Aracaju, 22 de setembro de 2021

Fábio Henrique: enquanto o povo passa fome, a classe política discute candidaturas

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O deputado federal e presidente do PDT em Sergipe, Fábio Henrique, jogou duro durante a live com o ‘Imprensa 24h’, na noite da última terça (03). Durante o bate-papo, o deputado chamou atenção para os problemas sociais que o Brasil está passando, como a fome, e chamou atenção dos colegas políticos que só debatem sobre candidaturas e coligações políticas. Ele ressaltou que tem votado à favor da sociedade e dos trabalhadores, contra as privatizações e que tem buscado formas de reduzir a pobreza, a exemplo de seu projeto de Auxílio Emergencial de R$ 600,00.

“Com tantos problemas que nós temos, no nosso Estado e no País, é impressionante o quanto se perde tempo para falar de conjunturas políticas. Estamos em Agosto, há mais de um ano da eleição, não sabemos nem qual a regra de disputa, ainda é muito cedo. Nesse momento, temos assuntos muito mais importantes e cruciais para o Estado do que ficar discutindo quem será o candidato a cargo A ou B. Eu tenho assumido a defesa dos trabalhadores, tenho tentar resolver problemas pontuais em Sergipe e conseguido liberar emendas para áreas importantes como a Saúde. Nós temos de nos preocupar é em melhorar a vida para o povo”, declarou Fábio Henrique.

O deputado Fábio Henrique reforçou a necessidade de geração de emprego. “O povo está passando fome e ainda reduzem o Auxílio Emergencial para R$ 150,00 e não foi com o meu voto. Eu apresentei um projeto no qual esse valor deveria ser de R$ 600,00 enquanto a pandemia não acabasse e voltasse a ter empregos. Esse negócio de fulano é, ou fulano vai ser, se discute no ano que vem, na hora certa e momento oportuno quando as candidaturas estiverem expostas”, finalizou o deputado pedetista.

Por Henrique Matos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Após 11 dias de greve, Maruim continua sem prazo de pagamento
Cassação assusta o governo
Doação: Unit recebe 500 vade-mécuns entregues pelo senador Alessandro Vieira
Senadora vota a favor da PEC que isenta gestores por não cumprirem limite de gastos com educação