Aracaju, 23 de setembro de 2021

Terminal Marítimo sergipano exporta primeiro grande carregamento de milho para o mercado norte-americano

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Fluxo de 60 mil toneladas de grãos cria janela de exportação e abre oportunidades para produtores de Sergipe

Na última semana, o Terminal Marítimo Inácio Barbosa (TMIB), localizado na Barra dos Coqueiros, realizou a segunda etapa de uma grande exportação de milho. Originado do Oeste da Bahia, o carregamento parte de Sergipe para o mercado externo. Considerando as duas etapas do fluxo, 60 mil toneladas do grão, provenientes de lavouras baianas, embarcaram do terminal de Sergipe para o mercado norte-americano. O secretário de Estado da Agricultura, André Bomfim, agendou visita ao terminal e acompanhou a operação, que representa a primeira exportação do grão já registrada no Porto, e abre novas oportunidades para o agronegócio sergipano.

Em reunião realizada em abril, junto ao Governo do Estado, a VLI Logística, empresa que administra o Terminal, afirmou que o número de cargas que transitam pelo Porto vem crescendo, desde 2018. No mês seguinte, maio, a VLI divulgou a retomada do embarque de grãos e derivados via Sergipe, com o escoamento de 90 mil toneladas de farelo de soja para o exterior. De acordo com a empresa, com o novo fluxo de milho, mais um passo é dado para a consolidação do Terminal Marítimo Inácio Barbosa, como porta de escoamento para o agronegócio brasileiro. Este movimento atende a uma demanda crescente dos produtores do setor, sobretudo nas regiões Nordeste e Centro-Oeste do Brasil.

Para o secretário André Bomfim, o fluxo de exportação em Sergipe deverá gerar novas oportunidades de escoamento da produção do milho produzido no Estado, cuja safra, no ano anterior, superou as 847 mil toneladas, sendo considerada a maior dos últimos 20 anos. “Na próxima semana, articularemos reunião entre a Federação da Agricultura de Sergipe (FAESE) e a VLI, que é a empresa de logística responsável pela administração do Terminal, no intuito de verificar caminhos para potencializar ainda mais essa oportunidade. Acreditamos muito na parceria entre os setores público e privado para alavancar a agropecuária em Sergipe”, destacou o Secretário de Estado da Agricultura.

Segundo o gerente do Terminal, Rodmilton Oliveira, a VLI, operadora do Terminal Marítimo Inácio Barbosa (TMIB), o processo de exportação de milho se iniciou no último mês, quando foram exportadas as primeiras 30 mil toneladas. “Esse milho chega de caminhão, após percorrer cerca de 700 km em via rodoviária. A gente armazena e ele permanece aguardando a programação do navio para fazer a exportação”, explica. De acordo com ele, além do grão, uma variedade de produtos já vem sendo exportada pelo TMIB. “Tem o cimento, a gente tem a unidade de armazenamento aqui e envia para Manaus todo mês, além de outros produtos, como minério, cobre, fertilizantes, trigo, etc.”, afirma.

Na avaliação da VLI, Sergipe tem um grande potencial para a exportação de grãos. “O Estado tem uma grande produção de grãos e, fazendo esse carregamento, a gente cria uma janela de exportação que dá visibilidade para os produtores de Sergipe. Abre uma nova possibilidade. Bons ventos soprando do além-mar”, sinaliza.

Foto: Ednilson Barbosa

Fonte ASN

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Reajuste salarial fica abaixo da inflação em agosto
Seduc finaliza mais um ciclo formativo para professores do Programa Alfabetizar pra Valer
Em ação do TCE/SE, corregedorias de dez tribunais de contas debatem inovações tecnológicas
Jornada Full Stack começa dia 27 e segue até dia 29 deste mês