Aracaju, 3 de agosto de 2021

WhatsApp Pay: entenda como o novo recurso pode impactar os negócios

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O WhatsApp é um aplicativo já bastante conhecido e utilizado entre os brasileiros. A novidade agora é que, além da habitual troca de mensagens, fotos e arquivos entre outras funcionalidades, a ferramenta passa a disponibilizar um novo recurso para transações como transferências ou pagamentos.

A novidade já está disponível no Brasil desde o dia 30 de março após aprovação do Banco Central e promete impactar o mundo dos negócios. Para quem ainda não conferiu o serviço, basta atualizar o aplicativo. Como a opção “Pagamentos” será liberada gradualmente, os usuários com a função ativada podem convidar os amigos e familiares para utilização do serviço, assim como os bancos parceiros apresentarem a novidade aos clientes.

Como muitas empresas também utilizam o WhatsApp para vender mais, o novo recurso também pode impactar o mundo dos negócios. Para o professor da Universidade Tiradentes Mário Eugênio de Lima, o WhatsApp é uma das melhores ferramentas para aumentar as vendas e automatizar o atendimento ao cliente.

“Com o advento da pandemia, essa ferramenta se tornou uma importante aliada para os negócios. Ela é prática, rápida, de amplo acesso e o envio dessas mensagens somado aos recursos multimídias permite que seja criada uma relação mais próxima com os consumidores”, declara o docente.

Para o especialista, antes de colocar em prática a novidade é fundamental entender e dominar a ferramenta e seus recursos para obter êxito nas vendas.

“Penso que alguns empreendedores podem não estar utilizando ainda este recurso como uma ferramenta no mundo dos negócios. Isso deve estar acontecendo porque é normal as pessoas misturarem conta pessoal e profissional. Isso é uma falha porque não se cria uma rotina de atendimento ao cliente de forma correta”.

Mário Eugênio afirma que o recurso certamente poderá impactar nos negócios.”Isso só acontecerá em quem tiver pleno domínio de seu uso. Ela pode ser usada para concretização de vendas, fidelização de clientes, divulgação de produtos e serviços. Mas é importante levar em consideração a necessidade de se ter cuidado com a Lei Geral de Proteção de Dados para não ter problemas com os dados dos clientes”, enfatiza.

“Acredito que o sergipano irá aderir à medida que se sentir seguro com a plataforma. Com a pandemia, a adesão ao e-commerce aumentou muito, por isso esse novo recurso deverá ser incorporado também, pois é prático e de fácil acesso”, finaliza o especialista.

Assessoria de Imprensa

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Ana Patricia/Rebeca caem para dupla suíça. Brasileiras fizeram jogo equilibrado
Felipe Franco está namorando jogadora de vôlei: “Tenho uma nova força”
Martine Grael e Kahena Kunze conquistam a medalha de ouro na vela
Alison dos Santos conquista bronze nos 400m com barreiras nas Olimpíadas de Tóquio