Aracaju, 3 de agosto de 2021

Alessandro disputa o Governo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Diógenes Braynerdiogenesbrayner@gmail.com

O senador Alessandro Vieira (Cidadania) mantém inalterado o seu projeto de disputar o Governo do Estado em 2022. Sua decisão não terá recuo, embora ele evite comentários sobre isso. A convicção se ampliou com a participação como membro titular da CPI da Pandemia, que já chegou apurar corrupção praticada por aliados protegidos pelo presidente Jair Bolsonaro, sobre liberação de propinas para compra de vacinas e que agora chega ao processo à manha da “rachadinha” entre membros do Senado.

Delegado de Polícia, Alessandro tem se destacado entre os membros da CPI e elogiado por senadores importantes de partidos que atuam no mesmo processo, pelo seu estilo de interrogar os depoentes. Já houve até convites para ele deixar o Cidadania, que mexeu com a sua vaidade, mesmo que ele tenha recusado depois. Politicamente, o senador Alessandro não ofereceu um grande trabalho e nem aparece no que se refere à representação de Sergipe. Mas, em termos de atuações policialescas, dentro do modelo de interpelação aos depoentes, o senador tem demonstrado frieza suficiente para “arrancar” o que deseja e complicar aqueles que estão envolvidos na corrupção.

Politicamente ele não demonstra avançar no Estado, exatamente pelo seu estilo sisudo em excesso, que não agrada ao eleitor, apesar de ter sido eleito ao Senado mantendo esse mesmo comportamento. Boa maioria acha que ele foi beneficiado pelo pleito do momento, quando os candidatos tradicionais pediam votos para eles e sugeriam Alessandro como segunda opção. A estratégia deu um resultado que não se esperava e o delegado, com toda sua apatia, foi eleito ao lado de Rogério Carvalho (PT), onde ficarão até 2026.

Por coincidência, Alessandro e Rogério devem se enfrentar nas eleições de 2022, na disputa pelo Governo do Estado. Rogério é mais aberto com o seu projeto e conversa com lideranças políticas à exaustão, mantendo a força do partido a seu favor. Já Alessandro Vieira não expõe empatia. Reserva-se ao seu projeto e busca aliados muito próximos para entendimento e troca de ideias sobre seu projeto político. Quando citado em qualquer encontro de líderes, a opinião unânime é de que ele não repetirá “a sorte das eleições de 2018”

Um profissional de marketing bem sucedido em Sergipe, entretanto, acha que não se deve subestimar Alessandro, depois da sua atuação na CPI da Pandemia, da sua presença na mídia – rede Globo, Globo News e portais – onde ele tem se destacado com atuação serena e competente. É verdade que isso não atrai eleitores e nem desperta interesse a lideranças políticas, mas mexe com uma classe média que tem demonstrado preferência por aqueles que não expõem vícios que denigrem a ação política.

Alessandro não vai abalar estruturas eleitorais, mas pode surpreender mesmo distante de grupos políticos tradicionais que atuam no Estado.

Daniele tomará posição

A delegada Daniele Garcia (ainda Cidadania) deve trocar de partido. Conversa com o Podemos, Patriotas, PL e PSDB, mas o seu foco é o ninho tucano, mantendo composição com o senador Alessandro Vieira (Cidadania).

*** Daniele fez contatos inclusive com lideranças locais e nacionais, e pode se filiar para presidir o PSDB em Sergipe.

*** Daniele gostaria de filiar-se ao Patriotas, para compor com a vereadora Emília Corrêa, mas será difícil de acontecer em razão da vinculação a Bolsonaro.

Candidatura possível

Daniele está disposta a disputar mandato majoritário – Governo ou Senado – mais ainda dependerá do bloco que deverá comandar quando trocar de partido.

*** A delegada não pretende se desligar de Alessandro, mas não se mostra muito disposta a acompanhar a sua orientação política.

Essa vem quente

O ex-deputado federal Jerônimo Reis (MDB) pretende disputar as eleições de 2022 e já está colocando o seu nome à disposição da base aliada para compor a chapa majoritária.

*** Jerônimo quer disputar o Governo ou o Senado, mas também topa indicação para vice. Ele já vai iniciar conversas com lideranças sobre sua candidatura.

Edvaldo com Lupi

Na conversa que teve com o prefeito Edvaldo Nogueira, semana passada, o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, perguntou se ele seria candidato a governador em 2022.

*** Edvaldo manteve o que vem dizendo: seu nome está à disposição, mas prefere não declarar candidatura.

*** Acrescentou que está na base aliada do governador Belivaldo Chagas (PSD) e vai esperar a decisão do grupo.

*** Carlos Lupi disse que o PDT o apoia na decisão que ele tomar.

Sobre Luciano a vice

Em conversa de bastidores na Assembleia, o deputado Zezinho Guimarães (PL) disse que o presidente da Alese, Luciano Bispo (MDB), caso revele a pretensão de ser candidato a vice-governador do grupo, terá apoio da grande maioria dos deputados.

*** Fez uma ressalva: “menos do grupo de oposição, como Kitty Lima, Georgeo Passos, Dr. Samuel Carvalho e Iran Barbosa (PT)”.

Mitidieri e cirurgia

O deputado Fábio Mitidieri (PSD) passa por procedimento cirúrgico hoje em Brasília e “vou ficar de molho por uns 30 dias”. Vai retirar sobra de pele, decorrente da bariática a que se submeteu.

*** Disse ontem que “nesse momento, minha cabeça está somente pra saúde. Mas tenha certeza que quando eu retornar, vamos retomar as conversas políticas”.

