Aracaju, 28 de julho de 2021

Aprovada emenda de João Marcelo à LDO relacionada aos direitos humanos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Foi aprovada, por unanimidade, na Assembleia Legislativa de Sergipe – Alese, nesta quarta-feira, 14, durante votação da Lei de Diretrizes Orçamentárias – LDO, uma emenda de autoria do deputado estadual João Marcelo voltada ao fortalecimento das políticas de proteção, promoção e garantia dos direitos dos idosos, crianças, adolescentes, das mulheres, negros, comunidade LGBTQIA+ e pessoas com deficiência.

“Agradeço aos colegas por compreenderem a importância da nossa propositura e por serem unânimes na aprovação. Foi justamente para que o Governo fomente políticas públicas de fortalecimento, proteção, promoção e garantia dos direitos do idosos, crianças, adolescentes,  das mulheres, negros, comunidade LGBTQIA+ e pessoas com deficiência”, afirmou João Marcelo.

A emenda aprovada acrescenta ao Inciso XXVIII do Artigo 2° do Projeto de Lei 93/2021 – que trata do fortalecimento “das políticas de proteção, promoção e garantia dos direitos humanos de crianças e adolescentes, jovens, idosos, da mulher, das pessoas com deficiência, de povos e comunidades tradicionais, da segurança alimentar, da população negra, da comunidade LGBTQI+ e das demais populações em vulnerabilidade social e econômica” –  ampliando assim as ações das pessoas que precisam ter seus direitos garantidos.

O deputado estadual João Marcelo enfatizou que devem ser adotadas de forma gradativa campanhas educativas, trabalhos de conscientização e estudos de garantias dos direitos das pessoas. “O Estado precisa ser provedor de um grande trabalho a favor das pessoas, da vida, da igualdade e do respeito entre todos”, afirmou.

Já sobre a acessibilidade, o deputado ressaltou que a garantia dos direitos das pessoas com deficiência também deve estar presente nos espaços físicos, no transporte, na informação e comunicação. “Inclusive nos sistemas e tecnologias da informação e comunicação, bem como em outros serviços e instalações abertos ao público ou de uso público, fomentando a implementação nos serviços privados permissionários públicos”, pontua.

Ainda em sua justificativa, João Marcelo considerou que a acessibilidade gera resultados sociais positivos e contribui para o desenvolvimento inclusivo e sustentável. “Por isso sua implementação é fundamental. Portanto, as decisões governamentais e as políticas públicas e programas são indispensáveis para garantir a realização dos direitos das pessoas e a concretização da cidadania de pessoas com necessidades”, salientou.

Assessoria de Comunicação

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Conselhos de Atitude Solidários encerram campanha solidária
Prefeito de Aracaju recebe medalha do cinquentenário do TCE de Sergipe
Segundo dia de greve é marcado por ato na Saúde de Maruim
Maternidade promove simulado de evacuação em caso de incêndio com brigadistas