Aracaju, 4 de agosto de 2021

Rodrigo visita Ceasa de Itabaiana para buscar reajustes de valores cobrados a comerciantes

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Na tarde desta segunda-feira, 21, o deputado estadual, Rodrigo Valadares, esteve visitando a Central de Abastecimento de Sergipe (Ceasa) de Itabaiana, a convite do vereador conhecido por Joãozinho do Lagamar, e conta que ficou impressionado com a qualidade da obra, ao mesmo tempo em que demonstrou tristeza e indignação presenciar toda essa estrutura completamente vazia, devido às altíssimas taxas cobradas aos comerciantes.

“Estou impressionado com a qualidade da construção, dos equipamentos, dos boxes, realmente é algo que a gente não vê em outros Ceasas. O que nos deixa triste é ver toda essa estrutura sem funcionar plenamente, tendo apenas um comerciante no local, devido aos valores cobrados que estão fora da realidade”, disse.

Segundo a Associação dos Comerciantes Hortifrutigranjeiros do município, a atual tarifa cobrada pelo Mercado Municipal de Itabaiana, local onde atualmente estão alocados, sob um box de 40 m² está em torno de de R$ 85,12 aos meses que contenham 4 semanas. Já no Ceasa, a tarifa mensal cobrada pela ICONBRAS estaria com valores que ultrapassam R$ 1.400, somado a contribuição de despesas comuns variáveis, estimadas em R$ 1.680, por espaços que somam 48 m².

Para o parlamentar, esse abuso de cobranças é um absurdo e deve ser revista. Além disso, lembra que o centro de abastecimento foi criado com o dinheiro do povo e deve ser utilizado por eles.

“Tive acesso a alguns boletos e pude ver que um comerciante que está pagando 600 reais no mercado, tem que pagar cerca de 10 vezes mais aqui. Claro que não vamos criar a ilusão de que seja o mesmo valor, até porque é visível uma estrutura totalmente diferente. Mas queremos que o comerciante pague um valor que ele possa sobreviver, porque não adianta todo o lucro do feirante, comerciante, atacadista e varejista ter que ir para pagar o condomínio e o aluguel do Ceasa”, pontuou.

Ainda de acordo com a associação, a licença de funcionamento do local foi concedida no último dia 20, mas as cobranças começaram meses antes, com uma estrutura incompleta, colocando o nome de diversos atacadistas e varejistas sob protesto, ao cartório de Itabaiana.

No local, o deputado conversou com parte da administração e afirmou que pretende ter um segundo contato para buscarem soluções para os problemas. “Existem algumas questões secundárias que serão tratadas no decorrer do contrato vigente, vamos buscar contato com o gerente de implantação e o diretor que infelizmente não puderam estar aqui hoje, porque o comerciante quer vir para o Ceasa, o problema é que o valor impede que isso aconteça. Então vamos lutar para que tenha esse reajuste e que finalmente possamos chegar em um valor justo para ambas as partes”, conta.

Outra demanda recebida pelo parlamentar foi sobre a segurança e iluminação da região próxima ao local, se comprometendo em fazer solicitações junto ao Governo do Estado e Prefeitura de Itabaiana para cumprirem com as partes que os competem.

Por Luísa Passos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Sergipe registra 116 casos de Covid-19 e mais três óbitos
Valdevan diz que o PT em Sergipe o convidou para formar um bloco e terá conversa com Rogério
Sem título
MPSE recomenda que Japaratuba e Pirambu incluam ações e conteúdos sobre direitos humanos e prevenção à violência