Aracaju, 3 de agosto de 2021

Vice-prefeita vê melhoria de vida da população com as obras entregues

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

“Entregar duas escolas e uma praça numa única semana reflete o nosso compromisso com Aracaju”. É assim que a vice-prefeita Katarina Feitoza resume a entrega de três importantes obras na capital esta semana: as da inauguração das Escolas Municipais de Ensino Fundamental (Emef) Dom José Vicente Távora e Carvalho Neto e a da reurbanização da praça Princesa Isabel.

Juntas, as intervenções somam mais de R$ 7 milhões, contemplam diretamente 1.600 alunos, milhares de famílias e toda uma comunidade. Esse resultado, para a vice-prefeita, é o objetivo principal das ações da administração. “Todos os projetos, sejam de obras ou de serviços, estão focados num salto de qualidade de vida dos aracajuanos. Isso está muito definido em nosso planejamento”, afirma.

Katarina esteve ao lado do prefeito Edvaldo em todas as inaugurações dessas obras e deixa claro o quanto acredita que elas serão diferenciais na vida das pessoas. “Acreditamos muito no poder transformador da educação, que, com essas duas novas escolas, ganha mais fôlego e perspectiva. Assim como as praças são fundamentais para a socialização e o lazer da população”, justifica Katarina.

A reurbanização da praça Princesa Isabel, no bairro Santo Antônio, onde Katarina foi criada, teve um significado especial para a vice-prefeita. “Foi uma grande alegria participar da entrega dessa praça como vice-prefeita de Aracaju, porque cresci aqui no Santo Antônio, brincando muito com meus primos nessa praça, onde construí muitas memórias e espero que continue acontecendo com diversas gerações de aracajuanos”, destaca.

Para ela, as entregas marcam um momento importante de retomada, num cenário de enfraquecimento da pandemia e avanço da vacinação. “A inauguração das escolas, por exemplo, não por acaso ocorreu agora, quando nos preparamos para a volta das aulas presenciais, porque são equipamentos que vão fomentar o ensino, o gosto pela aprendizagem e o contato social, após tantos meses de aulas online”, argumenta Katarina Feitoza.

Obras

A Escola Municipal Dom José Vicente Távora teve o prédio antigo demolido e foi totalmente reconstruída, recebendo uma estrutura com 12 salas de aula, biblioteca, laboratório de ciências, salas de dança, de vídeo e música. Tudo adaptado às normas de acessibilidade para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

Já na Carvalho Neto, que foi completamente modernizada, tendo o tamanho duplicado, foi construído um piso superior, além de novas salas de aula e de informática, quadra poliesportiva, biblioteca, departamentos administrativos e refeitório. O prédio também segue as normas de acessibilidade para pessoas com deficiência ou mobilidade reduzida.

A praça Princesa Isabel recebeu nova pavimentação em concreto; piso tátil; 46 bancos de concreto, 20 postes de iluminação decorativa e um novo projeto paisagístico. As duas obras das escolas tiveram investimento com recursos próprios do município e a da praça recebeu recursos federais.

Foto: Jâmisson Souza

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Advogada orienta empresas e órgãos sobre sanções na LGPD
Acordão não garante vitória
Maternidade e pandemia: como conciliar os desafios e o retorno ao trabalho
Governador assina decretos para atrair novas empresas ligadas ao setor de gás