Aracaju, 21 de setembro de 2021

“Leite materno é a estratégia para reduzir a mortalidade infantil”

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

O leite materno é o maior e melhor alimento para o bom desenvolvimento do bebê e para lhe assegurar saúde por toda a vida. Em Sergipe, o Banco de Leite Marly Sarney, faz um trabalho de excelência vinculado a Maternidade Nossa Senhora de Lourdes, que atende pacientes de alto risco. O trabalho do banco de leite acontece o ano inteiro e a gerente do banco de leite humano, enfermeira Magda Dória, falou sobre a importância da doação para que seja reduzida a mortalidade infantil, através do alimento.

“Temos uma estrutura bem montada para que as coletas aconteçam da forma mais segura para as mães doadoras. Contamos com postos de coleta e a equipe do banco vai, também, até a casa das doadoras oferecendo conforto e tranquilidade para que aconteça a doação”, explicou Magda. Ela disse que é muito importante o apoio da sociedade a campanha de aleitamento materno, compreendendo que a própria Organização Mundial de Saúde afirma que o leite humano é a grande estratégia para a redução da mortalidade infantil.

Magda observou que amamentar não é uma tarefa fácil e há a dificuldade da criança sugar e do jato sair corretamente, entre outros fatores. Todo esse processo, ela lembra que causa dor na mãe. “Essa mulher fica inchada, chorosa, não dorme bem e precisa muito da rede de apoio para se sentir acolhida”, disse a enfermeira. A enfermeira atentou que o banco de leite auxilia essa mulher e, especialmente nesse tempo de pandemia, foi utilizado todo o protocolo de segurança para que essa doadora se sinta tranquila. “Temos equipes multidisciplinares, de 7h da manhã até às 19h para atender essas mulheres”, informou Magda.

Ela salientou que a maior parte das mulheres que procura o banco de leite para pedir ajuda sobre a amamentação, procede de hospitais particulares. “Deixamos claro que o BLH atende a todos sem distinção. Somos SUS e, por isso, estamos aqui para todos. O Banco Marly Sarney é reconhecido mundialmente e temos excelência no que fazemos. A mulher chega desorientada e sai tranquila”, ressaltou a gerente do BHL.

Estoque

Sobre o estoque de leite, hoje em Sergipe, Magda afirmou que houve uma melhora. Hoje são 80 dadoras, no entanto, como o banco é vinculado a MNSL, há 53 bebês que precisam desse leite. A mãe que ia todo os dias a maternidade, só pode ir três vezes na semana devido a pandemia, o que reduz a condição de alimentação dos bebês internados”, atentou Magda. Para quem desejar ser doadora ou precisa de apoio por dificuldade com a amamentação, o telefone de contato é 3226-6301.

Foto/arquivo: Flávia Pacheco SES

Assessoria de Comunicação da Secretaria de Estado da Saúde (Ascom/SES)

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Manuel Marcos destaca importância do Plano Diretor de Aracaju
HNSC promove palestra sobre Setembro Amarelo a servidores e pacientes
Servidores públicos reconhecem a atuação de Fábio Henrique contra a Reforma Administrativa
Sergipe: Sindicatos pedem que deputados digam não à reforma Administrativa