Aracaju, 3 de agosto de 2021

Nomeação de Zeca e dilúvio

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Diógenes Braynerdiogenesbrayner@gmail.com

A indicação do ex-deputado Zeca da Silva para secretário executivo da Secretaria Geral do Governo (Segg), já aceita por ele, provocou um dilúvio nas redes sociais e explodiu em comentários entre lideranças políticas em todo o Estado. Uma bomba! O crédito do convite para o cargo, foi bem avaliado por unanimidade e sem admitir dúvidas teria sido do ex-deputado federal André Moura (PSC), a quem politicamente Zeca é ligado.

O portal NE Notícias informou: “Urgente! Belivaldo fecha aliança com André Moura e começa a romper com o PT”. O rompimento seria a exoneração de Silvio Santos (PT) do cargo de secretário geral da vice-governadora Eliane Aquino (PT).  Sobre a questão de Silvio, uma outra postagem desmente: “Não é verdade que Silvio Santos tenha sido exonerado por conta disso. Silvio já tinha solicitado de Eliane Aquino a sua exoneração há cerca de 30 dias”.

O convite a Zeca encheu os grupos de opiniões pessoais muito boas para ele. A maioria aprovou a escolha e os comentários superaram em termos de elogios ao trabalho do ex-deputado, como se desse apoio à sua indicação pelo o Governo. Zeca foi vereador por Aracaju e deputado estadual. Exerceu este último mandato ao lado do governador Belivaldo Chagas. São amigos desde esse tempo e o trabalho que vai exercer não oferece sinais de amparo político, mas até de atuar para valer junto à Secretaria Geral do Governo, que tem à frente José Felizola Filho.

Zeca da Silva não vai assumir agora, primeiro precisa se desligar de cargo de conselheiro na Assembleia Legislativa

Dois minutos após a divulgação do convite a Zeca para exercer a função de secretário executivo da Segg, o telefone do deputado federal André Moura não parou de tocar em Brasília, onde ele se encontra. Uma verdadeira loucura. Ontem, no final da tarde, André atendeu a telefonema do colunista já sorrindo muito, e admitiu que “sabia da pergunta sobre a indicação, porque teria sido a razão de ligações anteriores”.

O ex-deputado disse que aplaudia muito o convite de Belivaldo feito a Zeca, admitia que fora uma boa escolha e que o novo secretário executivo seria importante para o Governo pelo seu estilo sério de assumir o cargo: “Zeca é responsável e bom no que faz,” elogiou André. Sobre posição política, André Moura disse que ainda está conversando com o seu grupo, para decidir se será mesmo candidato ao Senado ou a deputado federal. Só depois de uma definição do bloco é que adotará suas posições.

Estratégia petista

O Partido dos Trabalhadores mantém a estratégia de furar o bloqueio da base aliada, para ter o apoio do governador Belivaldo Chagas (PSD) à candidatura de Rogério Carvalho ao Governo.

*** As conversas são frequentes e o PT manterá trabalhando para ter o governador ao seu lado e assegurar o fortalecimento do grupo.

*** A estratégia não consegue força dentro da base aliada, em razão de divergências, que já se tornaram profundas, exatamente com os petistas.

Nega convite

O governador Belivaldo Chagas, em entrevista a Narciso Machado, disse que um intermediário de Lula da Silva ofereceu-lhe a vaga para o Senado.

*** Belivaldo recusou e disse que não será candidato a “absolutamente nada” e que vai concluir o seu mandato.

*** Sobre a indicação de candidato ao Governo, Belivaldo reafirma que não tem pressa e que “se não quiserem esperar podem se reunir e lançar candidatura como quiserem”.

Ulices cresce

O nome do conselheiro Ulices Andrade começa a crescer dentro da base aliada, mesmo que esteja tratando de uma provável candidatura muito discretamente.

*** Alguns deputados falam abertamente que Ulices é o que tem melhores condições, pela sua experiência política.

Jackson é candidato

O ex-governador Jackson Barreto (MDB) é candidato a deputado federal e está em ação junto a lideranças políticas de Aracaju e de cidades do interior. Não haverá recuo…

*** Jackson, entretanto, está decidido: votará no ex-presidente Lula em razão de sua posição de esquerda e contra Bolsonaro, mas não por causa da PT.

Amorim é candidato

O senador Eduardo Amorim (PSDB) disse na segunda-feira, em entrevista a Luís Carlos Focca, que decidiu disputar, “sem nenhuma dúvida”, o Senado em 2022.

