Aracaju, 3 de agosto de 2021

Site garante comodidade à população e maior controle à gestão

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O site VacinAju é o meio mais cômodo para dar acesso ao ponto de vacinação, no caso daqueles que precisam de código de liberação para receber a primeira dose, no entanto, também é um importante meio de controle por parte da gestão pública. O sistema foi desenvolvido pela Prefeitura de Aracaju, por intermédio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), especialmente para a campanha de vacinação contra a covid-19 na capital sergipana.

O cadastro no site é obrigatório para os trabalhadores da Saúde, Educação, do transporte público e profissionais das forças de segurança e salvamento. Para as pessoas com comorbidades e deficiência permanente, ou quem vai se vacinar pela faixa etária, o cadastro é opcional, só deve ser feito por quem optar se vacinar no sistema drive-thru, no Parque da Sementeira ou no 28º BC.

Secretária municipal da Saúde, Waneska Barboza explica que o sistema foi criado para evitar fraudes e garantir segurança no processo. Até o momento, mais de 80 mil pessoas já foram vacinadas através da liberação do código fornecido pelo VacinAju.

“É, sobretudo, uma ferramenta de controle da Prefeitura porque tem gente que trabalha em Aracaju, mas mora no interior, por exemplo. São várias as situações. Preferimos que alguns grupos tenham que, obrigatoriamente, fazer o cadastro, e direcionamos para os locais específicos que têm que receber a vacina. Na situação do controle, existe a questão, ainda, que recebemos vacinas específicas para alguns grupos que foram priorizados, por exemplo, as forças de segurança, que recebemos vacinas carimbadas”, esclarece a gestora.

A vacinação contra a covid-19 teve início, em Aracaju, em janeiro deste ano. À medida que o público a ser vacinado foi aumentando, houve também uma reestruturação, tanto do sistema, como também dos servidores vinculados a ele. Conforme os últimos dados da SMS, até o momento, já foram realizados cerca de 160 mil cadastros no Portal.

O coordenador de Tecnologia da Informação (TI) da Secretaria da Saúde de Aracaju, Adson Gomes, ressalta que o Portal garante, ainda, que pessoas do público geral tenham acesso a um atendimento diferenciado.

“Os postos de saúde são porta aberta e a pessoa pode escolher qualquer posto para tomar a vacina, mas, para os que preferem ter maior comodidade e receber a vacina no drive, aí condicionamos o cadastro, temos uma noção de público que chegará no dia, e podemos mensurar a quantidade de vacina que enviaremos a esses drives, já que as vacinas não ficam por lá. Ao final de cada dia, recolhemos as vacinas e, no dia seguinte, enviamos novamente”, explica.

Segundo Adson, inicialmente, quando o público eram os idosos e profissionais de saúde, era possível dar vazão à análise e liberação de código com um grupo pequeno de pessoas da própria TI da Secretaria. No entanto, quando chegou a fase de comorbidades, que exigiu uma análise mais criteriosa, até médicos e enfermeiros passaram a atuar na avaliação dos cadastros, afinal, era um momento que carecia de mais cautela.

“E assim vem ocorrendo com a ampliação do público. Existe uma rotatividade no número de pessoas. Quando a demanda é muito grande e temos um curto espaço de tempo para liberar os códigos, solicitamos uma força-tarefa com os servidores da própria Secretaria e, assim, conseguimos agilizar. Já chegamos a ter até 45 pessoas atuando somente para análise e liberação dos códigos. Além disso, tivemos que adaptar o próprio sistema, tornando-o mais ágil para otimizar o serviço”, pontua o coordenador.

Cadastro

Após o cadastro na plataforma, é necessário aguardar a validação dos dados e a emissão de um código, o qual deve ser apresentado, impresso ou no celular, no dia da imunização. A aprovação do cadastro não implica na geração automática do código, que depende da disponibilidade de doses da vacina. Por isso, os cidadãos precisam acompanhar na plataforma se a solicitação foi aprovada.

Passo a passo

1º. Para se cadastrar no VacinAju é preciso acessar o site http://aracajusms.voipy.com.br:8091/sisvacinacao/ ou clicar no banner “Cadastro para Vacina”, situado no parte superior do Portal da Prefeitura e, depois, novamente em “Cadastro para Vacina”. O cadastro pode ser realizado através de computadores ou dispositivos móveis.

2º. Na tela inicial da plataforma, os usuários que vão efetuar seu cadastro precisam clicar em “Ir para o formulário”. Já quem deseja consultar a solicitação deve clicar em “Consultar”.

3º. Ao abrir o formulário, é necessário ler atentamente as instruções e preencher todos os campos solicitados, sendo que aqueles com um asterisco (*) são obrigatórios.

4º. Na parte inferior da tela, é necessário anexar os documentos solicitados. Além do envio das fotos frente e verso do documento de identificação e foto do comprovante de residência (clicando em “Selecione”), é preciso anexar os comprovantes de acordo com o grupo prioritário a que o usuário pertence, como relatório médico para pessoas com comorbidades, por exemplo. Essa inclusão deve ser feita clicando em “Anexar arquivo” e, novamente, em “Selecione”.

5º. Após a inclusão dos documentos, é preciso clicar na caixinha de seleção “Li e concordo…” e, depois, no botão azul “Enviar Formulário”.

6º. Para acompanhar a validação do cadastro e emissão do código, é preciso voltar à tela inicial do VacinAju, e clicar em “Consultar”. Na tela seguinte, é preciso digitar o número do CPF e, novamente, em “Consultar”.

Foto: Marcelle Cristinne

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Após reforma, prefeitura reinaugura marco zero de Itabaianinha
Bebê nasce grávida: confira porque isso acontece e qual a solução
Previsões de decisões
Ana Patricia/Rebeca caem para dupla suíça. Brasileiras fizeram jogo equilibrado