Aracaju, 3 de agosto de 2021

ARACAJU PASSA VACINAR A POPULAÇÃO EM GERAL CONTRA INFLUENZA A PARTIR DE SEXTA

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O Ministério da Saúde orientou que os municípios passem a vacinar contra a gripe toda a população a partir dos seis meses de idade. Com isso, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), passar a seguir a orientação a partir desta sexta-feira, dia 9.

A campanha contra gripe, em Aracaju, está com 53% dos grupos que eram prioritários já vacinados, enquanto a meta para esse público-alvo inicial, no Brasil, está em torno de 40%, índice abaixo do esperado. Na capital sergipana, a campanha de vacinação contra influenza teve início em abril, imunizando gestante, puérpera, trabalhador de saúde e crianças de seis meses a menor de seis anos.

A coordenadora do Programa Municipal de Imunização, Ana Paula Vasconcelos, reforça a importância de se proteger contra a gripe, que é mais comum no inverno e, em especial, em meio à pandemia de coronavírus, para evitar que casos graves de doenças respiratórias ocupem os leitos dos hospitais.

“É necessário dar um intervalo mínimo de 15 dias entre a dose da vacina da covid-19 e a da influenza. Como as duas campanhas estão ocorrendo ao mesmo tempo, a orientação do Ministério da Saúde é que, nos grupos prioritários, a dose contra a covid-19 seja feita antes. A vacina da influenza não faz parte do calendário vacinal, isso significa que a oferta desse imunizante acontece apenas durante a campanha anual”, explica Ana.

Pontos de vacinação

As pessoas devem compareçam aos pontos de vacinação levando um documento de identificação com foto e CPF, comprovante de residência e o cartão de vacina.

Confira os pontos que estão vacinando contra a influenza, funcionando das 8h às 16h: Paróquia Sagrado Coração de Jesus (Grageru) e nas UBSs Antonio Alves (Atalaia); João Bezerra (Areia Branca); Niceu Dantas (Mosqueiro); Dona Jovem (Industrial); Augusto Cesar Leite (Conj. Santa Tereza); Elizabeth Pita (Santa Maria); Oswaldo Leite (Santa Maria); Humberto Mourão (São Conrado); Joaldo Barbosa (América); Fernando Sampaio (Ponto Novo); Maria do Céu (Centro); Ávila Nabuco (Médici); Madre Tereza (Jabotiana); Porto Dantas (Porto Dantas); Carlos Fernandes (Lamarão); José Quintiliano (Santo Antônio); Eunice Barbosa (Coqueiral); João Cardoso (José Conrado de Araújo); Renato Mazze Lucas (Santos Dumont); José Calumby (Jardim Centenário); e Carlos Hardman (Soledade).

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Advogada orienta empresas e órgãos sobre sanções na LGPD
Acordão não garante vitória
Maternidade e pandemia: como conciliar os desafios e o retorno ao trabalho
Governador assina decretos para atrair novas empresas ligadas ao setor de gás