Aracaju, 2 de agosto de 2021

Fonoaudióloga  do Huse alerta para prevenção do câncer de cabeça e pescoço

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Julho é o mês de conscientização da população sobre a prevenção e diagnóstico precoce do câncer de cabeça e pescoço. Pensando nisso, a fonoaudióloga responsável pelo ambulatório de Fonoaudiologia na Oncologia do Hospital de Urgências de Sergipe Governador João Alves Filho (Huse), Margareth Andrade, faz um alerta a população sobre a seriedade da doença e objetiva diminuir as taxas de diagnóstico tardio que ocorrem, atualmente, em torno de 60% dos casos, com impacto negativo na sobrevida do paciente.

“Nosso objetivo é disseminar informação, identificar e encaminhar precocemente o paciente para avaliação e reabilitação fonoaudiológica. Independente da forma de tratamento, seja ele cirúrgico, radioterapia ou quimioterapia pode cursar com sequelas importantes na respiração, na visão, na mastigação, na deglutição, na voz, na fala, na audição, na respiração e também pode causar deformidades estéticas, além de consequências econômicas e emocionais, impactando a vida do paciente e família”, explicou a fonoaudióloga.

Geralmente esses tipos de tumores acometem mais homens entre 50 e 60 anos, porém nas últimas décadas houve o aumento entre mulheres e jovens, relacionados aos seus principais agentes causadores, como explica a fonoaudióloga Margareth Andrade. “Os principais fatores de risco são os cigarros, charutos, cachimbos, cigarro eletrônico, narguile, maconha, álcool, sexo oral sem uso de camisinha pela transmissão do vírus HPV, além da exposição à poeira de madeira, colas, agrotóxicos, traumas repetidos na boca como uso de próteses mal adaptadas e má higiene da boca podem causar o câncer de cabeça e pescoço”, enfatizou.

A Sociedade Brasileira de Cirurgia de Câncer de Cabeça e Pescoço (SBCCP) criou a campanha para prevenção da doença há 5 anos em função do Dia Mundial do Câncer de Cabeça e Pescoço, celebrado em 27 de julho. Juntamente com a Associação Brasileira de Câncer de Cabeça e Pescoço, representante da sociedade civil, com diferentes setores da sociedade realizam diversas ações neste mês em todo o Brasil, e em Sergipe não ocorre diferente.

“O Huse aderiu a campanha e segue iluminado de verde durante o mês de Julho com intuito de chamar atenção da população sergipana para a prevenção e diagnóstico precoce desse tipo de câncer. O tema da campanha deste ano: “o câncer tá na cara, mas as vezes você não vê” deixa o alerta: massa ou nódulo no pescoço, ferida na boca que não cicatriza, rouquidão persistente por mais de 15 dias, dor ao engolir, manchas brancas ou avermelhadas na boca, halitose, dificuldade para engolir consulte logo o médico”, pontuou Margareth Andrade.

Fonte e foto assessoria

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Batata-doce é cultivada no Alto Sertão com irrigação pública
Em Aracaju, 16,4 mil pessoas estão aptas a receber 2ª dose de AstraZenca e Pfizer
“Somos ricos em gás e minérios e referência para o país agora e nos próximos anos”, diz Belivaldo
No próximo sábado vai ter Fora Bolsonaro na Feira do município de Siriri