Aracaju, 22 de setembro de 2021

Quem vai apagar a luz? Desgaste de Alessandro “desidrata” o Cidadania! 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Um político experiente do nosso Estado, muito bem sucedido em sua trajetória, costuma dizer que talvez o grande segredo do seu sucesso seja “saber ouvir mais do que falar”, ou seja, não que o mesmo seja omisso, mas ele demonstra ter humildade de, mesmo vitorioso, entender que a Política é um aprendizado diário e continuado. O problema é que nem todos têm essa mesma leitura do cenário e acham que, se chegaram ao topo da pirâmide, isso se deu por “méritos próprios” e não por um conjunto de fatores.

Sem muitos “rodeios”, este colunista abre uma reflexão sobre a postura do senador Alessandro Vieira (Cidadania), delegado de polícia de carreira, político de primeiro mandato e pré-candidato natural ao governo do Estado em 2022. Eleito literalmente “pegando carona” na “onda” que elegeu o presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), decidiu “romper” com o governo federal quando da saída do então ministro Sérgio Moro. Talvez apostando na “queda” do presidente…

Eleito com a força das redes sociais, Alessandro iniciou um mandato se apresentando como “melhor e diferente” da maioria dos políticos do Estado. Muita arrogância para um “neófito”, diga-se de passagem! Chegou ao Senado querendo “causar”, defendendo pautas que enchiam o seu ego, mas que em nada contemplavam os sergipanos, em especial aqueles dos municípios mais distantes, que lhe confiaram o voto. Pior: assim como Sérgio Moro, ainda pegou para si uma “pecha” de “traidor”…

A análise é tão real que o desgaste de Alessandro ficou claro na eleição de Aracaju, prejudicando diretamente a candidatura da delegada Danielle Garcia para prefeita que, ainda assim, obteve mais de 100 mil votos no embate contra Edvaldo Nogueira (PDT). Depois disso, o senador iniciou 2021 apostando tudo na já “fatídica” CPI da Covid que, até agora, não chegou ao presidente da República e ainda foi prorrogada por mais três meses, sem nada muito produtivo para o Brasil e para Sergipe.

Agora, quando deveria iniciar o processo de fortalecimento do Cidadania, considerando que vai disputar o governo do Estado no próximo ano, vaidoso e “senhor da razão”, pouco tempo depois de “refugar” no anúncio de sair da legenda, Alessandro viu Danielle Garcia, um dos quadros de maior projeção, se filiar no Podemos e buscar o protagonismo e independência que não tinha no Cidadania, além de livrar do “peso” do desgaste do senador. Isso é nítido nas ruas de Sergipe…

Como se não bastasse, o Cidadania acaba de perder um dos seus “pilares”: Dr. Emerson Ferreira filia-se ao PSB, com a aprovação dos seus, deixando Alessandro e sua “empáfia”! A legenda que mais projetava crescer, após 2018, menos de três anos depois já desidrata, e ainda pode perder mais quadros importantes. Bem que o senador, para não ficar no primeiro e único mandato, poderia ouvir o ensinamento do “velho político”, ouvindo mais e falando menos. Pode faltar gente para “apagar a luz”…

Veja essa!

Depois das possíveis pré-candidaturas ao Senado de André Moura, Eduardo Amorim, Danielle Garcia e Valdevan 90, quem também confirma sua pré-candidatura para senador é o ex-jogador Washington Coração Valente. Ele confirmou o desejo durante uma live, essa semana, e esta será sua primeira disputa eleitoral em Sergipe.

E essa!

Washington Coração Valente já foi vereador em Caxias-RS e deputado federal em 2018. “Agora quero ser senador pelo Estado que me acolheu com tanto carinho”, disse.
Aos 46 anos, Washington atualmente é empresário do setor de bares e restaurantes em Aracaju. Decidiu empreender na terra onde o pai mora há 32 anos.

Cacho no Cidadania?

Falando em disputa ao Senado, a coluna lembra que o advogado Emanuel Cacho também demonstra ter interesse em concorrer e, nessa terça-feira (27), teve uma conversa “proveitosa” com o senador Alessandro Vieira. Será que tratou de sua filiação ao Cidadania?

Fala Cacho!

“Tive uma conversa proveitosa com o senador Alessandro Vieira, numa troca de ideias interessantes e construtivas. Impressionante como, em tão pouco tempo, já transborda experiência e sabedoria”, disse Cacho. Depois desse elogio, a filiação e a pré-candidatura pelo Cidadania é só uma questão de tempo. Ou não?

