Aracaju, 3 de agosto de 2021

Gestores das escolas do Alto Sertão e Sul sergipanos dialogam com secretário

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Em mais uma rodada de conversas que têm acontecido com os gestores das escolas da Rede Estadual de Educação, o secretário Josué Modesto dos Passos Subrinho realizou na tarde dessa quinta-feira, 15, um encontro virtual com os diretores de unidades de ensino do Alto Sertão e Sul sergipanos circunscritas às diretorias regionais de educação 9 e 1. A série de encontros, denominada “Diálogo com o Secretário”, tem como objetivo construir soluções coletivas para continuar enfrentando os desafios em quase um ano e meio de pandemia do novo coronavírus, bem como estreitar os laços entre os gestores das escolas e a Seduc.

Logo na abertura, o professor Josué Modesto disse que está cumprindo o objetivo de aproximar mais a Seduc dos diretores das unidades de ensino. “Queremos ampliar o contato com os grandes líderes das escolas. Vocês são parte de algo muito importante, uma mudança que o atual governo adotou para que a educação seja uma política de estado. A escolha dos dirigentes educacionais antes era um ato político. Agora vocês foram escolhidos por um processo seletivo, no qual apresentaram propostas para a melhoria dos resultados das escolas”, afirmou.

A reunião com as duas regionais de educação deu-se separadamente, mas em ambas, a explanação do secretário teve como tema “Educação como política de estado e indicadores pedagógicos”, na qual ele começou pontuando algumas das ações que a Seduc realizou para transformar a educação em uma política de estado. Além da seleção dos diretores de escolas e de diretorias regionais, ele citou, por exemplo, a aprovação da lei que regula a figura do professor substituto. “Os alunos não podem ficar nenhum dia sem aula. Estamos trabalhando para aperfeiçoar esse sistema, a fim de que esse professor substitua, o mais rápido possível, aquele que por algum motivo precisou se afastar da sala de aula”, disse.

Outra ação importante foi o regime de colaboração entre Estado e municípios, cujo carro-chefe é o Programa Alfabetizar pra Valer, que está em pleno funcionamento e que foi estendido para as turmas de 3º ano do ensino fundamental enquanto durar o período de pandemia.

O secretário explicou ainda outras ações da Seduc, como: o Sistema de Avaliação da Educação Básica de Sergipe (Saese); ICMS Social; Programa Sergipe na Idade Certa; Educação de Jovens e Adultos; Sistema de Avaliação da Educação Básica e Indicadores Pedagógicos; e o Educação Mais Conectada. Em sua apresentação, o professor Josué Modesto deteve-se sobre os números relativos aos indicadores pedagógicos das unidades de ensino, em especial a situação dos alunos em risco escolar; a situação do preenchimento do diário eletrônico de classe; e a questão da distorção idade/série. O secretário apresentou os índices pedagógicos de toda a rede e, especificamente, das escolas das DREs 9 e 1, cujos gestores participaram da reunião.

Diálogo

Os gestores dessas duas diretorias regionais e também das unidades de ensino que participaram da reunião aproveitaram o momento para falar sobre os indicadores pedagógicos de cada uma de suas unidades de ensino, bem como apresentar as ações que têm realizado em suas escolas para melhorar esses indicadores. Meire Ferreira da Silva, diretora da DRE 9, disse que esse é um momento importante de aproximação entre a Seduc e as unidades escolares. “Isso nos fortalece em um momento como este, em que as demandas aumentaram bastante. Os recursos também chegaram e a gente fica feliz, satisfeito e honrado. Os números dos indicadores nos dizem que temos um desafio gigantesco pela frente, mas estamos avançando significativamente. A gente reconhece aqui, também, o esforço e o empenho dos nossos gestores”, disse.

Franz Russemberg da Silva Santos, diretor da DRE 1, também se mostrou satisfeito com o encontro. “Queremos agradecer a disponibilidade do secretário em tirar um tempo da sua agenda para que pudesse ouvir as conquistas e angústias dos nossos gestores escolares.  Nós passamos, desde 2019, por uma ruptura de uma educação sem rumo para uma educação planejada, que sabe para onde vai, que discute metas, resultados e possibilidades”, afirmou.

A diretora Mayanne da Costa Alexandre, da Escola Estadual Professora Evangelina Azevedo, em Nossa Senhora da Glória, discorreu sobre os indicadores da sua escola, expondo as dificuldades e desafios enfrentados durante o período de pandemia. “Fizemos aulas por meio do Google Meet e tivemos cerca de noventa por cento de participação dos alunos. Nós temos feito o acompanhamento semanal dos estudantes que não estão participando das aulas online e, para esses alunos, estamos também enviando materiais impressos. Foram muitos percalços, mas nós nos adequamos da melhor forma a esse momento”, declarou.

Já o diretor Gilvando Gardiel Lima Santos, do Colégio Estadual Teotônio Alves China, em Poço Redondo, explicou as ações desenvolvidas para que sua escola atingisse um índice muito baixo de alunos em risco escolar, que foi de apenas 11%. Uma das iniciativas foi a modificação do sistema de avaliação. “Nós mudamos a dinâmica. O estudante está sendo avaliado todos os dias, por sua presença, comportamento, devolutiva de atividades e pela interação com todos, além da prova escrita. Desta forma, conseguimos atingir o maior número de competências e habilidades; e com toda a certeza, o conhecimento está sendo absorvido”, explicou.

João Luiz dos Santos, diretor do Colégio Estadual Manuel Bomfim, em Arauá, destacou que desenvolveu um trabalho para melhorar o Ideb da escola, que em 2015 era de 4.2; e que em 2019 subiu para 5.5. “Eu agradeço ao secretário Josué Modesto por nos dar essa autonomia para montarmos nossa equipe, a fim de que possamos desenvolver o nosso trabalho transformando a educação em uma política de estado. O secretário tem um olhar humano e sensível à educação”, declarou.

Encontros

A série de encontros “Diálogo com o Secretário” teve início na segunda-feira, 12, com unidades de ensino circunscritas à Diretoria Regional de Educação 7, no território do Alto Sertão sergipano. Outras escolas da DRE 7 também participaram da reunião realizada na manhã de terça-feira, 13, e pela tarde, DRE 2. Na sexta-feira, dia 16, às 14h, o encontro será com gestores da DRE 4, e às 16h, com os demais gestores da DRE 1. Ainda estão em fase de agendamento as reuniões com os diretores de escolas da DRE 8 e da DEA.

Assessoria de Comunicação da SEDUC

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

UFS registra média anual de quase 19 pedidos de patentes desde 2011
PL inclui surdo unilateral nas cotas para deficientes em concursos públicos
Eduardo participa de solenidade para cidade mais sustentável
“O PSB se organiza para ser mais uma vez protagonista”, afirma Valadares Filho