Aracaju, 24 de setembro de 2021

Belivaldo esteve com João Daniel e falou de mudanças

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Diógenes Braynerdiogenesbrayner@gmail.com

Um experiente político, que transita bem nos corredores do Palácio, da Assembleia e nas conversas internas de alguns partidos, surpreendeu ontem ao informar que não há divergências grosseiras e explícitas entre o Governo e lideranças de partidos que formam a base aliada. As conversas sobre rompimentos ou quaisquer tipo de perseguições são tratadas entre políticos de todas as tendências, principalmente que estão na oposição: “jornalista, quem está de fora da base aliada aposta em uma ruptura, exatamente para dividir e enfraquecer o bloco que apoia o Governo”, disse a fonte, acrescentando que “ninguém deve ‘emprenhar’ pelos ouvidos”.

Contou alguns fatos que demonstravam um bom relacionamento entre membros do bloco governista. Um deles foi de que havia tomado conhecimento de uma “excelente” conversa entre o presidente estadual do PT, deputado federal João Daniel [considerado pelo próprio Governo como um grande parceiro] com o governador Belivaldo Chagas (PSD), quando foi comunicado que a qualquer momento haveria mudanças na equipe de auxiliares e que bem provável seria a troca do secretário da Agricultura, André Luiz Bomfim. Os dois trataram de outros assuntos vinculados à administração, sem que houvesse qualquer discussão ou reação que maculasse a agenda entre Belivaldo e João Daniel. O encontro aconteceu há pouco mais de uma semana.

A fonte acrescentou, entretanto, que não foi determinada data de afastamento, mas revelou [pedindo sempre absoluto off] que há 99% de chances de acontecer ainda este mês. O ex-deputado Zeca da Silva é o nome mais cotado, “diria até que estaria definido” para ocupar a Pasta. Declarou que não se trata de qualquer divergência ou questão política, mas um ato que inicia algumas mudanças que serão realizadas na equipe de Governo, que devem atender a uma pequena reforma na administração, natural nesse momento de recuo da pandemia que inundou Sergipe por quase dois anos.

O governador Belivaldo Chagas também terá uma conversa ampla com o senador Rogério Carvalho (PT) para tratar de assuntos de interesse da administração. Ainda não está agendada e pode acontecer em Brasília. O assunto deve se estender à política, inclusive na questão da disputa pela sucessão: “até o momento Rogério não informou à base aliada e nem ao próprio governador, que pretendia disputar o Governo do Estado em 2022”, disse a fonte, acrescentando que há um desejo do próprio Belivaldo Chagas que ele não deixe o bloco, caso não seja o escolhido pelas lideranças: “o importante é somar a base e deixá-la sólida, jamais enfraquecê-la”.

Para descontrair, o político contou um pequeno fato que demonstra o sempre bom relacionamento entre o governador e o senador: “segunda-feira, aniversário de Rogério, Belivaldo Chagas ligou para ele, cumprimentou-o e desejou-lhe felicidade e sucesso em sua vida pública”. Para a fonte, “só com amigos e aliados é que se tem este gesto”.

Nome à disposição

O prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT), não esconde mais a aliados que o seu nome está mesmo à disposição como candidato a governador de Sergipe em 2022.

*** O prefeito deixa claro que está pronto para disputar a sucessão. Mas não se trata de sangria desatada. Se um outro nome da base for escolhido, ele não fará objeção.

*** Edvaldo começa a expandir conversas, mas deixa claro que sua preocupação maior é cuidar bem de Aracaju.

Única objeção

Um dos vereadores aliados de Edvaldo disse que a única projeção que ele não faz – e nem aceita – é que o bloco indique um nome do PT para disputar o Governo.

*** – Acha que o PT não se une ao bloco e é um partido que está disposto a passar por cima de qualquer decisão da maioria, como aconteceu em 2020, disse o vereador.

*** – É melhor o PT lançar mesmo candidatura própria, admitiu.

O melhor mesmo é somar

Carlos Cauê, que é secretário do prefeito Edvaldo Nogueira, discorda do que disse o vereador, sobre a participação do PT. Admite que “o melhor será o bloco somar, inclusive com a presença petista”.

*** Acha que isso favoreça a uma perspectiva nacional, para o apoio a Lula presidente em 2022.

*** Sobre o senador Rogério Carvalho, aconteceu que ele já chegou dizendo que era candidato a governador, por decisão em Brasília. Jamais falou que colocaria o seu nome para avaliação da base aliada.

Fábio sem compromisso

O presidente do PDT em Sergipe, deputado Fábio Henrique, disse ontem, em live, que não tinha compromisso com ninguém, por uma razão simples: “ainda não tem candidato”.