Vacina eleitoral?

Nos bastidores da política sergipana o comentário geral é que o “bonde passou” na estação do prefeito Edvaldo Nogueira (PDT) e ele não entrou para ser pré-candidato a governador em 2022. Mas ele ainda estaria buscando ficar em evidência. Para aliados, a Edvaldo vai querer vender a vacinação contra a covid-19 em Aracaju como uma de suas plataformas eleitorais.

O grupo não quer!

O problema de Edvaldo Nogueira continua sendo a sua dificuldade em não honrar os compromissos assumidos durante a campanha eleitoral com seus aliados. Sem contar que o prefeito quer entrar na disputa como o “salvador da pátria” ou a “última coca-cola do deserto”. Quem lhe deu confiança em 2016 e 2020, agora não quer vê-lo disputando o governo do Estado.

Vantagem de Mitidieri

Neste ponto a classe política, mais ligada ao bloco governista, já aprova uma pré-candidatura do deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) que, diferente do prefeito de Aracaju, costuma honrar todos os seus compromissos e tem um histórico de “cumpridor” na capital e no interior. Se depender da base, boa parte quer Fábio disputando no próximo ano.

Ulices também cumpre

Pela função de conselheiro do Tribunal de Contas, Ulices Andrade se encontra impedido de conversar e falar de política. Mas seu nome é sempre bem lembrado dentro do bloco governista. Assim como Mitidieri, Ulices também tem o histórico de cumpridor. Sem contar que os dois lideram o agrupamento e são respeitados por onde passam.

Zezinho Sobral I

“A política é um espaço de construção coletiva”. Assim afirmou o deputado estadual Zezinho Sobral (Podemos) durante entrevista concedida à Fan FM, reiterando a importância de um trabalho político na sociedade alicerçado no compromisso social, respeitando sempre as opiniões dos membros e da participação popular.

Zezinho Sobral II

“A coletividade é a regra na política. Carreira solo acontece na música, nas artes, no esporte, nos negócios, talvez em alguns regimes autoritários como a Coreia do Norte, por exemplo, onde há um regime autocrático e uma única pessoa detém todos os poderes. Até na Inglaterra, que é monárquica, tem o Primeiro Ministro, o parlamento e a coletividade como fonte de sustentação política. Tudo deve ser construído de forma republicana através de muito diálogo e consenso”, afirmou.

Zezinho Sobral III

Na opinião do deputado, não é republicano violar pensamentos políticos, coesos e coletivos  em detrimento de projetos pessoais. “Quem não é leal a um projeto, à sua agregação, aos seus pares, às pessoas que confiam no seu trabalho, não é leal com os seus eleitores. Política não é individualismo. É conjunto! Participamos de um projeto coletivo que discute melhorias e avanços sempre pensando no resultado final: atender às demandas da população”, destacou.

Diálogo amplo

O deputado Zezinho Sobral é conhecido em todo o estado de Sergipe pelo amplo diálogo com as comunidades, lideranças, associações, cooperativas e, principalmente, com o povo. “Eu sou o mesmo Zezinho Sobral na Assembleia, em casa, na rua, on-line, em todos os lugares. Priorizo e respeito o agrupamento, dialogo muito com representantes das comunidades que visito. É imprescindível ser transparente e sigo esse princípio em todas as funções e espaços que ocupo. Ter identidade é uma coisa, mas o projeto político, por obrigação, tem que ser coletivo”, ressaltou

E o Podemos?

Ele relatou, ainda, que enquanto presidente da Executiva Estadual do Podemos Sergipe, sempre priorizou a autonomia dos diretórios municipais do partido, nas decisões e formulações políticas. “Demos total liberdade para construir diretrizes de acordo com cada município e as demandas do povo. Essa liberdade resultou em uma sigla unida, com protagonismo e excelentes resultados nos pleitos participantes. Sigo no pensamento da participação popular, do diálogo, da renovação e da união para ter um Sergipe sempre melhor e dar resultados para a nossa gente”, complementou.

Gustinho Ribeiro I

Durante visita ao município de Itabaianinha, o deputado federal Gustinho Ribeiro anunciou que destinou uma emenda parlamentar no valor de R$ 1 milhão para o Hospital São Luiz Gonzaga. O anúncio aconteceu durante visita ao hospital, que é um dos mais antigos da Região Sul, e passa por uma obra de ampliação e reestruturação das dependências da unidade.

