Aracaju, 21 de outubro de 2021

CAU/SE emitiu Nota de Repúdio contra a MP 1.040/2021

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
O CAU/SE emitiu Nota de Repúdio contra a MP 1.040/2021, que versa sobre a extinção do salário mínimo profissional dos arquitetos, aprovada pela Câmara dos Deputados no dia 23 de junho.
Confira a nota completa e acesse mais informações sobre a MP 1.040/2021 no link abaixo:
O Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Sergipe (CAU/SE) vem a público externar à sociedade sua indignação com a medida provisória votada pelos deputados federais brasileiros a aprovada na câmara, que extingue o salário-mínimo profissional dos Arquitetos e Urbanistas de todo o Brasil, atingindo consequentemente os profissionais que atuam em nosso Estado.
 
O CAU/SE, através desta nota repudia a Medida Provisória (MP) 1040/2021, que revoga a lei Nº 4.950-A de 22 de abril de 1966 e esta dispõe sobre a remuneração de profissionais diplomados em Arquitetura e Urbanismo e outras profissões correlatas, uma das principais conquistas da categoria, assim como foi a criação de nosso Conselho.
 
O CAU/SE é um defensor do cumprimento do piso salarial e em diversas vezes já legislou a favor da exigência desse direito adquirido para os profissionais de Arquitetura e Urbanismo em Concursos Públicos no âmbito do Estado e entende que tal emenda fere diretamente essa remuneração digna.
 
No momento o texto aguarda envio ao Senado Federal e espera-se que este seja derrubado.
Conselheiros do CAU/SE
Gestão 2021/2023
Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Governo de Sergipe paga o auxílio tecnológico a mais de 5.700 professores
Simula Enem aplicado presencialmente em todos polos Preuni
Belivaldo mostra o “dever de casa” que fez nas contas do Estado para “Sergipe avançar”
18 anos do Bolsa Família são destacados pelo deputado João Daniel em sessão da Câmara