Aracaju, 27 de setembro de 2021

Saúde: Aracaju garante atendimento preferencial para pessoas com fibromialgia

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Em Aracaju, pessoas com fibromialgia estão incluídas no grupo de usuários com direito a atendimentos preferenciais, assim como as gestantes, idosos, obesos, pessoas com crianças de colo e pessoas com deficiência. Com isso, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), garante prioridade em todos os equipamentos de saúde da Capital.

Essa garantia é amparada pelo Decreto Estadual nº 40.774/2021, que regulamenta a Lei nº 8.625/19 sobre a obrigatoriedade de atendimento prioritário aos portadores de fibromialgia, bem como institui a campanha anual de conscientização com a ‘Semana Estadual de Conscientização sobre a Fibromialgia’.

Para os efeitos da Lei, é considerada pessoa com fibromialgia aquela que, avaliada por médico, preencha os requisitos estipulados pela Sociedade Brasileira de Reumatologia ou órgão que a venha a substituir. Neste sentido e em cumprimento ao decreto, fica garantido: atendimento multidisciplinar preferencial.

De acordo com o Art. 3º do Decreto Estadual, para ter direito ao atendimento prioritário, o paciente deverá comprovar a sua condição de pessoas acometida de fibromialgia, o que pode ser feito através da apresentação de carteirinha, de laudo ou atestado médico com CID identificador da fibromialgia.

Atendimento em Aracaju

O coordenador médico da Rede de Atenção Primária (Reap), William Barcelos, explica que o usuário deve ir até a Unidade Básica de Saúde (UBS) mais próxima da sua residência, onde é atendido pelo clínico, que faz o exame físico e registra as queixas do paciente para compor todo o exame médico.

“Se houver uma suspeita de fibromialgia, o médico clínico encaminhará para o médico especialista em reumatologia, para a conclusão do diagnóstico. A partir da comprovação, o médico atesta a doença do paciente, e ele entra na questão do decreto que tem atendimento multidisciplinar preferencial.

Doença

A Fibromialgia é uma condição que se caracteriza por dor muscular generalizada, crônica, que dura mais que três meses, mas que não apresenta evidência de inflamação nos locais de dor. Ela é acompanhada de sintomas típicos, como sono não reparador e cansaço. Pode haver também distúrbios do humor como ansiedade e depressão, e muitos pacientes queixam-se de alterações da concentração e de memória.

Ainda segundo o médico, sua causa ainda não está esclarecida, mas a principal hipótese é que pacientes com fibromialgia apresentam uma alteração da percepção da sensação de dor.

“Alguns pacientes com a doença desenvolvem a condição após um gatilho, como uma dor localizada mal tratada, um trauma físico ou uma doença grave. O sono alterado, os problemas de humor e a concentração parecem ser causados pela dor crônica, e não ao contrário. A fibromialgia não traz deformidades ou sequelas nas articulações e músculos, mas os pacientes apresentam uma má qualidade de vida”, enfatiza William.

Tratamentos

Dentre as modalidades de tratamento da fibromialgia o principal é o exercício, seja ele aeróbico, de alongamento ou de fortalecimento, principalmente os que mexem com o corpo todo e aceleram os batimentos cardíacos. Por enquanto, esse tem sido a melhor maneira de reverter a sensibilidade aumentada à dor.

Os exercícios devem ser realizados de três a cinco vezes por semana. Acupuntura, massagens relaxantes, infiltração de anestésicos nos pontos da dor também são terapias utilizadas. Além disso, é importante entender sobre a doença e em alguns casos terapia psicológica pode ser útil, principalmente para aprender a lidar com a dor crônica no dia a dia.

“As medicações são úteis para diminuir a dor, melhorar o sono e a disposição do paciente com fibromialgia, para permitir a prática de exercícios físicos. Portanto, quando enfatizamos os sintomas, os pacientes portadores apresentam dentro do conjunto de necessidades especiais, devido à debilidade física e emocional causada pela doença, o que confere a eles a necessidade de atendimento multidisciplinar preferencial, além da melhora no diagnóstico precoce, influenciado pelas campanhas educativas”, orienta.

Fonte e foto assessoria

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Prazo para MEI regularizar débitos com a Receita termina dia 30
Plano de Desenvolvimento Econômico será apresentado no município de Estância
Gracinha Garcez é empossada como deputada estadual na Alese nesta segunda
Estado inicia pagamento dos servidores públicos nesta quarta-feira, dia 29