Gustinho Ribeiro II

“Estou muito feliz em poder contribuir com a reestruturação e a modernização que o Hospital São Luiz Gonzaga vem passando. A saúde do nosso estado sai fortalecida, assim como toda população da Região Sul que ganhará um hospital cada vez mais estruturado e com qualidade nos serviços prestados. Sei da importância do SUS para nossa gente e o meu compromisso é continuar trabalhando para trazer recursos e levar uma saúde de qualidade para todos os sergipanos”, afirmou Gustinho.

Arquidiocesano

O Grupo Master adquiriu o Colégio Arquidiocesano que tem seu protagonismo na educação sergipana há 61 anos. Na nova formatação, os alunos das duas unidades do colégio serão acolhidos na unidade da Farolândia, com todos os investimentos necessários para a manutenção da história e dos serviços educacionais prestados à sociedade sergipana ao longo desses anos. Como ex-aluno Salesiano, este colunista reitera o maior respeito pela história do Arquidiocesano, formando e educando muita gente. Esse trabalho não pode parar…

Investimentos

A ideia do grupo educacional é ampliar e modernizar a estrutura localizada no bairro Farolândia, que já possui cerca de 15 mil metros quadrados, sem deixar de lado os aspectos e valores já consolidados da instituição, sobretudo no que diz respeito à ética e à fé cristã. O objetivo é que, em 2022, o espaço passe a incorporar todos os níveis de ensino – do Infantil ao Ensino Médio, por meio de reformulações e investimentos em modernização do prédio.

Alô Laranjeiras!

O prefeito de Laranjeiras, José de Araújo (Juca), solicitou ao diretor-presidente do DER, Anderson das Neves, que seja executada a obra de recuperação da rodovia SE-160, nas proximidades da Usina Pinheiro. Esse trecho apresenta uma erosão, que já tomou a metade da pista e está impedindo os veículos de trafegarem pelo local.

Novo asfalto

Durante o diálogo, o gestor municipal solicitou também que seja feita a recomposição da base e colocação de um novo asfalto, assim como, seja ampliado o sistema de drenagem na região. “Esse trecho da rodovia é muito importante e os reparos precisam ser executados. Por intermédio do deputado Jeferson Andrade, agendamos a reunião e fomos muito bem recebidos pelo diretor-presidente do DER, que se mostrou bastante solícito”, disse Juca.

Recapeamento

O prefeito solicitou ainda que o órgão estadual faça o recapeamento asfáltico e a roçagem mecanizada de algumas localidades, como a entrada da cidade, linha verde e acesso ao bairro Bom Jesus, que, por se tratar de rodovia é de responsabilidade do DER. “A nossa gestão busca diariamente melhorias para o nosso povo. Nesses sete meses, já firmamos parceria com o DER e fomos atendidos em todas. O órgão estadual já realizou serviços em diversas rodovias, mas sempre surgem novas demandas e temos que firmar novas parcerias e atender os anseios da população”, enfatizou o prefeito.

Alô Socorro!

O vereador de Nossa Senhora do Socorro, Léo Rocha (Republicanos), iniciou uma campanha com seus amigos em busca de doadores de sangue. Ele participou e contou com o apoio dos também vereadores Eduardo Lima (Aracaju) e Marcão Neves (São Cristóvão), além de Sarita Araújo (coordenadora projeto UniSocial). O encontro ocorreu no IHHS (Instituto de Hematologia e Hemoterapia de Sergipe), com quase 40 amigos participando e mais de 15 litros de sangue foram doados.

Fala Léo Rocha!

O idealizador da campanha, Leo Rocha, reitera a importância de ações como esta “Nós precisamos ter empatia, nos colocar no lugar da pessoa que precisa receber aquela doação e vencermos o medo neste momento difícil que ainda estamos vivendo. Estamos unindo forças, porque cada doação de sangue pode salvar até quatro vidas! Que nosso exemplo estimule outras pessoas”.

CRÍTICAS E SUGESTÕES

habacuquevillacorte@gmail.com e habacuquevillacorte@hotmail.com

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Alese promove curso sobre Processo Legislativo
22 de setembro é o Dia Estadual de Prevenção ao Uso de Drogas
PC divulga identificação do autor dos disparos contra delegado Marcelo Hercos
EdTechs, o presente da educação, escreve Joaldo Diniz