Aracaju, 4 de agosto de 2021

Belivaldo desmente ter descartado Rogério e não colocará a mão na cabeça de ninguém

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Por Diógenes Brayner

Na entrevista concedida na segunda-feira (21), ao radialista Edivanildo Santana, na rádio Cidade 99 em Simão Dias, o governador Belivaldo Chagas, tratou também sobre política, especialmente sobre sucessão estadual. Primeiro respondeu à pergunta de uma ouvinte se seria candidato a algum mandato político em Simão Dias. Belivaldo respondeu que não pretendia se candidatar: “em Simão Dias serei sempre ex”.

Diante da pergunta se ele votaria em Lula da Silva (PT) para presidente da República ele respondeu rapidamente: “já votei,  e por que não votaria outra vez”? Belivaldo lembrou que está no bloco desde quando ele se iniciou ao lado do ex-governador Marcelo Déda (PT) e de Jackson Barreto (MDB). Acrescentando que rompeu com seu grupo político liderado pelo ex-senador Antônio Carlos Valadares (PSB) porque “preferi apoiar a candidate Dilma Roussef (PT), do que votar em Aécio Neves (PSDB) que era a decisão do PSB”. Essa é uma demonstração que preferi permanecer onde ainda estou ao lado de integrantes do PT, e de outros partidos que ainda permanecem no bloco.

Sobre sucessão– Belivaldo Chagas afirmou durante a entrevista que só vai falar sobre sucessão estadual a partir da segunda quinzena de setembro, já próximo ao mês de outubro. E lembrou que o seu bloco tem cinco nomes que desejam ser o candidato a Governo do Estado. São eles: Edvaldo Nogueira (PDT), Laércio Oliveira (PP), Ulices Andrade, Fábio Mitidieri (PSD) e Rogério Carvalho (PT), que não rompeu com o bloco e porque o PT é Governo.

Perguntado se já havia descartado o senador Rogério Carvalho, como fora publicado por setores da mídia, Belivaldo respondeu: “não descartei nada, não procede nada, eu não sei de nada. Eu só leio, e o cara tem direito de dizer o que quiser”.

Belivaldo disse ainda que também é invenção que ele quer como candidato a Governo o deputado federal Fábio Mitidieri: “não tenho candidatura a nada, não discuti sucessão com ninguém e não tem decisão de nada”. E repetiu: “só vou discutir sucessão a partir de setembro. Não vou botar a mão na cabeça de ninguém”.

Direito do PT– O governador faz uma pergunta: “se por ventura o PT não ficar no agrupamento eu estou rompendo com o PT? É direito do PT ter candidatura”? Ele mesmo responde: “é direito de Rogério querer ser candidato a Governo do Estado”.

Sobre algum incômodo com a formação de possíveis alianças por Rogério Carvalho, o governador Belivaldo Chagas ironizou: “rapaz, pense num cara que dorme a noite toda”? E continua: “não estou nenhum pouco preocupado, porque quem tem que estar preocupado é quem quer ser candidato”.

Belivaldo diz ainda que não tem pressa de escolher candidato a sucessão porque já está em casa: “quando me tornei candidato a governador foi na primeira semana de abril de 2018. Por que em 2022 tem que ser agora”?

No final o governador colocou o seguinte: “os pretensos candidatos têm todo direito de ir se movimentando e não vou proibir nenhum desses a conversar com ninguém. Só entro na discussão, a partir de outubro, se alguém achar que eu posso ajudar e quiser meu apoio. Se não quiser, siga em frente que fico sozinho, sem nenhum problema”.

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Valdevan diz que o PT em Sergipe o convidou para formar um bloco e terá conversa com Rogério
Sem título
MPSE recomenda que Japaratuba e Pirambu incluam ações e conteúdos sobre direitos humanos e prevenção à violência
Alterado  funcionamento das UBSs de síndrome gripal no final de semana