Aracaju, 24 de setembro de 2021

Justiça condena um dos quatro acusados de matar três homens dentro de hospital em Aracaju

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

A Justiça de Sergipe condenou nesta quarta-feira (4), um dos quatro acusados de matar três homens dentro do Hospital de Urgência de Sergipe (Huse), em Aracaju, em abril de 2012.

O réu foi condenado por homicídio a 12 anos de prisão. Segundo a defesa, ele vai recorrer em liberdade, porque tem sido um réu que está comparecendo a todos os atos e todas as audiências promovidas pelo Poder Judiciário.

O julgamento foi iniciado nesta terça-feira (3), na 8ª Vara Criminal de Aracaju, com a oitiva de 14 testemunhas, e encerrado no final da tarde desta quarta, quando foram ouvidos os réus, seguidos das apresentações da acusação e defesa.

Entenda o caso

Segundo denúncia do Ministério Público Estadual, no dia 27 de abril de 2012, os três homens se envolveram em uma troca de tiros com o irmão de um policial militar e o sobrinho dele que, na ocasião, alegaram terem sido abordados pelo trio em uma avenida da capital, enquanto tentavam localizar uma moto roubada.

Na ocasião, todos os envolvidos ficaram feridos e foram encaminhados ao Hospital de Urgência, em Aracaju, onde, horas depois, o irmão dos militares não resistiu aos ferimentos e morreu.

Após ter conhecimento de que envolvidos no tiroteio, que resultou na morte do irmão, estavam na unidade hospitalar, dois irmãos do morto, um deles policial militar, foram até o local e, juntamente com o sobrinho que estava hospitalizado na unidade, teriam atirado contra os três homens, que não resistiram aos ferimentos e morreram. A versão é contestada pela defesa dos envolvidos.

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Hospital Cirurgia realiza ação de incentivo à doação de órgãos
Prefeitura de Aracaju pagará salários dos servidores nesta segunda-feira, 27
Oficiais e praças do CBMSE recebem medalhas do centenário da corporação
PL de Talysson institui obrigatoriedade de atendimento em pavimento térreo a idosos