Aracaju, 4 de agosto de 2021

POVOS INDÍGENAS: JOÃO DANIEL REPUDIA COLOCAÇÃO DE PL 490/07 NA PAUTA DA CCJ

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O deputado federal João Daniel (PT/SE) repudiou a colocação em pauta na Comissão de Constituição e Justiça da Câmara do projeto de lei 490/2007, que ataca frontalmente a demarcação das terras indígenas, abrindo a possibilidade de exploração nas áreas desses povos. O parlamentar, em discurso durante a sessão remota da Câmara nesta quarta-feira, dia 23, manifestou sua solidariedade e respeito aos indígenas, em especial aos que há mais de uma semana estão em Brasília mobilizados contra a colocação em pauta desse PL e vêm sendo reprimidos.

“Não é possível que se trate os povos indígenas como vêm sendo tratados no governo Bolsonaro. O PL 490 não quer apenas dar direito de exploração das riquezas nas áreas indígenas, quer, com toda certeza, ser um projeto a serviço da mineração e do garimpo”, afirmou o parlamentar. João Daniel disse ainda em seu discurso que é um crime de lesa-pátria mexer nas terras indígenas, uma vez que, segundo ele, este governo nunca teve ou tem respeito à população indígena. “Nosso repúdio e solidariedade aos povos indígenas que fazem o acampamento em Brasília e lutam pelo direito dos povos originários pelo direito à vida e a demarcação das terras indígenas”, disse, ao repudiar a repressão a qualquer tipo de manifestação, em especial dos indígenas.

Mais de 500 mil

Durante seu pronunciamento, o deputado João Daniel fez uma homenagem às famílias de brasileiros e brasileiras que sentem hoje a perda de algum familiar para a Covid-19, número que já ultrapassa mais de meio milhão de pessoas que foram mortas em decorrência da pandemia e, também, pela irresponsabilidade do governo criminoso de Bolsonaro. “Nossa solidariedade em nome dos familiares do companheiro Elder Negão, ex-vereador e esposo da atual vice-prefeita do município de São Francisco, que nos deixou no início desta semana, e, também, às famílias que são vítimas dessa doença e por conta, principalmente, desse governo genocida”, finalizou.

Foto: PT na Câmara

Por Edjane Oliveira

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Vereadora ressalta negligência que gerou o incêndio no Nestor Piva
Sem título
Trabalhadores nascidos em março podem sacar auxílio emergencial
Em visita a JHC, Rodrigo Valadares elogia gestão do prefeito e declara: “Modelo a ser seguido”