Aracaju, 31 de julho de 2021

Deputado capitão Samuel Barreto diz que “a união é o nosso escudo”

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

É uma realidade inegável, que existem muitos problemas sociais aos quais “o político” deveria se aproximar mais, basicamente para tentar amenizar os seus impactos. Isso é fato! Eu ingressei na vida pública, com essa consciência e sempre busquei fazer tudo o que podia e (muitas vezes até o que não) para fazer o melhor que o meu “cargo” pudesse trazer para a sociedade.

Alguns equívocos é claro, mas jamais deixei de buscar priorizar os acertos, principalmente pelo “dever de honrar” todos os valores que recebi de meus pais.

Quando identifiquei a real nocividade, que a DROGA trazia para as famílias e os seus estragos para a sociedade em geral, nasceu ali o projeto do BATALHÃO DA RESTAURAÇÃO…

Eu faria deste sonho, uma “poderosa arma” de combate a aquele PESADELO conhecido como  “dependência química”. O álcool e as drogas, passaram a ser meus reais inimigos desde então.

Mas a “dependência” é uma condição, que tem várias faces e atua de maneira ardil e silenciosa. Foi aí então, que estando tão perto desse mal já por longo tempo, percebi que “o pior” ainda estava por vir. E por mais uma vez, a inquietação tomou conta dos meus dias e noites, pois esse tal “problema pior” está agindo no que nos é mais sagrado e mais vulnerável;

As nossas crianças!

Observemos que o desejo da maioria dos nossos jovens hoje em dia, é deixar o Brasil para ir tentar a vida no exterior.

Quando acaba um sentimento de amor e de apego ao seu próprio chão, ao seu lar, ao lugar que você nasceu e cresceu pra continuar a sua vida e o legado de seus pais e sua família… Se este sentimento se acaba: O que vai ser do futuro do seu país? Quem vai ser o protetor e o cidadão, de uma terra que não terá a indispensável presença dos seus próprios “filhos”? Consegue entender agora, meu amigo e minha amiga?

O PATRIOTISMO está condenado, ao triste destino da extinção.

Como eu posso não fazer nada? Como eu fico daqui pra frente, salvando os jovens e adultos, mas também convivendo com “o fantasma” constante de ver a identidade, o orgulho e o amor por Sergipe e pelo Brasil, sendo roubado dos nossos pequeninos?

O desamor e a falta de empatia, estão diante dos olhinhos das nossas crianças, estão nos “maus exemplos” a todo o tempo; Na revolta e na inconformidade dos pais, na dor dos avós, no noticiário desanimador, na briga dos vizinhos, na rebeldia dos irmãos mais velhos…

Como aprender a ter “amor e respeito” por alguma coisa, se não lhe foi ensinado a ter esse sentimento e você só assistiu o oposto a vida toda? Só viu xingamento, raiva, desprezo e tudo de ruim sobre as pessoas e o lugar que vive… Ouvindo dos mais velhos, que são as “referências”, apenas aquela frase:

“Quando eu puder, vou embora desse lugar”.

Sabe meus amigos;

Tenho trazido uma boa referência da nossa infância, que graças ao cinema, quadrinhos e até de vídeo games, ainda tem “o poder” de atrair a atenção da garotada. O Herói! Sim, a imagem do “Super Herói” da figura do BEM, ainda vive é uma realidade. O Batman, Homem Aranha, Superman, os “Vingadores”, ainda fazem brilhar os olhinhos “deles”. Por isso, eu estou inserindo aos meus vídeos e as minhas imagens nas plataformas de meio de comunicação, a imagem do “escudo” do Capitão América. Em verde & amarelo (é claro), lembrando muito inclusive a própria bandeira de Sergipe, por conta das faixas e da estrela.

Então meus irmãos e irmãs sergipanos, eu convido a você, que entendeu “a ameaça” real ao futuro do País e consequentemente do nosso Estado  (é claro), a somarmos nossas forças, em inserir de forma “direta ou indireta”, uma atmosfera de “positivismo”, de amor e de esperança no nosso Estado e no nosso Brasil.

Não fale coisas ruins e depreciativas na frente das crianças, evite xingar, não faça da vida do seu filho, uma rotina de raiva, desprezo e de maus pensamentos, sobre o próprio Brasil. Evite assuntos adultos, de corrupção, doenças e da política suja… É aí que mora o perigo! Não ajuda em NADA, encher a cabeça dos pequeninos de coisas que eles não podem resolver, afinal (se nem nós podemos);

É minha, sua e nossa responsabilidade, trazer aquele bom e velho orgulho de ser sergipano de volta às  nossas vidas… É o mínimo, que cada um de nós pode e deve fazer.

Brasil acima de tudo, Deus acima de todos e o futuro de nossas crianças, garantido por nossas ações.

Fiquem todos em paz e com muita saúde, juntos como família, traremos a atenção, a benção e a misericórdia do nosso Deus

Capitão Samuel.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Belivaldo assina Ordem de Serviço da  etapa 2ª do Canal Remanso
Quinto dia de greve conta com caminhada e apitaço em Maruim
Belivaldo elogia trabalho de André e diz que Edvaldo foi feliz na parceria 
Motoristas de carro fumacê são capacitados pela Funesa