Aracaju, 3 de agosto de 2021

A propina da vacina

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Por Adiberto de Souza *

Milhares de brasileiros morrendo de coronavírus e criminosos dentro do governo exigindo propina para comprar vacinas contra a doença. Em sendo verdadeira essa denúncia de que altos servidores do Ministério da Saúde cobraram dinheiro por fora para comprar o imunizante AstraZeneca, será o fim da picada. Não adianta agora o governo Bolsonaro se apressar em exonerar apenas um acusado de exigir propina, pois um negócio sujo, da ordem de milhões de dólares, não é feito por uma única pessoa. E mais: esse tipo de malandragem é arquitetado por gente graúda, com costas quentes no governo e no Congresso, que não teme punição. Tomara que a CPI da Covid instalada no Senado puxe o fio desse novelo criminoso, chegue a todos os envolvidos nesse propinódromo da morte. Será uma forma de homenagear os mais de 500 mil brasileiros e brasileiras vítimas daqueles que exigiram propinas para comprar as salvadoras vacinas. Só Jesus na causa!

Deputado na UTI

O deputado federal Valdevan Noventa (PL) segue internado na UTI do Hospital Leforte Liberdade, em São Paulo. Segundo a assessoria do parlamentar, ele foi submetido a diversos exames como o de angiotomografia coronariana. “O paciente está clinicamente bem, não apresenta mais dores torácicas, seguindo em vigilância, monitorizado, sem nenhuma intercorrência”, informa o último boletim médico. Valdevan foi internado segunda-feira passada, após ter sentido fortes dores no peito. Desejamos melhoras!

Quem é o sétimo?

O site Nenotícias, do deputado Gilmar Carvalho (PSC), faz a seguinte indagação: Quem é o 7º parlamentar, entre os que assinaram o requerimento propondo a abertura da CPI da Covid na Assembleia? O próprio portal publica os nomes de Rodrigo Valadares, Gilmar Carvalho, Kitty Lima, Georgeo Passos, Samuel Carvalho, Iran Barbosa e concluiu com uma “?”. Procurado para decifrar o enigma, o deputado Georgeo Passos (Cidadania) disse que o anônimo pediu para só ele mesmo divulgar que teria assinado o requerimento. “Mas Gilmar sabe quem é, pois quando ele assinou, viu quem foi o sétimo”, diz Passos. Marminino!

Apague a luz

Agora em julho a bandeira tarifária vermelha da conta de luz será reajustada em exagerados 52%. Isso significa dizer que a danadinha passará dos atuais R$ 6,24 para R$ 9,49 a cada 100 kWh consumidos. Segundo o governo Bolsonaro, o motivo do aumento é obrigar o cidadão a economizar energia elétrica. A continuar com esses reajustes absurdos na conta de luz, as famílias pobres, que já usam fogão à lenha por causa do preço do gás de cozinha, voltarão à época do candeeiro a querosene. Misericórdia!

Visita aliada

E quem deu com os costados, ontem, em Aracaju foi Carlos Lupi, presidente nacional do PDT. Veio ter uma conversinha sobre a pré-candidatura de Ciro Gomes à presidência da República com o deputado federal Fábio Henrique e o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira. Lupi prometeu retornar a Sergipe no final de julho, para conversar com os vereadores, presidentes das executivas municipais e dos movimentos populares ligados ao PDT. Em 2018, Ciro teve 148.526 votos no estado, ficando atrás de Jair Bolsonaro (310.310 votos) e Fernando Haddad (571.234 votos). Ah, bom!

Imagem arranhada

As constantes citações na imprensa sobre uma possível candidatura do conselheiro Ulices Andrade ao governo de Sergipe têm preocupado alguns técnicos do Tribunal de Contas do Estado. À boca miúda, eles afirmam que este clima de pré-campanha arranha a imagem do TCE, pois parece que o órgão pode ser usado politicamente em favor do conselheiro. Há quem entenda, contudo, que esse oba-oba em torno do nome de Ulices é provocado pelas lideranças políticas e que ele não pode fazer nada para impedir. Crendeuspai!

Lembrem-se deles

Não esqueça que sete dos oito deputados federais de Sergipe votaram a favor do indecoroso Projeto de Lei liberando as candidaturas de políticos fichas sujas, safados que roubam o dinheiro do povo. Entre os 345 parlamentares que aprovaram essa excrescência, estão os deputados federais Fábio Mitidieri (PSC), Laércio Oliveira (PP), Fábio Reis (MDB), Gustinho Ribeiro (SD), João Daniel (PT), Bosco Costa (PL), e Fábio Henrique (PDT). Lembre-se deles quando for às urnas em 2022. Danôsse!

Um pé no governo

O DEM está com um pé dentro do governo de Sergipe. Basta o empurrãozinho de uma alma bondosa para o partido entrar de corpo inteiro na gestão de Belivaldo Chagas (PSD). Maior prova desse namoro do DEM com o poder estadual são os rasgados elogios dos demistas ao governador. O último a levantar a bola do pessedista foi José Carlos Machado, presidente do partido em Sergipe. Segundo Machadão, existe a possibilidade de o DEM apoiar um candidato ao governo indicado por Belivaldo. Então, tá!

Viva a diversidade

Tramita na Câmara de Aracaju o Projeto de Lei propondo a inclusão de perguntas sobre gênero, orientação sexual e identidade de gênero nos serviços públicos da capital. Pela propositura, as repartições municipais serão obrigadas a incluir nas triagens e cadastramentos perguntas acerca do gênero, da orientação sexual e da identidade de gênero da população atendida. Autora da proposta, a vereadora Professora Ângela Melo (PT) afirma que a ideia é contribuir para a necessária reversão da invisibilidade da população LGBTQIA+. Supimpa!

Nas ondas do rádio

O rádio sempre fascinou os políticos, principalmente quando se aproximam as eleições. Mesmo fora do período eleitoral, muitos políticos recorrem à força das emissoras para se comunicar com a comunidade. Entre estes radialistas está o ex-senador Antônio Carlos Valadares (PSB). Todos os domingos, ele pilota o programa “Domingo Bom”, na rádio Tropical/FM de Simão Dias. Das 8h30 às 10h, Vavá toca música, fala de política e de otras cositas mas. Home vôte!

Recorte de jornal

Publicado no jornal aracajuano Diário da Manhã, em 30 de março de 1914.

* É editor do Portal Destaquenotícias

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Advogada orienta empresas e órgãos sobre sanções na LGPD
Acordão não garante vitória
Maternidade e pandemia: como conciliar os desafios e o retorno ao trabalho
Governador assina decretos para atrair novas empresas ligadas ao setor de gás