Aracaju, 4 de agosto de 2021

Socioeducandos da Fundação Renascer recebem imunização contra Covid-19 e H1N1

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Ação foi articulada entre a Coordenação de Saúde da Renascer e secretarias municipais de Saúde de Aracaju e de Nossa Senhora do Socorro

Ao longo da última semana, duas campanhas de vacinação imunizaram adolescentes acolhidos nas cinco unidades socioeducativas da Fundação Renascer. Em continuidade à campanha de imunização contra a Covid-19, foram aplicadas mais 40 vacinas em duas unidades, entre a primeira e a segunda dose da Coronavac. Até o momento, 99 adolescentes foram imunizados contra a Covid-19; e 66 jovens de três unidades foram vacinados contra a H1N1. A ação foi articulada entre a Coordenação de Saúde da Renascer e as secretarias municipais de Saúde de Aracaju e de Nossa Senhora do Socorro.

Os jovens acima de 18 anos em privação de liberdade são grupo prioritário, conforme o Plano Nacional de Imunização (PNI) contra a Covid-19. Na Unidade Feminina – Unifem, duas socioeducandas do grupo de gestantes e puérperas receberam a primeira dose da Coronavac contra a Covid-19. Já na Comunidade de Atendimento Socioeducativo Masculino – Casem, 38 socioeducandos receberam a segunda dose da vacina – a primeira dose foi aplicada na unidade no mês de maio.

Já na vacinação contra a H1N1, foram imunizados 66 jovens, sendo: 25 na Unidade Socioeducativa de Internação Provisória – USIP; 16 na Comunidade de Atendimento Socioeducativo São Francisco de Assis – Case I; 16 na Comunidade de Atendimento Socioeducativo Semiliberdade – Case II; três na Unifem; e seis jovens acolhidos no Anexo Casem, espaço que recebe adolescentes para encaminhamento às unidades.

A vacina da gripe, oferecida gratuitamente pelo SUS através das secretarias municipais de Saúde, é conhecida como trivalente, protegendo contra diferentes grupos do vírus Influenza: H1N1, H3N2 e Influenza tipo B. A enfermeira da Renascer, Eleonora Bastos, acompanhou a ação e disse que “receber a imunização contra a Covid-19 e a gripe representa a efetivação dos direitos dos adolescentes privados de liberdade”. De acordo com ela, as vacinas ajudam a prevenir complicações na saúde desses jovens. “É um ato de proteção para todos”, completou a enfermeira.

A importância da vacinação para a saúde dos adolescentes que passam pelo período de ressocialização foi ressaltada também pelo presidente da Fundação Renascer, Wellington Mangueira, que agradeceu pela ação realizada pelas secretarias municipais de Saúde. “A Fundação só tem a agradecer a todos os profissionais da Saúde que estão à frente dessas ações de imunização. Deixo aqui meus sinceros agradecimentos, ciente do papel fundamental que desempenham na proteção às vidas de todos, nesse caso especifico, dos nossos adolescentes”, concluiu Wellington Mangueira.

Fonte e foto assessoria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Com mais 6.208 vacinados, Aracaju soma 350.034 pessoas imunizadas contra a covid-19 na capital
Energisa com inscrições abertas para o programa Jovem Aprendiz
Prefeitura organiza espaços para food trucks em orlas da capital
Luciano solicita recuperação asfáltica, sinalização para SE-265