Aracaju, 3 de agosto de 2021

Deputado Bosco Costa é flagrado cobrando cargo à ministra de Bolsonaro. “Sim ou não”

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O site O Antagonista, divulgou na tarde desta sexta-feira (02) um áudio que seria do deputado federal Bosco Costa (PL/SE) que estaria cobrando cargos da ministra chefe do governo, Flávia Arruda.

Segundo O Antagonista, Bosco Costa enviou um áudio a um assessor da ministra chefe da secretaria do governo Flávia Arruda, filiada do mesmo partido do deputado. Ela é casada com o ex-governador do distrito federal José Roberto Arruda, condenado por corrupção.

No áudio, a parlamentar cobra a concretização e uma indicação dele (Bosco) para a superintendência da Secretaria de Patrimônio da União (SPU) em Sergipe e ameaçou deixar inclusive de apoiar o governo Bolsonaro, caso não seja atendido.

No áudio, Bosco Costa garante que as indicações feitas por todos os deputados de Sergipe estão saindo, menos dele.

Busco Costa confirmou ao antagonista a autenticidade do áudio afirmando que havia sido feito em entendimento entre ele e o então ministro da secretaria de governo Luiz Eduardo Ramos, hoje da Casa Civil. “Eu quero uma posição de ‘sim’ ou ‘não’. Eu não vou esperar muito tempo por essa situação, que está me constrangendo lá no estado. E eu preciso resolver de uma forma ou de outra: ou sou governo ou não sou governo”, acrescenta, em evidente tom de chantagem.

Questionado se ele não entende que essa postura é o “toma lá, dá cá” escancarado. Com a mesma tranquilidade com que gravou o áudio para o assessor do Planalto, ele respondeu: “Não, não é bem isso. É uma questão de entendimento. Eu sempre fui político, sou político, me orgulho muito de ser político, mas eu nunca ‘fui governo’ pelo toma lá, dá cá. É pela questão do acerto. Eu defendo a tese de que ‘se eu não acertei, eu não tenho nenhum compromisso’.”

Com informações de O Andagonista

https://www.oantagonista.com/brasil/exclusivo-o-audio-que-escancara-o-toma-la-da-ca-no-governo-bolsonaro/

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Advogada orienta empresas e órgãos sobre sanções na LGPD
Acordão não garante vitória
Maternidade e pandemia: como conciliar os desafios e o retorno ao trabalho
Governador assina decretos para atrair novas empresas ligadas ao setor de gás