*** Perguntado se tinha compromisso com o senador Rogério Carvalho (PT) disse que “não, nem com qualquer outro nome e que apenas exponha vontade de disputar o Governo”.

*** Fábio acha que o processo eleitoral em Sergipe só vai deflagrar quando o governador Belivaldo Chagas indicar o nome e este tem que conversar com as bases.

“Pacote pronto”

O deputado Fábio Henrique deixou claro: o que a gente não pode apoiar é pacote pronto, porque todos devem discutir a questão política.

*** Lembrou que o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, disse que a prioridade em Sergipe era sua reeleição à Câmara Federal.

*** – O PDT está em paz e qualquer agenda proposta será discutida com o prefeito Edvaldo Nogueira, disse Fábio.

Rogério faz denúncia

O senador Rogério Carvalho (PT) diz que revelou na CPI da Covid que o general Braga Netto, ministro da Defesa, tem feito uso político das Forças Armadas contra os senadores que investigam a roubalheira no governo Bolsonaro.

*** – Eu quero dizer ao senhor Braga Netto, que enviou um missionário contra um parlamentar: eu não tenho medo, e ninguém vai me intimidar, respondeu Rogério.

Esperança se vai

O senador Alessandro Vieira (Cidadania) diz que a esperança de ter recuperado a paciência no período do recesso se foi em menos de 1 hora.

*** – Teremos dias longos na CPI. Espero que ao menos sejam produtivos, disse.

Rodrigo a federal

O deputado estadual Rodrigo Valadares é secretário geral nacional do PTB e faz a ponte Sergipe/Brasília para cumprir agenda na organização do partido nos Estados.

*** Ontem ele confirmou que será candidato a deputado federal no próximo ano.

*** Em relação às eleições majoritárias de Sergipe, Rodrigo diz que está em stand by: “vou aguardar a definição dos nomes” e adiantou que “não tem restrição a conversar com ninguém”.

Danielle ao Senado

Nos corredores da Assembleia Legislativa, o comentário era que se André Moura for candidato ao Senado e Valdevan Noventa também, Danielle Garcia estaria disposta a disputar o mesmo mandato pelo Podemos.

*** Na conversa predominou a informação de que Danielle pode dar um tiro no pé, porque André Moura demonstra estrutura eleitoral muito forte e é um nome difícil de vencer na disputa a senador.

Abertura da Alese

A sessão de ontem na Assembleia Legislativa, a primeira depois do recesso, foi rápida. Não teve novidades, apenas a presencia de alguns deputados e outros ainda de forma remota.

*** Dentro de mais uma semana, a Assembleia pode decidir pelo retorno das sessões presenciais.

Sobre ação de Laércio

Nas conversas de ontem, na Alese, alguns deputados demonstraram preocupação com o deputado federal Laércio Oliveira (PP), que neste final de semana atuou muito nos municípios e tratou sobre candidatura a governador.

*** Concordaram que ele cresceu e que possa deixa o bloco caso não seja o escolhido. Sobre isso há certa tranqüilidade: Laércio já disse que não deixará a base aliada caso não seja o indicado a governador.

Um bom bate papo

Maria – Tem gente há 30 anos esperando pagamento de precatórios. Guedes não quer pagar pra gastar no compra votos?

Metrópole – o apresentador Datena critica voto impresso e descarta chapa com Bolsonaro: “Não conte comigo”.

José Simão – Com Olímpiada de madrugada e CPI da Covid durante a tarde, brasileiro não dormirá nunca mais!

Metrópole – Deputados são recebidos por atores vestidos de “morte” em ato contra trabalho presencial.

TV Cultura – Apenas duas semanas depois do primeiro caso comunitário, variante Delta se espalha com muita velocidade em São Paulo.

O Antagonista – Advogada alerta STF que ex-ministro não atualizou seus perfis desde que deixou o comando da pasta de Meio Ambiente do governo Bolsonaro.

Carro do ovo – O reverendo não sabia de prontidão o endereço da empresa, não sabe o telefone da empresa e não sabe quais projetos a empresa tem.

Band Jornalismo – Compra de 20 fuzis e 10 carabinas ocorre graças a uma emenda parlamentar e custará R$ 400 mil.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Hospital Cirurgia realiza ação de incentivo à doação de órgãos
Prefeitura de Aracaju pagará salários dos servidores nesta segunda-feira, 27
Oficiais e praças do CBMSE recebem medalhas do centenário da corporação
PL de Talysson institui obrigatoriedade de atendimento em pavimento térreo a idosos