Aracaju, 2 de agosto de 2021

Sintasa busca explicação sobre falta de almoço para profissionais que aplicam vacina

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O Sindicato dos Trabalhadores na Área da Saúde do Estado de Sergipe (Sintasa) recebeu denúncias de profissionais da saúde que estão encarregados da organização e aplicação das vacinas contra Covid-19 em Aracaju de que houve dias que receberam um lanche no lugar do almoço para passar os dois turnos trabalhando na aplicação da vacina.

A direção do sindicato se reuniu com a gestão, nesta quarta-feira (14), e recebeu como resposta que a situação foi normalizada após problemas no contrato com a empresa fornecedora da alimentação.

A reunião entre o Sintasa e representantes da Secretaria Municipal de Saúde foi marcada após o sindicato enviar ofício solicitando a reunião para que providências fossem tomadas. Na ocasião, a gestão explicou que foram dois dias com fornecimento de lanches por conta de regularização no contrato com a fornecedora e adiantou que caso haja novos problemas ou até mesmo alguma quebra no contrato passará as informações para o Sintasa.

“Ficamos contentes com a regularização desta situação e queremos enfatizar que o Sintasa está aberto para receber qualquer tipo de denúncia de trabalhadores que se sintam injustiçados no trabalho. Vamos fazer o possível para resolver as questões juntamente com os gestores. Não queremos somente melhoria salarial para a categoria, mas sempre melhores condições de trabalho”, disse Augusto Couto, presidente do Sintasa, que participou da reunião com o gerente do sindicato, Janderson Alves.

Com informações  e foto Sintasa

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Batata-doce é cultivada no Alto Sertão com irrigação pública
Em Aracaju, 16,4 mil pessoas estão aptas a receber 2ª dose de AstraZenca e Pfizer
“Somos ricos em gás e minérios e referência para o país agora e nos próximos anos”, diz Belivaldo
No próximo sábado vai ter Fora Bolsonaro na Feira do município de Siriri