*** Acrescentou que já conversou com o partido que lhe solicitou a candidatura.

*** Diante da exposição de outros nomes que disputarão com ele, Eduardo foi objetivo: “o povo que decida. É simples: o povo que vai decidir”.

Romper com André?

Quanto a um rompimento com o ex-deputado André Moura (PSC), Amorim disse que “depois da eleição cada um seguiu seu caminho. Eu voltei para a minha medicina e estou nos centros cirúrgicos”.

*** Eduardo admitiu que o ex-prefeito Valmir de Francisquinho será candidato a governador, “é uma grande novidade, uma grande esperança para Sergipe. Será algo diferente”.

*** Com a chapa Valmir Governo e Eduardo Senado, ele disse que “com certeza seria algo muito diferente, porque cada eleição teria um viés de novidade”, disse.

Pleito distante

Um experiente analista político disse ontem que a distância do pleito para sucessão estadual é grande e não permite que ninguém se auto declare candidato.

*** Acha que tudo depende de trabalho, potencial, e conjuntura política para escolha e indicação, o que requer tempo e reflexão para chegar ao melhor nome.

*** O presidente regional de um partido político acha que existe muita conversa e pouca decisão sobre sucessão. O governador Belivaldo Chagas é quem bate o martelo final.

Posição de Ricardo

O vereador Ricardo Marques (Cidadania) diz que a Prefeitura de Aracaju respondeu, a um dos “nossos requerimentos”, que a obra do corredor da Hermes Fontes está finalizada.

*** E pergunta: “quê você acha? Você está satisfeito com aquela obra?”

*** Ricardo é um nome que aparece forte para disputar vaga de deputado estadual pelo Cidadania. Faz um trabalho parlamentar diferente.

Nome para Senado

Comentários ainda leves, mas insistentes: “O ex-senador Valadares (PSB) se anima para disputar o Senado na chapa liderada por Rogério Carvalho (PT) ao Governo”.

*** Valadares não fala no assunto, mas aliados seus anunciam que ele é um nome citado nos entendimento que o PT e PSB mantêm para composição nacional.

*** A candidatura de Valadares pode até dar xabu, mas Valadares Filho deve ser o vice ou candidato a deputado federal.

A quem protege?

O senador Rogério Carvalho (PT), perguntou, na CPI da Pandemia, ontem à servidora do Ministério da Saúde, Regina Célia, indicada pelo líder do Governo Bolsonaro, Ricardo Barros, quem ela estaria protegendo?

*** – Alertei que a pessoa que está sendo protegida, pode ter imunidade mas ela está colocando sua própria cabeça em risco.

Alteração de modelo

Rogério Carvalho denuncia, ainda, que o Governo Bolsonaro alterou o modelo de compras estabelecido pelos governos anteriores.

*** – Antes os contratos eram firmados com o fornecedor ou via OMS, mas agora tudo é fechado com intermediário, que geralmente é uma empresa em paraíso fiscal.

Um bom bate papo

Fábio Paiva Fagundes – Sindicalista denuncia que “bandidos” armam venda dos Correios para empresário ou prepostos de empresário aliado de Bolsonaro.

Poder360 – O PSD é o partido que mais ganhou deputados em trocas na Câmara desde 2002. Filiou 82 políticos com mandato eleitos por outras legendas.

Band jornalismo – Já está valendo o novo aumento da gasolina, do diesel e do gás de cozinha nas refinarias e distribuidoras.

Miranda Sá – Por que o Governo Bolsonaro esnobou as ofertas diretas da Pfizer, mas negociava com intermediários compra desta vacina?

Renato Souza – Leite em pó quase R$ 20. Acabei de tirar a foto no mercado. Isso na periferia de Brasília, imagina no centro. Bem-vindos à Venezuela.

Pedro Ronchi – Vem ai o ministro terrivelmente evangélico para o STF, André Mendonça, que vai ficar 26 anos no cargo fazendo coisas terríveis.

Revista Fórum – Mais de 100 mil pessoas enviaram e-mail a Lira pedindo abertura de impeachment contra Bolsonaro.

Revista Forum – Presidente da Câmara tem afirmado que “não há justificativa” para abrir processo contra o titular do Planalto, mesmo diante de denúncias de inúmeros crimes

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

PMA convoca candidatos para procedimento de heteroidentificação
Trabalhadores nascidos em fevereiro podem sacar auxílio emergencial
Inscrições para o Sistema de Seleção Unificada, Sisu, começam hoje
Bolsonaro lança programa que levará água potável a escolas do Nordeste