Aracaju, 26 de setembro de 2021

Sábado dia 7 Vai ter Fora Bolsonaro na Feira do município de Siriri

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Na feira de Siriri, vai ter Ato Público Fora Bolsonaro contra a Reforma Administrativa, marcado para o próximo sábado, dia 7 de agosto, às 7h da manhã. A manifestação expressa a insatisfação popular com o governo Bolsonaro que tem piorado a vida da população brasileira, especialmente a população do Nordeste, região ainda mais prejudicada com a destruição do seu Parque Industrial.

No ano passado, a Petrobras anunciou a venda de 11 campos de produção terrestre, entre os quais aquele localizado no Vale Cotinguiba, em Siriri. Portanto, o município sergipano foi duramente afetado pela política de desinvestimento e privatização da Petrobrás. Trabalhadores de empresas terceirizadas da Petrobrás sofreram diretamente com as demissões. Muitos trabalhavam como eletricistas, motoristas, com pintura, sonda, serviços gerais, entre outros, e ficaram sem emprego.

Moradora de Siriri, a professora aposentada Maria de Fátima Santos, Coordenadora dos Aposentados do SINTESE no Vale Cotinguiba, destacou que a insatisfação é geral. “A população está insatisfeita e sabemos que o prefeito de Siriri apoiou Bolsonaro nas eleições. A população empobrecida é a mais prejudicada. Falta emprego, a prefeitura é praticamente o único emprego, mas não tem como empregar todos”.

Graças a Bolsonaro, foi aprovada a Reforma da Previdência que piorou a situação de servidores públicos e aposentados. “Perdemos nossos direitos adquiridos, triênio, tudo foi cortado, além do desconto mensal de 14%. Está muito difícil. A população sente. E com a Reforma Administrativa, a situação que já está muito ruim vai piorar. Por isso vamos à luta”, destacou a professora aposentada.

O protesto em Siriri expressa uma insatisfação que cresce a cada dia. O grito do Fora Bolsonaro se expande pelo Brasil adentro e o índice de rejeição da população brasileira já alcança a marca de 60%. Este foi o resultado apurado entre os dias 26 e 27 de julho pelo Atlas Político, que fez entrevistas online com 2.884 pessoas de todas as regiões brasileiras. No Nordeste, a rejeição a Bolsonaro já chega a 73%. Acesse o link e confira a matéria completa sobre o assunto.

Roberto Silva, presidente da Central Única dos Trabalhadores (CUT/Sergipe) ressalta que a luta contra a Covid-19 impediu que muitos brasileiros manifestassem sua insatisfação. “Sabemos que a repulsa a este governo genocida é muito maior. Mesmo diante do luto, enfrentando a doença, os brasileiros sabem que a culpa por estas mortes e pelo desemprego é deste governo completamente despreparado para gerir o Brasil e insensível diante de todas as mortes provocadas pela Covid”, afirmou Roberto Silva.

O protesto em Siriri no próximo sábado é organizado pela CUT, CSP, CTB, UGT, Frente Brasil Popular, Frente Povo Sem Medo, USES e Fórum Negro Sergipe.

Por: Iracema Corso

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Sergipe recebeu neste sábado 10.250 doses de vacina contra covid-19, da AstraZeneca
Polícia prende mulher que praticou roubo de motocicleta no Bugio
Enock Ribeiro, secretário Socorro, recebe Título de Cidadão Sergipano
Eliane participa reunião com articuladores do Selo UNICEF