Aracaju, 22 de setembro de 2021

Centro de Apreensão oferece cuidados aos animais recolhidos

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin

Além de realizar a captura de animais soltos ou abandonados em vias públicas, a Prefeitura de Aracaju disponibiliza procedimentos com o objetivo de garantir os cuidados necessários e, consequentemente, o bem-estar dos mesmos, através do trabalho desenvolvido pelo Centro de Apreensão, situado no bairro 18 do Forte, zona Norte da cidade.

Desta forma, assim que chegam ao espaço gerenciado pela Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), os animais acolhidos pela equipe da ronda, em sua maioria equinos e bovinos, passam por avaliação especializada, de acordo com o estado de saúde em que se encontram.

Iardlei Santa Rita é o médico veterinário responsável por esse tratamento clínico. Ele explica que boa parte dos animais recolhidos apresentam algum tipo de debilidade, principalmente relacionada à fratura, desidratação ou até mesmo falta de alimentação em decorrência de maus tratos.

“Por isso, após a primeira análise, fazemos uma triagem e aqueles mais debilitados são medicados e ficam em um período de quarentena até que possam se juntar aos demais”, detalha o veterinário.

Iardlei enfatizou que a preocupação da gestão municipal com o bem-estar animal vai além da ação de apreensão. “Em determinadas situações, o primeiro atendimento é feito ainda no local onde o animal foi encontrado. Para isso, levamos todo o suporte necessário, como soro e medicamentos para analgesia, de forma que reaja e fique em condições de ser transportado à sede do centro, evitando, assim, a eutanásia”, explica o médico.

Atualmente, o Centro de Apreensão da Prefeitura abriga 29 animais, estando 13 em tratamento. De acordo com a coordenação do serviço, os animais em boas condições ficam à disposição dos seus proprietários por um período de 15 dias, após resgate. Em caso de não haver a procura,  podem ser destinados para adoção, conforme critérios.

“Durante a permanência no centro, eles recebem água potável e uma alimentação balanceada, com sais minerais, capim moído, farelo e feno”, acrescenta o coordenador do Centro de Apreensão, Isael Freitas.

Denúncia

A atuação das equipes de captura funciona 24 horas por dia. Para informar ou denunciar sobre animais soltos ou abandonados nas vias públicas de Aracaju, basta manter contato com a equipe de Centro de Apreensão pelo 99151-0315 ou ainda por meio da Ouvidoria da Emsurb, no número 3021-9908, de segunda a sexta, das 8h às 12h e das 14h às 17h.

Foto: Felipe Goettenauer

Fonte Emsurb

 

Share on facebook
Share on twitter
Share on whatsapp
Share on linkedin
Share on email

Leia também

Câmara Municipal de Aracaju aprova 17 proposituras nesta quarta-feira
Senar Sergipe abre inscrições para o curso de frangos e galinhas
Região Nordeste registra etanol mais caro do País nos primeiros dias do mês, aponta Ticket Log
Em nota, SSP diz que o delegado Marcelo Hercos permanece em estado grave, intubado e sedado