Aracaju, 5 de agosto de 2021

Município de Aracaju soma mais 5.023 pessoas vacinadas contra covid-19

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A cada dia de vacinação contra a covid-19, Aracaju avança e se aproxima mais do objetivo primordial da campanha: proteger toda a população. A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), segue com a logística cuidadosamente articulada para facilitar o acesso dos aracajuanos aos pontos de vacinação e, nesta segunda-feira, 12, mais 5.023 pessoas receberam a vacina.

Com os números registrados no dia de hoje, a capital sergipana passou a somar o total de 306.605 pessoas vacinadas contra a doença causada pelo coronavírus, o que representa 46,11% da população.

Nesta segunda, a campanha de vacinação seguiu contemplando cidadãos de 34 anos, além dos grupos já agregados, como gestantes e puérperas, pessoas com comorbidades, profissionais da saúde, educação, forças de segurança e do transporte público, além da aplicação da segunda dose nas pessoas aptas a completarem o ciclo vacinal.

Vidas preservadas

O grande e principal intuito da vacina contra covid-19, como vem sendo reforçado, é evitar o agravamento da doença ou mortes em decorrência dela, portanto, a imunização é imprescindível para preservar vidas.

Ao se dirigir à Unidade Básica de Saúde (UBS) Oswaldo Souza, no bairro Getúlio Vargas, para tomar a segunda dose da vacina, Maria José Alves Ribeiro Santos se emocionou ao recordar o luto vivido na pandemia.

“Perdi três pessoas da minha família para a covid-19 e é muito difícil falar sobre isso, sobretudo quando vemos pessoas que ainda desconsideram a importância da vacina. Hoje, sou muito grata por estar viva e poder receber a segunda dose da vacina, mas sinto pelas pessoas que se foram. As pessoas precisam compreender que é bom ter fé em Deus, mas que ele também trabalha por meio da ciência, então, confiem na vacina”, destaca Maria José.

A dualidade de sentimentos também atravessou a advogada Ana Marline Monteiro Souza. “É um alívio muito grande, mas, ao mesmo tempo, também sinto uma tristeza de igual tamanho por todas as pessoas que não tiveram a mesma oportunidade que estou tendo. Não perdi ninguém próximo, mas muita gente perto de mim perdeu. Não é possível sair do ponto de vacinação soltando fogos de alegria porque isso não seria justo com as pessoas que se foram. Aracaju tem avançado e temos visto os números de morte e casos graves diminuindo e muita gente ainda não entende que é por causa da vacina”, frisa.

O aposentado José Edézio Vieira, de 62 anos, conta que, durante a pandemia, ficou isolado, mas que a causa foi justa. “Foi para me proteger e proteger os outros também, então, mesmo com a segunda dose no braço, manterei todos os cuidados até que todos possam estar vacinados. A vacina é a única coisa que pode nos proteger e não pode haver dúvidas quanto a isso”, reforça.

Foto André Moreira

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

CBM/SE encaminha anteprojeto ao governo do estado para reestruturar vagas
Fábio Henrique defende Correios estatal e moderno
Polícia Federal apreende lagarto da espécie Eublepharis macularius, conhecido como Gecko-leopardo, em Itabaiana
Santana de São Francisco adere ao programa Sergipe Pela Infância