Aracaju, 27 de julho de 2021

UGT de Sergipe convoca população para ato no próximo dia 24 de julho

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A União Geral dos Trabalhadores em Sergipe (UGT/SE), em conjunto com as demais centrais sindicais, convoca os trabalhadores e a população em geral para mais um ato em defesa da democracia, por vacina para todos e contra a reforma administrativa e todos os retrocessos sociais e trabalhistas do governo de Jair Bolsonaro. O protesto ocorrerá no próximo dia 24, em todo o país.

Em Sergipe, estão previstas manifestações em várias cidades. Em Aracaju, haverá uma caminhada pelas principais ruas da capital, com concentração a partir das 14h, na praça do conjunto Leite Neto, próximo ao Palácio do Governo.

Para Ronildo Almeida, presidente da UGT/SE, a mobilização representa mais um momento de resistência e luta contra a política de morte de Jair Bolsonaro e coloca em pauta os mais de cem pedidos de impeachment protocolados no Congresso Nacional e barrados pelo presidente da Câmara Federal, Arthur Lira (PP/Al), aliado de Bolsonaro.

“A população brasileira, e sergipana, está cansada de tanto descaso e desrespeito do presidente Bolsonaro pela vida dos brasileiros, quer vacina para todos, aumento do auxílio emergencial para R$ 600,00 e políticas que tirem o Brasil do desemprego e da fome. Chega desse governo com sua política genocida, fora Bolsonaro”, reforça Almeida.

Segundo o presidente da UGT/SE, há um crescente e forte sentimento de indignação contra os retrocessos impostos pelo atual governo e pela condução desastrosa da pandemia, que resultou até o momento em mais de 541 mil brasileiros mortos.

“Os vários atos que estão ocorrendo com a participação cada vez maior da população demonstram que este governo não representa os brasileiros. Chega de morte, descaso e retrocessos. Precisamos de políticas públicas que contemplem a todos, com propostas concretas de inclusão social, emprego, moradia, saúde e educação, e não essa política desastrosa e excludente do governo Bolsonaro”, protesta Ronildo Almeida.

Alerta – As centrais sindicais reforçam a necessidade do uso adequado de máscara protetora e álcool em gel durante o ato. Ninguém deve participar das manifestações se estiver contaminado, com suspeita, com qualquer sintoma de Covid-19 ou se tiver tido contato recente com pessoas contaminadas pela Covid. Durante o ato, todos devem manter o distanciamento social e só tirar a máscara em casa.

Foto assessoria

Por Tereza Andrade

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Boletim do coronavírus em Aracaju: 189 novos casos e dois óbitos
XXIV Missa do Cangaço será transmitida ao vivo do Museu da Gente
Cícero do Santa Maria realiza atendimento na Casa de Apoio, no bairro Santa Maria
SES registra 282 casos de Covid-19  e mais três óbitos nesta segunda-feira