*** Acrescentou que “o governador Belivaldo é o líder maior e sabe conduzir com maestria nosso agrupamento”.

Heleno e legenda

O ex-deputado federal Heleno Silva (Republicanos) vai conversar com lideranças políticas, amanhã, e tratar sobre a o seu futuro político partidário.

*** A possibilidade de Heleno permanecer no Republicanos depende de André Moura filiar-se ao partido e presidi-lo em Sergipe.

*** Caso contrário Heleno não permanecerá na sigla…

Pós Pandemia

O ex-senador Eduardo Amorim (PSDB), como médico, diz que a pandemia escancarou a fragilidade do nosso sistema público de saúde

*** – Especialmente no tocante à disponibilidade de leitos de UTI. É preciso pensar também no pós-pandemia, sugeriu.

Conceito B

O governador Belivaldo Chagas (PSD) está feliz com o equilíbrio fiscal implantada em Sergipe com o avanço do conceito de C para o B na classificação de reconhecimento da Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

*** E declarou: “Já pensou eu passar o Estado para o meu sucessor com o conceito B? Será uma grande alegria”!

Política no cardápio

Lideranças políticas se encontram para conversas em almoços. Sexta-feira passada três mesas revelavam isso no restaurante Sollo, na praia de Aruana.

*** Em uma das mesas estavam o ex-senador Eduardo Amorim (PSDB) conversava com o ex-prefeito Valmir de Francisco (PL) e o atual prefeito Adailton Sousa (PL).

*** Em outra mesa almoçavam o deputado federal Laércio Oliveira (PP), Fernando, diretor da Multserv, e o deputado estadual Luciano Pimentel (sem partido).

*** Na terceira mesa o deputado federal Bosco Costa (PL) estava com um convidado. Em todas elas o cardápio ofereceu política no prato principal e na sobremesa.

Forma o bloco

O ex-prefeito de Itabaiana (PL) disse que almoçou com Eduardo Amorim (PSDB) e tratou do mesmo que conversou anteriormente

*** Disse-lhe que está trabalhando a sua candidatura a governador do Estado e que forma um bloco com esse objetivo.

Ulices não comenta

O conselheiro do Tribunal de Contas, Ulices Andrade, admite que é incompatível o cargo que ele ocupa e a política partida: “só vou trata disso (de candidatura) se por acaso tiver disposição, lá para 2022. Aí me descompatibilizo e saio do Tribunal”.

*** – Não quero tratar de política enquanto conselheiro, porque não pega bem, compromete uma instituição, não é bom para meus colegas, e eu não quero isso, disse.

*** – Quero continuar com esse conceito: enquanto conselheiro não quero tratar publicamente de política, porque sou proibido terminantemente de fazer política partidária, conclui Ulices.

Ricardo e mudança

O vereador Ricardo Marques (Cidadania) entende que a mudança na política passa pela educação e uma nova mentalidade da sociedade.

*** Durante vídeo, ele diz que “seu objetivo maior é mostrar que as escolhas são nossas, não daqueles que já estão no poder há anos”.
*** E sugere: “faça parte de uma geração que não aceita ser manipulada por migalhas”.

A verdade chega

O senador Rogério Carvalho (PT) disse que em meio ao genocídio e esquemas de corrupção envolvendo dinheiro de vacinas, Governo Bolsonaro desmancha e perde apoio popular.

*** – Aliás, como ocorre com tudo que não é real, com tudo que é mito. A verdade sempre chega!

Valadares e inflação

O ex-deputado Valadares Filho diz que o bolso dos mais pobres tem sido atingido em cheio pela inflação.

*** – Além da prorrogação do auxílio emergencial efetivada, o governo e o congresso precisam discutir o retorno do valor de 600 reais pago anteriormente.

Um bom bate papo

Novos aumentos – A Petrobras anunciou que os preços da gasolina, do diesel e do gás de cozinha vão subir a partir de hoje.

João Dória – Ultrapassamos 26 milhões de doses da vacina em SP e mais de 20 milhões de pessoas vacinadas com a primeira dose contra o Covid-19 em SP.

Paulo Pimenta – Atenção: Bolsonaro é incluído na lista de maiores “predadores da liberdade de imprensa” do mundo.

Leonardo Attuch – Resumo do dia: Bolsonaro ladrão de salário de assessor, Lula beliscando a vitória em primeiro turno e o golpe contra Dilma reconhecido por ministro do STF.

Roberto Freire – “É típico do baixo clero”, diz Roberto Freire (Cidadania), sobre acusação de rachadinha de Bolsonaro.

Francisco Castro – Alberto Fraga se afasta dos Bolsonaro depois que a mulher dele morreu de Covid-19. Eles eram amigos há mais de 40 anos.

Ciro Gomes – Será que as definições ‘esquerda’ ou ‘direita’ servem para definir Ciro? Ou são usadas apenas para manter os brasileiros prisioneiros de uma ou outra ideologia?

Revista Fórum – Guedes, que quer dar restos de comida de ricos para pobres, anuncia doação de peso: 148 agasalhos.

Ideli Salvatti – “Não queremos mais ódio. Atos de violência não contribuem para nossas causas”, diz Suplicy sobre briga entre PCO e PSDB.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

PMA convoca candidatos para procedimento de heteroidentificação
Trabalhadores nascidos em fevereiro podem sacar auxílio emergencial
Inscrições para o Sistema de Seleção Unificada, Sisu, começam hoje
Bolsonaro lança programa que levará água potável a escolas do Nordeste