou a guarda municipal de São Cristóvão, entretanto ainda não foi cumprida.

Neto Batalha I

“Participamos de mais uma sessão virtual na Câmara de Vereadores de São Cristóvão para, inicialmente, solicitar do prefeito Marcos Santana que realize com maior brevidade possível um concurso público para o efetivo cumprimento da norma. Se ele continuar apresentando dificuldades para realização do certame, tomaremos as medidas judiciais cabíveis ainda este ano”, declarou o vereador.

Neto Batalha II

Para Neto, a existência da guarda municipal garante uma maior segurança para os moradores da cidade e para o próprio poder público municipal. “Com a execução do certame, vai haver a contratação de profissionais que estão desempregados por causa da pandemia, ou seja, este concurso é urgente e extremamente necessário”, acrescentou.

CRA-SE

Durante reunião plenária do Conselho Regional de Administração de Sergipe (CRA-SE), os membros da diretoria, conselheiros, colaboradores e prestadores de serviços votaram favorável na elaboração de uma proposta de Projeto de Lei que visa melhorar a gestão, dar maior transparência e aumentar a possibilidade de fiscalização pelos órgãos de classe na valorização das boas práticas da profissão na administração pública de Sergipe.

Jorge Cabral

Primeiramente, a PL será encaminhada a Câmara de Vereadores de Aracaju, em seguida será levada para todas as Casas Legislativas do Estado. “O objetivo destes Projetos de Lei é de buscar melhorias na gestão pública, dar maior transparência e possibilidade de fiscalização pelos órgãos de classe, além de dar publicização curricular de quem assume cargos em comissão ou funções de confiança. Outra parte tratará dos controles internos, que passarão a serem ocupados, por exemplo, também por administradores, dando um grande avanço na gestão”, justificou o presidente do CRA-SE, Adm. Jorge Cabral.

Sheyla Galba I

Em discurso na Câmara Municipal de Aracaju, a vereadora Sheyla Galba (Cidadania) cobrou dos órgãos de segurança ações no sentido de garantir mais segurança para os motoristas que atuam no serviço de transporte de passageiros por aplicativo na Grande Aracaju. Em sua fala, a parlamentar também abordou o andamento da vacinação em Aracaju e a falta de medicamentos para quimioterapia no Hospital João Alves Filho.

Sheyla Galba II

Sheyla Galba destacou que conversou com representantes dos motoristas de aplicativo que, além do pedido de inclusão da categoria na prioridade da vacinação, fizeram o apelo por mais segurança. “A gente tem acompanhado nos telejornais a quantidade assaltos, sequestros e até latrocínio (roubo seguido de morte) sofrido por estes profissionais”, ressaltou a vereadora.

Sheyla Galba III

“Diante disso, pedimos aqui à Secretaria de Estado da Segurança Pública – SSP/SE e para a Guarda Municipal que façam mais blitz com abordagens aos veículos e revistas. Isso é muito importante para garantir mais segurança na prestação do serviço”, complementou.

Medicamentos quimioterapia

Ainda no discurso, a vereadora informou que dos cinco medicamentos para quimioterapia que estavam em falta no Hospital João Alves Filho, três já chegaram. “Desde fevereiro que estamos lutando por estes medicamentos e dois ainda estão em falta. São medicamentos importantes para pessoas que estão em tratamento quimioterápico contra o câncer. Volto a pedir à Secretaria de Estado da Saúde que agilize a aquisição destes medicamentos essenciais para os pacientes oncológicos de Sergipe”, enfatizou.

Anderson de Tuca

O vereador Anderson de Tuca, do PDT, parabenizou a prefeitura de Aracaju pelo avanço da imunização, chegando a mais de 200 mil aracajuanos vacinados, até a faixa etária de 40 anos. Além disso, se utilizou do espaço para parabenizar a ação da Energisa pela doação de 120 geladeiras para armazenamento das vacinas, em todo o estado.

Ferreira Costa I

As medidas de restrição de circulação de pessoas forçaram mudanças no comportamento dos consumidores. Desde março do ano passado, muitas pessoas que não tinham o hábito de comprar pela internet rapidamente se adaptaram ao mundo digital, seja por necessidade ou conveniência, e essa mudança veio pra ficar.

Ferreira Costa II

Com esse novo comportamento, o varejo também tem trazido novas estratégias de vendas. Observando o aumento das compras pela internet, a Ferreira Costa preparou um super saldão de produtos para compras realizadas exclusivamente pelo ferreiracosta.com. O Saldão começa na sexta, 18/06, e vai até o dia 06 de julho, com centenas ofertas exclusivas no site com FRETE GRÁTIS para produtos selecionados e descontos de até 60%.

Saldão de Ofertas

Mesmo com o enorme impacto social e econômico que a pandemia gerou, houve um crescimento da demanda por comprar na internet fazendo o mercado no mundo todo se adaptar para oferecer um bom serviço online. A Ferreira Costa, que já tinha uma loja online, percebeu um crescimento das vendas através do seu site ferreiracosta.com em 82% desde o início da pandemia e a expectativa é que a procura pelos produtos no site com o Saldão de Ofertas seja de pelo menos o dobro em acessos.

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Prefeitura de Barra dos Coqueiros realiza posse de 10 concursados da área de saúde  
Juíza Maria Angélica França e Souza é nova Desembargadora do TJSE
SSP abre seleção para estagiários de Publicidade e Propaganda e Jornalismo
Seduc convoca professores substitutos para atuarem no retorno presencial