Aracaju, 2 de agosto de 2021

Alunos do Atheneu realizam campanha para doação de livros

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Objetivo é arrecadar 500 livros, que serão doados a jovens carentes e a bibliotecas

Cerca de 10 alunos do Centro de Excelência Atheneu Sergipense, unidade que oferta do Ensino Médio em Tempo Integral, em Aracaju, se organizaram para promover a campanha #DoeComZelo, uma campanha de arrecadação de livros com o objetivo de democratizar o acesso à leitura para os jovens. A ideia nasceu da Zebos, uma startup social do Laboratório de Educação e Aprendizagem Digital (LEAD) do Atheneu, da qual os estudantes fazem parte. Coordenados pelo professor Yuri Norberto, os alunos são incentivados a darem os primeiros passos no empreendedorismo. Até o momento já foram arrecadados cerca de 115 livros, mas a meta é que esse número chegue a 500.

“O LEAD é um laboratório de inovação e criatividade. Temos parceria com a plataforma Alura com os cursos de Programação, Marketing e Produção de Conteúdo. Ao longo dos cursos, além das aulas, eles são mentorados por profissionais e, no final do semestre, devem apresentar um Mínimo Produto Viável. A Zebos é uma ação do time de marketing, que foi mentorada por representantes da Pérola Joias e Magazine Luiza”, explicou o professor Yuri Norberto.

Quem quiser doar pode levar qualquer tipo de livro ao Centro de Excelência Atheneu, às sextas-feiras, das 8h às 13h, ou ainda em qualquer unidade da Pérola Jóias (Aracaju/Lagarto). Todas as ações podem ser vistas através do Instagram @zebos.se.

A aluna Fernanda de Andrade Oliveira, do 2º ano do ensino médio em tempo integral, destaca que podem ser doados quaisquer tipos de livros. “Além de locais de caridade, vamos doar para escolas com carência nas bibliotecas. A leitura abre muitas portas. Como aluna de escola pública e sabendo como o acesso à cultura é difícil e limitado, eu enxergo essa ação como algo maravilhoso que vai trazer para os jovens a oportunidade de mudarem suas vidas”, declarou.

Já o aluno Raphael Matos da Silva Gonçalves, também do 2º ano, destacou que a Zebos começou como uma ideia para ajudar as pessoas no desenvolvimento do conhecimento. “Visto que há muitos adolescentes que gostariam de ter acesso à leitura, porém não conseguem por conta da sua renda, vejo essa iniciativa como uma ação necessária, que deveria ser feita e propagada com mais frequência, pois estamos ajudando a dar oportunidade ao próximo”, afirmou.

Assessoria de Comunicação da SEDUC

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Motorista perde o controle da direção e bate o carro em pé de coqueiro em Aracaju
Médicos apontam aumento da miopia durante a pandemia
Trabalhadores nascidos em janeiro podem sacar auxílio emergencial
Impostômetro atinge a marca de R$ 1,5 trilhão em tributos federais, estaduais e municipais