Aracaju, 3 de agosto de 2021

Ex-participantes do ‘No Limite’ falam da recuperação do corpo

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Eles colocaram seus limites à prova, literalmente! No período de confinamento de 20 dias em No Limite, os participantes enfrentaram disputas que requerem muita força, equilíbrio, resistência, concentração e contaram com uma alimentação super-restritra. Nestas condições, cada organismo e corpo reagem de uma forma. Muitos perderam peso e visivelmente mudaram sua aparência.

Mas e o depois? Como será que o físico reage na volta para a rotina? André MartinelliCarol Peixinho e Jéssica Mueller contam como foi a resposta do corpo nessa retomada da “vida normal”. E o médico cirurgião plástico Adriano Medeiros explica como o organismo dos ex-participantes se readapta após o reality.

“Depois do programa a ideia é ter um acompanhamento nutricional para reintroduzir a alimentação adequada e retornar aos treinos de forma gradual para recuperar o físico. Mas também é importante cuidar do emocional. Nosso corpo é realmente incrível, tanto para se adaptar quanto para retornar ao seu “normal”. Temos uma memória celular que auxilia nesse processo. Homens tem uma vantagem hormonal em relação as mulheres e tendem ganhar a massa magra mais rapidamente, além de terem um percentual de gordura mais baixo”, detalha o médico.

André Martinelli

Ele que ficou em 3º lugar no reality, após ser o mais votado entre os participantes, chegou a perder 7 kg durante a competição. Mas só de voltar para casa e retomar a rotina, André revela que já está com o condicionamento físico até melhor do que quando entrou no programa.

“Assim que voltei do confinamento e das gravações tive um dia de descanso, no outro já estava treinando. Eu não treino apenas por aparência, mas sim por gostar mesmo e pela saúde no longo prazo. Longevidade. Treinar para mim é como se fosse minha terapia diária”, conta.

“Logo que cheguei, voltei ao ritmo de treinos só que mais devagar, afinal o meu corpo não estava alinhado igual antes. Surgiram umas dores e, então, busquei a quiropraxia e alinhamento postural para reorganizar o corpo que estava realmente desalinhado com tantas noites dormindo no chão e provas. Eu também comi demais nessa volta para casa, mas há umas três semanas já voltei para a dieta. No programa, eu havia perdido 7 kg, entrei com 84 kg e sai por volta dos 77,76 kg“, revela André.

O antes e depois de André no 'No Limite'  — Foto: Globo

O antes e depois de André no ‘No Limite’ — Foto: Globo

O modelo explica que treina seis vezes por semana, entre jogos de futevôlei, exercícios funcionais, yoga e pilates, além das práticas para o alinhamento postural. “Voltei em um ritmo muito bom, e acredito que já me recuperei do programa e estou evoluindo mais. Meus treinos têm rendido muito mais do que antes de ir. Estou sentindo uma melhora muito boa no meu condicionamento. (…) Hoje, sem dúvidas estou melhor do que quando fui para o programa”, avalia.

Dr. Adriano explica como o corpo reage à perda de peso rápida como aconteceu com André.

“Menos 7 kg em 20 dias, além do treino exaustivo com restrição calórica, tem a perda líquida. Com certeza, ele teve uma catabolização com perda de massa magra. O corpo é muito ágil e tende a voltar com o retorno da rotina.”

Jéssica Mueller e Carol Peixinho

Para a personal trainer, a experiência pós-reality foi parecida com a do seu ex-colega da tribo Calango, mas entrega que teve que controlar algumas vontades.

“Depois do No Limite foi vida normal. Sempre tive a rotina saudável de alimentação e treinos. Porém, confesso que a gula me pegou por bastante tempo. Queria comer além e coisas mais gordurosas. Então, precisei trabalhar meu psicológico. Afinal, nosso corpo é do que nossa mente se alimenta.”

“Voltei aos treinos de musculação três a quatro vezes na semana e à alimentação mais saudável. Embora ainda tenha que diminuir os pães de queijo (risos). Mas eu sempre amei minha rotina de estar saudável, então não fiz nenhum truque, apenas voltei”, comenta Jéssica.

Também do time de amantes dos exercícios físicos, Carol Peixinho diz que assim que voltou para casa não pensou duas vezes em voltar para sua rotina fitness e saudável.

“Já retomei minhas atividades físicas, todas as modalidades possíveis (risos). O que perdi de massa magra no No Limite já foi recuperado logo nos primeiros 15 dias após a minha saída. Ganho peso rápido, intensifiquei os treinos e também cheguei devorando tudo”, entrega ela.

O especialista, então, finaliza apontando a diferença do metabolismo do corpo masculino e do feminino ao enfrentar condições adversas como as propostas no programa.

“O homem tem mais testosterona e uma massa muscular maior que a mulher. Nosso corpo tende a usar energia da fonte mais rápida e de maior abundância, glicose. Na falta de glicose, começa a degradação de músculo e gordura para geração de energia.”

Por Nathália Gomes e Ariane Ducati, Gshow — Rio de Janeiro

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Governador assina decretos para atrair novas empresas ligadas ao setor de gás
PMA convoca candidatos para procedimento de heteroidentificação
Trabalhadores nascidos em fevereiro podem sacar auxílio emergencial
Inscrições para o Sistema de Seleção Unificada, Sisu, começam hoje