Aracaju, 22 de outubro de 2021

Pra cavalo só falta a ferradura

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Por Adiberto de Souza *

Engana-se quem pensa que pelo fato de ter chegado à Presidência da República o cidadão se torna educado, respeita a imprensa e tem apreço pela democracia. Nestes mais de 130 anos de República, o Brasil já foi governado por verdadeiros quadrupedes. Oficial do Exército avaliado como militar de pouca cultura, um deles se superou nas cavalices. Dizem as más línguas que, cansada de tanta estupidez do marido, a primeira dama fez opção por abandonar o quarto do casal para dividir outras camas com homens mais gentis e viris. Talvez por isso, o presidente virou, de vez, uma cavalgadura, daquelas que trata aos coices as pessoas em sua volta. Sem qualquer visão sobre o social, o dito cujo disse, certa feita, que “a solução para as favelas do Rio é jogar uma bomba atômica”. Ademais, nunca escondeu o racismo, a ponto de, após ser abraçado por algumas mulheres na Bahia, ter afirmado que ao chegar no hotel tomou, “três, cinco, sete banhos e aquele cheiro de preto não saía”. O nobre leitor já deve ter identificado o energúmeno em questão. Isso mesmo: estamos falando de João Batista Figueiredo, um presidente ignorante, misógino, racista, antidemocrático, etcétera e tal. O estupido preferia o cheiro de cavalos ao do povo e pediu ao Brasil que o esquecesse. Como se vê, na cadeira presidencial também sentam cavalgaduras, daquelas que se lhes botarem ferraduras nas patas, relincham e saem dando coices. Home vôte!

Imprensa livre

O senador Alessandro Vieira (Cidadania) condenou as agressões verbais do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) a uma jornalista. Segundo o parlamentar, “democracia exige imprensa livre para perguntar e autoridades decentes disponíveis para responder. Vamos trabalhar para que este surto autoritário seja superado pela melhor vacina que existe: o voto! Não vão nos calar”, frisou. Segundo o senador, “Bolsonaro tenta esconder com gritos e ofensas sua incapacidade de responder sobre coisas básicas, como os 500 mil mortos pela covid-19 ou os cheques do Queiroz”. Desconjuro!

Nada definido

O governador Belivaldo Chagas (PSD) jogou um balde de água fria nas especulações sobre a sucessão estadual. Entrevistado pelo radialista Edvanildo Santana, o pessedista disse que erra quem alardeia o seu rompimento com o PT, peca quem diz ter ele já feito opção por um candidato ao governo e enganam-se os que o enxergam como adversário do ex-presidente Lula da Silva (PT). Mais uma vez, Belivaldo fez questão de deixar claro que só vai tratar sobre as eleições de 2022 lá pra setembro ou outubro. Aguardemos, portanto!

O “Barba” vem aí!

O ex-presidente Lula da Silva (PT) planeja fazer uma turnê política pelo Nordeste a partir do próximo mês. Os preparativos da viagem estão sendo ultimados pela direção nacional do partido. Segundo o vice-presidente do PT, Márcio Macedo, Lula não pretende discutir sobre eleições agora. Prefere conversar com as lideranças nordestinas sobre o crescimento da pobreza no país, a pandemia da covid-19 e o desgoverno do presidente Jair Bolsonaro. O “Barba” acha cedo para tratar sobre alianças políticas e candidaturas estaduais. Marminino!

Carro diante dos bois

Os vereadores que desejam levar a colega Linda Brasil (Psol) à Comissão de Ética da Câmara de Aracaju precisam saber de uma coisa: a tal comissão ainda nem foi instalada e os nomes que a comporão estão em fase de definição. Ademais, o presidente do Legislativo, vereador Nitinho Vitale (PSD), já disse que as críticas feitas pela parlamentar aos oito marmanjos não são motivos para puni-la. Que tal se os vereadores contrariados forem reclamar da parlamentar ao galo da torre da igreja? Em Laranjeiras tem um bem bonito. Misericórdia!

Faltou vacinas

Devido ao grande número de pessoas vacinadas contra a convid-19 no último fim de semana, a Secretaria da Saúde de Aracaju suspendeu a aplicação da 1ª dose. A imunização das pessoas com 39 e 38 anos de idade, prevista para começar nesta terça-feira, ficou para quando a Secretaria receber nova remessa do imunizante. Até ontem, mais de 246 mil pessoas tinham sido vacinadas na capital, o que representa 37% da população local. Somente no último fim de semana, 20.127 adultos acima dos 40 anos foram imunizados em Aracaju contra o coronavírus. Legal!

Longe da CPI

O governador de Sergipe, Belivaldo Chagas (PSD), ganhou o direito de não comparecer à CPI da Covid-19 instalada pelo Senado. A ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, acatou pedido nesse sentido feito pelo gestor sergipano e por outros 18 governadores. A ministra também pediu que o STF realiza uma sessão extraordinária para avaliar se a convocação de governadores pela CPI do Senado violou o princípio da separação dos poderes e da autonomia dos estados-membros. Crendeuspai!

Prestando contas

E quem dará hoje com os costados na Assembleia é o secretário estadual da Fazenda, Marco Antônio Queiroz. Vai expor para os deputados as contas do governo referentes ao período de janeiro a abril deste ano. Também apresentará as perspectivas econômicas do executivo sergipanos para os próximos meses. Quando esteve no Legislativo, em março passado, Marco Queiroz destacou o equilíbrio fiscal que permitiu ao governo voltar a pagar em dia o salário dos servidores. Ah, bom!

Bem chegados

Presidente do PSB sergipano, o ex-deputado federal Valadares Filho festejou a filiação ao partido do governador maranhense Flávio Dino e do deputado federal fluminense Marcelo Freixo. Entrevistado pela jornalista Rita Oliveira, Vavazinho disse que o PSB ganha muito com a chagada dos dois políticos: “Queremos ser protagonistas na construção de uma frente ampla, pois precisamos combater o que está aí, esse descaso do governo federal”, frisou Valadares. Então, tá!

Fome preocupa

E quem está preocupada com o crescimento da miséria no Brasil é a senadora Maria do Carmo Alves (DEM). A demista ressalta que “a fome corrói e, quando não mata, piora em muito a vida das pessoas”. Dona Maria lembra que a alimentação é um direito assegurado na Constituição, sendo dever dos agentes públicos lutar para garantir que todos os brasileiros possam se alimentar com dignidade. O discurso da senadora chega em boa hora e se contrapõe ao do ministro Paulo Guedes. Este mequetrefe teve o atrevimento de defender que a burguesia distribua seus restos de comida com os pobres. Vade retro satanás!

Recorte de jornal

Publicado no jornal Correio de Aracaju, em 4 de outubro de 1929.

* É editor do Portal Destaquenotícias

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Movimento Polícia Unida só discute outra pauta depois da aprovação da Periculosidade
Relatório final da Comissão da Verdade é apresentado na Assembleia Legislativa
Sergipe registra nove novos casos de Covid-19 e nenhum óbito nesta quinta-feira
Muda o cenário na base aliada?